Um perfeito canalha

Passos Coelho exibiu hoje a sua natureza de canalha. Perante renovadas acusações de incumprimento que já não ousa negar, porque é impossível negá-las, tentou esconder-se sob a capa do cidadão comum que se “esquece” de pagar multas – ou que foge ao fisco e defrauda a segurança social. “Não sou perfeito” – disse, apelando à culpabilidade de quem o ouve. O laranjal presente ribombou em aplauso. Pudera…

Passos Coelho não é perfeito. Longe disso, é um perfeito canalha .

Como mostrou logo a seguir, tentando dourar os seus repetidos incumprimentos e sonegamentos como pecadilhos de cidadão vulgar, comparando-os com os crimes que são imputados a um suspeito sem culpa formada, seu adversário político, e que estão muito longe de ser provados. Nomeadamente o suposto crime de “viver acima das suas possibilidades”.

Se ainda fosse necessária prova gritante de que Sócrates está preso para servir de alibi e de escudo perante a opinião pública a este governo acanalhado, aí a teríamos agora.

43 thoughts on “Um perfeito canalha”

  1. Em seis anos, Carlos Santos Silva conseguiu 115 milhões de euros em contratos públicos
    Dez empresas e 115 milhões de euros em contratos públicos em pouco mais de seis anos. São estes os números das empresas de Carlos Santos Silva, preso preventivamente no âmbito da “Operação Marquês”.

    Entre novembro de 2008 e janeiro de 2015, dez empresas de Carlos Santos Silva ganharam 115 milhões de euros. Em seis anos, o empresário, amigo de infância e alegado testa-de-ferro de José Sócrates na “Operação Marquês”, conseguiu 852 contratos públicos, a maioria por adjudicação e ajuste direto – 426 contratos por adjudicação, 281 por ajuste direto e 145 por concurso público.

    Os dados agora revelados pela TVI confirmam uma tendência já antes sublinhada por várias investigações jornalísticas, inclusive pelo Observador: a grande maioria dos contratos assinados com o Estado e com autarquias foi celebrada no período entre 2009 e 2011, quando José Sócrates era ainda primeiro-ministro. Além disso, a região da Beira Baixa continua a surgir como o terreno mais fértil para os negócios de Carlos Santos Silva. Dos 282 contratos celebrados com autarquias – 75% por ajuste direto – as Câmaras de Castelo Branco, Belmonte e Covilhã surgem no topo da lista de clientes do empresário.

    Uma realidade confirmada por um ex-trabalhador do Grupo Lena à TVI, que preferiu manter o anonimato. António, nome fictício, revelou que “As empresas de Carlos Santos Silva dominavam o mercado ali na zona”. E não era só o nome de Carlos Santos Silva que se ouvia na região, lembrou António. “O que zoava mais naquela zona era que aquilo tudo era do engenheiro José Sócrates“.

    Apesar do aparente sucesso das empresas do amigo de infância de José Sócrates, a verdade é que duas delas já faliram e deixaram milhões de euros de dívida. Caso da Conengil, falida em 2003 e que deixou uma obra por terminar, que viria a dar muito que falar. “Era uma coisa que se conversava muito, que as empresas dele ficavam a dever aos fornecedores ali na zona da beira baixa e houve empresas até de fornecedores que faliram”, confirmou António à TVI. Mas o ex-trabalhador do Grupo Lena acrescentou: “Estranho foi aquela obra do quartel da GNR, em Castelo Branco. A Conegil faliu e o Grupo Lena pegou na obra, com o pai do engenheiro José Sócrates a fiscal da obra”.

    Em relação às empresas de que Carlos Santos Silva foi administrador ou esteve ligado, os contratos assinados com o Estado e autarquias ascendem aos vários milhões de euros. Segundo os dados citados pela TVI e que, tendo em conta a tendência registada entre 2008-2011, apenas pecam por defeito – só a partir de 2008 foi obrigatório divulgar os dados relativos aos contratos públicos no portal BASE – a Constrope conseguiu 85 milhões de euros; a Congeva 13 ME; a EFS 7 ME; a Proengel e a Gigabeira 3 ME.

    A investigação da TVI faz ainda referência ao número atípico de empresas de Carlos Santos Silva em relação ao panorama empresarial do país. O empresário, preso preventivamente na sequência do “Caso Marquês”, está associado a 33 empresas em apenas 28 anos de atividade – quase tantas como o grupo EDP (composto por 37 empresas) e bem mais do que a Sonae (seis empresas).

