O PS não irá responder a esta pulhice?

Desferidos os ataques a Costa, Sócrates voltou implicitamente à intervenção do primeiro-ministro - para diferenciar aquela que diz ser a sua postura enquanto governante. "Nunca o cidadão Pedro Passos Coelho usou o cargo que tinha para disfarçar, esconder ou evitar qualquer tratamento exatamente igual ao que qualquer outro cidadão teria. Nem para enriquecer, prestar favores ou viver fora das suas possibilidades."

Com a operação Marquês ainda fresca, Passos insistiu: "Quando sair do lugar de primeiro-ministro, aconteça isso quando os portugueses entenderem, voltarei à minha vida normal, que não alterei e a viver com as minhas posses, que são as mesmas - para não dizer que são muito menores que aquelas que tinha."

Muito aplaudido pelos deputados sociais-democratas - o pagamento tardio à Segurança Social causou um indisfarçável mal-estar entre os parlamentares que estiveram no Porto -, Passos sentenciou um dos discursos mais incendiados desde que é primeiro-ministro com a ideia de que nunca tomou qualquer decisão com outro desígnio que não o "interesse nacional", renovando a tese de que nunca fez favores, protegeu grupos de maior ou menor dimensão ou pressionou jornalistas.

Passos contra-ataca: “Não somos todos iguais, não usei o meu cargo para enriquecer”

62 thoughts on “O PS não irá responder a esta pulhice?”

  1. beie, este gaju é pulhíticu, anda cus noços carros e ovriga-nos a afastar-nos pra ele paçar. portantus, um vaconço. tá a precizarre de nobo emeile. ele quixplique porque razãoe o lupus é cumparticipadu, bá. eça cunberça das poçes, teie muito que se lhe diga, ganda finório.

  2. “Nunca o cidadão Pedro Passos Coelho usou o cargo que tinha para disfarçar, esconder ou evitar qualquer tratamento exatamente igual ao que qualquer outro cidadão teria. Nem para enriquecer, prestar favores ou viver fora das suas possibilidades.”

    Pois, é tão incompetente que nem isso é capaz ou sabe fazer embora querendo; tal como sempre foram terceiros a “criar a criatura” e “sentá-lo no poleiro” como chefe do psd e pm o mais certo é que sejam os mesmos a tratar da futura bela vidinha de passos.
    Como se soube agora, passados dez anos, da sua brava “raça” de homem infalível pagador de impostos, também daqui a outros dez anos saberemos quem lhe tratou do mealheiro.

  3. Costa tem as suas virtudes como é evidente, mas não é nem por sombras um animal feroz… é MANSO! como o Seguro!
    Na AR Ferro Rodrigues é um convite para a sonolência!
    Belos tempos Sócráticos onde havia malhanço atràs de malhanço, mas quem me manda ser um saudosista?

  4. poizé, oh bimba. o socras hoje não apareceu na capa do correio da manhã e tiveram que arranjar lugar para para fazer uma referência ao conejo. deixa lá, amanhã, se deus quiser, volta tudo ao normal.

  5. Alguém com dívidas ao Estado, não pode ocupar cargos de Estado. O que se pode e deve exigir a quem ocupe cargos de Estado, é que seja sério. Não se pede perfeição. Mas, verdade seja dita, PPC “O Ignorante”, cedo cedo, mal começou a governar, mostrou que não era sério. Já avisava Sócrates que PPC, mal se visse no poleiro, iria cortar salários e desmantelar o Estado Social. Em campanha, quando inquirido sobre isso, respondeu que “não,nem pensar, nós votámos contra o PEC”, com a mesma naturalidade com que agora diz que não sabia que tinha de pagar. Espero que o PS não responda às insinuações veladas (não muito veladas) de PPC usanda a retórica. Espero que o PS não faça mais merda, espero que António Costa perceba a responsabilidade que tem neste momento e que todas as suas palavras e acções contam. É melhor não dar espaço de manobra ao partido do PPC. Ou ele será usado. Não se fiem no “sofrimento e descontentamento” do povo. Facilmente são enganados. O “bom povo” é bem capaz de voltar a pô-los lá. Porque “são todos iguais”. E não sei que país seremos depois disso acontecer. Estamos todos “por um fio”. No limite das forças. Não me venham com estratégias de “retórica muito inteligente”, só para marcarem pontos, como o PSD está a fazer. Isto não é um benfica-sporting. É nojento ver Marco António Costa, Nuno Melo, os juniores da JSD, usarem e abusarem de material dado de bandeja pelo António Costa. Não é que o material não seja bom (o que é que lhe passou pela cabeça?), o que é nojento é o contentamento com que fazem. Portanto, espero que o PS responda, vencendo as eleições.

