Internacionalizemos então

Já que Passos internacionalizou a campanha eleitoral portuguesa ao denegrir primeiro e dificultar depois, no Eurogrupo, a vida ao Governo eleito da Grécia para colher dividendos a nível interno, o que impede a imprensa internacional de noticiar o seu calote de cinco anos, cinco, à Segurança Social? Espero que aconteça.

Penso que está na altura de se demitir, se tem um resto de verticalidade. E mesmo que não tenha. Será pior demitir-se depois da internacionalização dos seus incumprimentos. A sua permanência no cargo transforma este país numa anedota. Não era ele que falava constantemente em «credibilidade»?

7 thoughts on “Internacionalizemos então”

  1. hum, como se o país não fosse já uma anedota com o tipo de democracia no mesmo existente e tipos de democratas que a geram.Com o consentimento dos doutos sábios xuxas, e o seu silêncio perante o atento Passos Fedelho – o de Massamá.

  2. “Penso que está na altura de se demitir”
    Espere sentada, Penélope.
    Se não formos nós a correr com ele nas próximas legislativas…..

  3. poizé, oh bécula. dum momento para o outro ficaram todos chocados com escaladas irracionais de nojo político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.