  2. O rasto de trafulhice, ajustes directos, falências, obras inacabadas, fornecedores vigarizados, corrupção, chico-espertismo saloio tem a assinatura inconfundível Sócrates. Fez o mesmo ao país. De facto, e estou de acordo, o Passarola é um canalha!

  3. “• Pedro Sales: «se vivesse na grécia, passos era um dos paralíticos que tanto afligem o josé rodrigues dos santos.» “

  4. “• Porfírio Silva: «Quando um político, em vez de se explicar, lança lama sobre os outros para tentar esconder-se, então percebemos que é culpado.»”

  5. “• João Vale: «Isto de Passos se defender dizendo que nunca se aproveitou do cargo em proveito próprio é indecente, não se faz isto ao Portas.»”

  6. que esse é um perfeito canalha estou de acordo. só não tenho a certeza, e ninguém pode tê-la ainda, de que aqueloutro está preso por isso ou porque realmente é também um canalha. é aguardar.

  7. Para quem anda sempre a fazer figas pela honestidade, estás mesmo a ver se ficas bem no retrato. Vais jogando com triplas para ver se, qualquer que seja o resultado, podes vir para aqui arrotar a postas de pescada, não é?

  8. Ó baralhado dos canalhas e bandidos das Obras Públicas das 2:06, no final desse arrazoado todo, relativamente ao qual, como todos os outros não apresentas uma única prova de crime, ou sequer ilegalidade, por acaso sabes o que é e para que serve o Tribunal de Contas?

  9. 115 milhões a dividir por 6 anos dá números redondos 20 milhões/ano a distribuir por 10 empresas, ou seja 2 milhões ano para cada empresa. estamos a falar de empresas no ramo da construção civil e obras públicas onde o preços médios de 1 km de auto estrada é de 4,5 milhões ou de 13 milhões para a requalificação de uma escola de 1.200 alunos, portanto em 6 anos as 10 empresas do sr. santos silva venderam ao estado 13 km de auto estrada e a requalificação de 4 escolas. tamos conversados, nem me vou dar ao trabalho de procurar os valores totais de obras públicas adjudicados pelo estado entre 2008 e 2015 e qual a posição percentual do amigo do sócras na lista de fornecedores. já agora não te esqueças que o governo mudou de 2011 a 2015 e que agora são outros.

  10. “… só a partir de 2008 foi obrigatório divulgar os dados relativos aos contratos públicos no portal BASE…”

    foi o governo do sócras que tornou isso obrigatório e que o governo do passólas tornou facultativo ou passou a divulgar com atrasos para não haver reclamações.

  11. Oh deslumbrado dos milhões,
    Porque é que cortaste da notícia original que, mesmo com os “corruptores” na prisão, as empresas de Carlos Silva continuam a ganhar adjudicações de milhões? Percebeste que isso te desmontava a narrativa caluniosa, foi? Quando alguém fala do processo Sócrates, precisamos de poucas palavras para saber se estamos ou não na presença de um canalha.

  12. Sócrates é um MÁRTIR. Ele está preso para expiar os pecados de Coelho e outros da mesma estirpe. Penso que, em abono da instrução da defesa lata e genérica que tem sido feita aqui em prol do preso, deve ser junto aos autos o incumprimento de Coelho, acompanhado de um rol de testemunhas que atestem sobre a sua canalhice. Eis, portanto, um elemento probatório concreto. Estamos a caminhar na instrução do requerimento que denuncia o conjunto imenso de atropelos processuais no caso Sócrates, sendo certo, porém, que aquele carece ainda de concretização por falta de autor. Valha-nos, para já, a feroz concorrência feita aos artigos do Relvas, aqueles que ele discutiu em certa prova oral, e se este fizer precedente, temos que alguns dos que aqui passam e se pensam plasmar a verdade nua e crua, conseguirão a distinção num qualquer exame oral, digno do comentário de sua excelência, o Sr. Prof. Marcelo.

  13. Evidentemente que os IGNORANTEZES facilmente identificáveis, pois que a língua é a mesma, reagem com o QUÊ? O FARTINHO é mais o PEIDINHO do dispensário, titubeando com as suas frases linqueiras e sem qualquer forma e conteúdo. Alguém se convence que o Sócrates não tem onde se lhe pegar? Diretamente da Covilhã para a montra do Giorgio Armani, em Rodeo Drive, simplesmente uma das ruas mais caras do mundo. Nome sonante – o de Sócrates -, escrito em branco natalício quando a miséria falimentar e outra – a dos indivíduos – já crassava em Portugal.