  6. andas exaurido de te vires à minha pala, que nojo de política.. deves estar escanzelado. pelo menos o correio da manhã engorda até ao ponto e enche-se de saúde. cuidado comigo. :-)

  7. “… andas exaurido de te vires à minha pala, que nojo de política.. deves estar escanzelado. pelo menos o correio da manhã engorda até ao ponto e enche-se de saúde. cuidado comigo. :-)”

    claro, o meu desporto é bater punhetas à pála de bolas de cebo a derreter ao sol e o correio da manhã a engordar com os anúncios centrais das bolas de cebo.

  8. ó achtung e no meio desse teue desejo, qual dos dois pulhíticos seria o sportém? Falamus do mesmu spórtém, num é? É queue num gosto de carroceirus, tás a bere?

  9. Quem com ferros mata….com ferros morre ! Deixa correr ! As surpresas vão saindo…devagar…devagarinho !!!

  10. 1ª pergunta ao António Costa – É verdade que comprou uma casa de 6 assoalhadas em 1990 por 5.000 contos ficando isento de sisa pois ficou abaixo de 6.000 contos e passados 11 meses”, valorizou-se “mais de 80% ?

  11. até pode ter comprado a casa por 10 tostões ou mesmo oferecida, não tens nada a ver com isso. a pergunta é: qual foi o valor da avaliação, se pagou sisa ou ficou isento. se valorizou 80 ou 800% não é culpa do costa é do mercado imobiliário. mas nada disso absolve o passólas de evasão fiscal.

  12. “o agora secretário-geral do PS comprou em 29 de junho de 1990, como comprova a escritura, um T6 em mau estado na Calçada Miguel Pais, em Lisboa, por cinco mil contos, sem recurso a crédito bancário.”

    oh campóniu’s, se é esta cena que leste no observador, a resposta é fácil:

    em 1990 o preço de um t6 novo andava à volta dos 10.000 contos. o costa comprou um barraco em mau estado por metade do preço e ainda teve de fazer obras no valor de 9.000 contos para tornar aquilo habitável. se calhar foi mau negócio.

  13. Compreendo que o Costa faça maus negócios, mas o que eu queria dizer é que o imóvel que valia no mínimo 9.000 contos nesse ano da compra então ficou uma sisa por pagar ?

  14. oh campóniu’s, isto da sisa não batatas ao quilo, mazé parecido. o cliente comprou uma coisa velha por 5.000 contos e ficou isento de sisa por esse motivo, se depois gastou lá 9.000 ou 900.000 a reparar a coisa é igual ao litro, nem na união soviética andavam a espreitar pelo buraco da fechadura a ver se as maçanetas das portas eram de marfim ou dos cornos da tua tia. se o tal & coisa valorizou o coiso em 9.000 contos, pergunta ao gajos ou processa o banco que aceitou emprestar a massa dando o imóvel como garantia.

  15. Ignóbil, se for provado que Passos Coelho foi notificado de alguma dívida ao Fisco seja ás finanças, segurança social ou outras e não a tiver liquidado, sou da opinião que deve pedir a demissão imediata, sendo certo que qualquer outro que tenha responsabilidades públicas deva proceder de igual modo.

  16. “… se for provado que Passos Coelho foi notificado de alguma dívida ao Fisco seja ás finanças, segurança social ou outras e não a tiver liquidado…”

    claro, os partidos do governo já estão a tratar disso
    http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4434013&utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed%3A+DN-Ultimas+%28DN+-+Ultimas%29

    e os funcionário das finanças que acederam ao ficheiro do prumeiro a serem perseguidos com processos, só falta um atestado do lambretas, mas por escrito, que aquilo a falado entope o gicleur

  17. IGNORANTEZES, cala-te pá.

    Eu sou o Ignatezes
    de nariz enxofrado
    e sou o jé bicos
    que anda sempre entalado.

    Gosto muito de falar
    de escrever ainda mais
    apanho porrada da grande
    eu sou só ais, ais.

    oqueie. Gamda Maluka, pá.

  18. Ignóbil, tudo bem, se os socialistas acham e aplaudem quem ilegitimamente vasculha na esfera da privacidade de um cidadão, sigam em frente, geralmente vira se o feitiço contra o feiticeiro, atenção que acho que quem deliberadamente prejudica o Estado em proveito próprio deva ser punido, coisa que até agora não se verificou. Boa esta democracia que mesmo com maioria, governo e presidente nada está abafado e tudo se pode criticar e investigar .

  19. oh campus, só há esferas de privacidade e segredos de justiça para os passarólas das evasões fiscais e cavacal banking, crimes provados e com custos para o país. quando se trata do sócras e partido socialista sobre merdas inventadas, cuja investigação de anos provou 0,000000000, a privacidade que se foda, nem os filhos podiam ir à pildra ver o pai, o segredo de justiça foi com o caralho para aguentar uma suposta investigação que todas as semanas descobre coisas novas e deixa cair as anteriores, mas verdadeiramente nunca acusa, nem precisa, já foi dentro, agora é aguentá-lo lá o máximo que for possível. depois logo se vê, assim comássim, vai ser problema do próximo procurador, ministro e governo, com a futura oposição e correios da manhã a bater tachos.

  20. Caro Ignatz, não confunda as coisas. Sócrates é outro patamar. Coisa de polícia ao nível de Duarte Lima, Vale e Azevedo, etc. Estamos a falar de contribuições ao Estado e o que é importante é saber se o 1º ministro utilizou o seu cargo para esconder alguma dívida , ou para não a pagar ou até para dificultar a investigação dessas possíveis dívidas. Saber se durante as funções de cargo público faltou com alguma responsabilidade ao Estado, isso sim politicamente imperdoável.

  21. Imagine-se, agora, um tribunal composto pelos Ignatezes do dispensário? Nem haveria qualquer tipo de saneador… tudo condenado ab initio. Ignateze, tu pensas? Ou fazes tão só copy e paste «disto e daquilo», porque parece…bem ? A pergunta é retórica, não é ?Vais certamente à praia de smoking…

  22. sócrates não noutro patamar, fica noutro edifício chamado decência, enquanto que o teu amigo passarólas é na lixeira da miséria moral. fazes bem lembrar essas dois carecas, especialistas em carecadas e gandas referências morais do gajo que queria ser a julie andrews. quem tentou confundir foi o pedrito, quando disse que não usou o lugar para enriquecer, se tem provas já deveria ter ido ao diap dizer o que sabe. se tens dúvidas de quem é o passos, vê aqui a folha de serviço do cromo, não há lá invenções, tem datas, números de processos e tudo aquilo que o gajo não quer esclarecer por achar que é da “esfera privada”, o que tem um piadão do caraças, o sócras é interesse público e o passólas já é privado. se tiveres dúvidas arranja-se mais sobre a tecnoforma, ongues, porrada na mulher, droga e mais uns trocados.
    http://verdadeirolapisazul.blogspot.pt/2011/05/cadastro.html

  23. Quis levar o debate para o lado racional mas o Ignatz ou Silva Pereira ? não está interessado. Está preso ao campo da fé, e sendo fé respeito e fico por aqui.

  24. IGNATEZES, és de facto IGNORANTE e LIMITADO. Um PERIGO para a democracia, mesmo para a atual. Sócrates é um caso de POLÍCIA, de INVESTIGAÇÃO, que TEM de se sujeitar à interrogação penal e, se for o caso, à pena. Mais uma vez: se tens ELEMENTOS PROBATÓRIOS que te permitam PROVAR a alegada indecência dos magistrados que conduzem a ação penal, AVANÇA, pois podes fazê-lo. É que as diligências escritas e OUTRAS dos causídicos envolvidos na defesa não colheram. Quem sabe, tu, com tão douta sabedoria, o consegues libertar e arquivar os termos que correm? Lançar desabafos de poveiro que aceita votar em troca de um boné e de uma caneta chucha não PEGA.
    Quanto ao Passos Coelho, a situação choca pela posição governativa que ocupa e chocará sempre pelo facto de ser cidadão e político. Como outras, designadamente a comparticipação do lúpus, porque a mulher alegadamente sofre da doença ( enquanto que outros se viram desapossados de direitos até então atribuídos). Todavia, não se confunda a lama da alegada ignorância do PM relativamente à lei, com o lodaçal doloso do enriquecimento do ex PM Sócrates. Foi lícito ou ilícito? É o que se tenta saber. Até lá, epitetar – como é o teu ordinário e vulgar caso – a magistratura porque investiga, em virtude da denúncia -, é simplesmente VERGONHOSO. Por isso, cala-te. Não sabes, não conheces e és de uma pesporrência anedótica. Previsível, também, evidentemente.