  14. Uma pergunta:- O estado só lançou as empreitadas a que se referem? Então e os outros empreiteiros de grande e pequena escala não contam para a análise. Vale mais cair em graça do que ser engraçado !

  15. apresentamos agora o último êxito musical rodeo drive com interpretação do cegueta na concertina. é favor deixarem as contribuições no púcaro de lata suspenso na coleira do snupi.

  16. Ó cegueta em que é que o teu patrão andou metido?

    “Augusto Santos Silva — A primeira dimensão é o padrão, o desenho que se vai compondo. Há ali um período na vida pessoal e profissional de Passos Coelho que é um período que suscita dúvidas do ponto de vista de padrões de comportamento. Basicamente…

    Paulo Magalhães — Tecnoforma, é disso que está falar?

    Augusto Santos Silva — Tecnoforma, uma organização não-governamental que servia de fachada para tentar obter fundos comunitários chamada Conselho Português para a Cooperação, no qual, quando deputado, Passos Coelho trabalhou e recebeu dinheiro, diz ele que para custear despesas em circunstâncias em que estava em exclusividade no parlamento, e uma actividade de lobbying político-empresarial junto de companheiros políticos que estavam então no Governo. Para beneficiar o país com quê? Com a qualificação de técnicos para aeródromos. Lembra-se?

    Paulo Magalhães — Sim.”

  17. Adão e Silva do psd, classificou então a via escolhida pelo PS de questionar Pedro Passos Coelho como sendo a “mais longa e mais tortuosa”, “tíbia” e também contrária ao Regimento da Assembleia da República, tendo como único objetivo “o espetáculo” da presença da comunicação social.

    No mesmo sentido, o deputado do CDS Artur Rego rejeitou a intenção do PS “de utilizar” a Comissão Parlamentar de Trabalho e de Segurança Social como “um guarda-chuva” para se dirigir ao líder do executivo e considerou “demagógica” a iniciativa dos socialistas.

    Ainda não parei de rir.

    Foda-se é preciso ter lata.

  18. levem essas obras todas ao alexandre,para ver se descobre onde o socrates foi corrupto.o que sei ,é que mesmo com este governo o grupo lena continua a ganhar obras já vão 10.a experiência dá vantagem.falta saber se na vigencia do governo, a justiça que nós pagamos fez escutas.se fez,não ouviu o socrates a pedir comissaõ numa única vez? não?quefilho da mãe,falava por linguagem gestual! eu quero que o observador da helena matos e outros reacionarios se foda!

  19. Agora a sério, vocês acreditam mesmo que haja alguém tão burro que acredite na inocência de Sócrates, e que o amigo emprestava-lhe milhões como quem empresta um livro?
    Ninguém acredita nisso, nem vocês, mas têm de fingir que acreditam, triste fado o vosso.
    Mesmo aquelas mulherzinhas histéricas que vão à prisão com velas, quais beatas em peregrinação a Fátima, não acreditam só que, coitadas, é a oportunidade delas de terem os 15 minutos de fama, uma grande excitação para elas no meio da vida cinzentona que devem ter.

  20. “António Costa Diminuiu Dívida Da Câmara Com Dinheiro Do Governo”

    é preciso ser muita estúpido para ir nesta conversa, só faltou dizer que o passarólas meteu dinheiro do bolso dele para pagar as dívidas da câmara de lisboa e depois faltou-lhe para pagar à segurança social.

  21. oh luísa! histéricas por aqui só se fores tu e a bécula que desesperam por falta de provas para condenar o sócras. vão a fátima com uma vela enfiada no cu e se não resultar apresentem queixa do fabricantes das velas.

  22. Ehehehe, estou a ver que o Ignatz é uma das(os) beatas (os) que à noite se deve masturbar a pensar no Sócrates :)

  23. O Post de POR FALAR EM OUTROS CANALHAS…TANTA COINCIDENCIA É OBRA está muitissimo bem escrito. Parabéns! Reflecte o que muitissimos Portugueses pensam, incluindo eu. Obrigada por passar a escrito tudo o que penso dessa pessoa. :)
    (nem acredito que um criminoso possa ter um “clube de fãs”):(
    Obrigada,
    Anonima

  24. Freud explicaria, aquela expressão do Ignatz “vela enfiada no cu” significa o que ele faz durante o exercícioo manual pensando no Socras. Há falta do verdadeiro, até uma vela marcha, não é?

  25. Espero que não censurem a linguagem javarda, eu nem ia por aí, quem começou foi o grande fã do Socras, Ignatz, só respondi à letra.