  25. Mais: é VERDADEIRAMENTE escandaloso um recluso PREVENTIVO e MAIS AINDA, o seu advogado entregar missivas aos media. Naturalmente que isso seria de esperar, pois a confusão lançada com as fugas levaria a que, a quem as mesmas aproveitam, viesse com documentação desta ordem, agora legitimada no «eu tenho que me defender». PREVENTIVAMENTE preso, conhecedor dos requisitos que determinam a prisão preventiva, o homem continua a PERTURBAR e a alardear e SABE que a sua DEFESA é em TRIBUNAL e não na praça. Um exemplo a não seguir. Contrariamente ao que os estultos chuchas pensam, a estrutura está montada – o PM na sombra não se mete, mas o ex – PM detido faz o que tem a fazer e ainda goza com a pretensão de mártir. Típico do PS,como, de resto, fizeram no passado.
    Já agora ó linqueiro, diz-nos lá quantos chuchas decentes e perseguidos pela Justiça estão presos?

  26. “… o lodaçal doloso do enriquecimento do ex PM Sócrates. Foi lícito ou ilícito? É o que se tenta saber.”

    errado. o que tentam provar é que ele enriqueceu, mas ainda não acharam a fortuna. ficam-se pelas dívidas como indício de “viver acima das possibilidades”, jargão já incorporado pelos portugueses que descontam para a segurança social e pagam regularmente os impostos sem recorrerem a expedientes.

    campus, o debate racional não é justificar uma confissão de evasão fiscal com um suposto enriquecimento ilícito que anda a ser investigado, escutado e assaltado, há pelo menos 12 anos, pela comunicação social, judiciária e diap, com a colaboração do partido nazi, sem ponta por onde se pegue. desvalorizar umas fugas fiscais de meia dúzia de euros do palerma que nos governa é grave, muito grave mesmo, na véspera de sair a notícia esse idiota insultou os portugueses depois de lhes ter roubado as pensões e os ordenados, chamou-nos caloteiros, que não declaramos as nossas actividades. tens aí o link, é repetido, mas é bom que os portugueses não esqueçam.
    https://www.youtube.com/watch?v=tL2AupgSmgk

  27. Ó IGNATEZE, tu presumes onde não deves presumir. Não atinges o que te é dito, misturas «os alhos e os bogalhos», e o resultado é o teu parecer – opinião viciada de preconceito, cega e adversa a qualquer outra que não a subscreva.