  26. Luisa, eu INFELIZMENTE não tenho amigos desses que me emprestem milhões… acho até que ninguem tem, só o “dito”… :(
    Quanto á “linguagem javarda”, a mim não me escandaliza, pois temos de nos adaptar ás circunstancias, isto é respondeu á letra ao comentador Ignoratz. :)

  27. “vela enfiada no cu” é uma expressão poética tão bela e conseguida como os torresmos literários da intelectual residente bécula e não tem nada a ver com javardices & segismundices.

  28. JPFerra – oube, tomarase tu de escrebere cumo só eue iscrebo. Escrebo bem, falo bem, falo línguas, sou o máximo. hum. oqueie. tue, in contrapartida, és um peidinho mal dado, bá lá, uma bufinha silenxioza, carregada a pastele de nata, eue cá é de mórcela, farrinheira e paio pra cima, pá, com uma boa copa de binho, ui, fogo, e o graõ cum vacalhau, ai o graõ, ó pa, pode ber o que sai em momento de dessetresse do meu intestino tecnicamente cumplicado. Portanto, imagina um trobão bem puxado, tá beie? ofereço-to. tás caído? oqueie, fica aíe.
    o ignatezes, é um maluquinho da bida, um deribado ignorantivo do nada, é um peidinho iguale a ti. o gajo foi parido numa peixaria, enquanto a gestora dele abiaba o peixe ao cliente, tá beie? o gajo adorra velas no rabo, acesas de preferência, purque ele teie o cerebro ligado ao rabo, e cum a luz pença que cunsegue pençare, tão a bere? oqueie.

    JPFerra, oube, cala-te. ferra-te na tua ignurrañssia tá beie?

  29. sou o farto, fartinho
    sempre com nada, nadinha
    inbejouso do caneco
    com escrita de peidinho

    sou fã do marquês
    grande mártir de ébora
    eu fui à romaria
    bi dor abassaladora

    o gajo tá entalado
    mexeu no que não devia
    a braços cum a justiça
    e agoa? pergunta o nabo

    o nabo é o ignateze
    grande peidinho vaidoso
    tem tiques de panela
    com toque de marcha a vela

    hum. tão bom cumó suneto da cagada.

  30. sim, farto fartinho, é mesmo isso: dar a minha opinião em um blogue só tem como objectivo último – e primeiro – ficar bem perante todos pois disso depende a minha sobrevivência e também a minha felicidade. :-)

  31. IGNATZIA pá, tu pareces o Bruce Jenner, minha, andas a bestir rópa de mulhere? hum? oube, faz algu bom: cala-te. laba a louça, sei lá, digu eue, tá beie? oqueie.

  32. Talvez não seja má ideia ponderar a oportunidade da avalanche de comandos especiais da intrépida Morgadinha dos Tribunais — sempre, sempre, como nos velhos tempos, ao lado do povo, perante a qual até a fama da Rosa Klebb empalidece — sobre as malfeitorias e falcatruas da Segurança Social.

    E é assim que se afogam notícias de incumprimentos de SS com mais raids e mais camadas de notícias de malfeitorias absolutamente universais e à escala planetária, senão mesmo interplanetária, não só para com a SS, mas até mesmo da própria SS, lá por dentro.

    Tem toda a razão o saboroso título do Correio da Manha: «Segurança Social esconde dívida de Passos». De facto como é que o mais cumpridor dos cidadãos pode cumprir os seus deveres se a própria SS lhos esconde maliciosamente, sem dúvida ao serviço de interesses inconfessáveis para publicamente o poder embaraçar? Sim, como?!…

    Ainda vamos acabar por ver que afinal aquilo estava tão podre por dentro que quem fugiu às contribuições legalmente obrigatórias é que merece o reconhecimento da pátria penhorada e agradecida.

    É assim o relógio do destino, sempre à hora da coincidência. Especialmente na longínqua Nabolândia, terra fora do espaço e do tempo, cada vez mais na mesma…

  33. De prever, é claro, os próximos ataques por parte de todos os comentadores de serviço, à insistência com que o pérfido Socrates, mesmo embastilhado a bem da decência, insiste em «fazer politica» ao defender-se a partir da prisão…

  34. O mais interessante de tudo vai ser observar –se ainda por cá andarmos nesse futuro longínquo — o fim do processo Marquês. Das duas uma: ou o Napoleão do Crime vai sair inocente, com ou sem julgamento, e vai haver muita trafulhice para transformar a inocência em culpa a dobrar; ou vai ser condenado e parece-me que vai haver «ressonância de prova» a ressoar durante muito tempo, como no caso Casa Pia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.