    Quantas vezes te foi já dito ou sumariamente explicado o que é a fase de inquérito, a fase de (eventual instrução) e a fase de julgamento? Tu sabes o que é um PROCESSO? E o que são regras processuais? Não sabes, pois se assim fosse, não escreverias os disparates que tens aqui escrito e que suscitam, de facto, o riso. O PROCESSO tem de seguir TRÂMITES! Porque se não os seguir, os CAUSÍDICOS – os que andam a entregar as respostas do preso PREVENTIVO aos media -, invocarão NULIDADES ou outras irregularidades que lhes servirão para aumentar o alarde que o mencionado recluso se tem encarregado de alimentar. Percebe uma coisa: NINGUÉM deteria esta pessoa se não houvesse motivo processual para o fazer e NESTE MOMENTO é só isso que interessa. A lei não está errada, mas ainda que o estivesse ou pudesse dar azo a injustiça ( e toda a lei é suscetível de o fazer), o governo do preso PREVENTIVO, teve oportunidade de a mudar! Como agora o tem! Mas parece que dar à luz de forma não tradicional anda mais na preocupação de certas mentes, entre outros temas.
    Se o tipo do partido nazi não é credível, bom remédio têm os causídicos – contradita para a frente! Mas não o fazem, pois não? Parece que estão mais interessados em fazer teses com base no «Supôr» – UMA VERGONHA!! Uma advogada que se presta a isso é uma INCOMPETENTE! Porque para fazer valer o que está correto, deve apresentar FACTOS na sede PRÓPRIA! Que pretende essa sujeita com tal artigo?! Que os portugueses embandeirem na verdade dela? Eu, pelo facto de ela ter usado os meios que utilizou, NUNCA a procuraria! Vá vender o peixe no sítio certo. É evidente que pessoas como tu, desejosas de sangue, saudosistas da era da revolução dos cravos ( e que revolução foi essa?) querem é FESTA – a festa dos direitos dos trabalhadores, os verdadeiros democratas. Foram esses democratas que venderam a soberania de Portugal, como se retira, de simples leitura do Tratado de Lisboa, assinado pelo teu amigo decente Sócrates. Que não conheces, que não se retira de links, mas de outro tipo de estudo – o jurídico.
    Não basta só invocar o mito de Sísifo. Tens de percebê-lo e, preferencialmente, não o incorporar. Portugal está cheio de gente assim, conscientemente assim – mas acham que vêm tudo. Eu, neles nada vejo e incluo-te nesse rol.

  28. E já agora: nota que eu realço a expressão preso PREVENTIVO. Será que percebes porque o faço?

  29. Ó JPFERRA, continuas ferrado na tua ignorância, por isso, se repete aos burros. Ilumina aí, com tua (in)douta sabedoria; acho, porém, que como qualquer Ignorante que se preza, preferes andar à nora e meteres água. Procura o «unguento» na farmácia mais próxima e aplica no cotovelo. A pide para gajos como tu até que dava jeito – ensinava-os a não cuspir para o ar, fazendo-lhes, assim, um favor. Lava-te que a tua cuspidela caiu-te em cima e toldou-te mais ainda.

  30. não é preso preventivo, é preso político e sem julgamento sumário, coisa que o teu santo tóino botas não fazia para os gajos dos direitos humanos não chatearem lá fora e para poder fazer os discursos moralistas que santinho de massamá anda a decorar por osmose, sentando-se em cima do manual conforme fotografia anexa.

    http://macao2013.blogspot.pt/2013_01_01_archive.html

  31. IGNORANTEZES, não precisas de ilustrar continuamente o teu pendor de papagaio sem cérebro. Cinge-te a FACTOS, esquece as hipóteses, porque não se JULGAM hipóteses mas FACTOS. Nota que em sede de investigação é isso que se visa apurar para fins de julgamento. É evidente que nunca alcançarias o realce preso PREVENTIVO. Não vou explicar-to, até porque tu convitamente partilhas do alarde social e da perturbação poveira e inadmissível que um preso PREVENTIVO instalou. Deu-se mal, enraizou-se de tal forma que não sairá do «choço». Viciou a sua posição processual, estupidamente ignorando algo muito importante no JULGADOR – a convição deste.
    Preso político não há. Dá-te jeito para alimentar a tua raiva cega e insana de democrata perseguidor a quem não partilha dos teus quaisquer ideais (quais são?). Cidadãos como tu devem ser postos em prateleira, preferencialmente açaimados, porque regra geral, quando deixados à solta, estragam – fissuram e vendem a soberania.
    Percebe, de vez: eu não sigo a carneirada. Porquê tanta insistência em links? Achas que vou visualizá-los? A sério? Aproveita a tua pseudo cultura internética e, REPITO, requer a libertação do preso que tu dizes ser político. Se o provares, digo-te já – é solto em dois segundos, pois a CRP não permite prisões desse cariz. Queres o artigo? Talvez um link te ajude…

  32. ó cegueta cada vez mais me convenço, que és um ignorante de boas falas, quando queres. Quando não queres és um imbecil com escrita a roçar o idiota e foleiro.

  33. “NINGUÉM deteria esta pessoa se não houvesse motivo processual para o fazer e NESTE MOMENTO é só isso que interessa.”

    é o argumento “porque sim” e nem se dão ao trabalho de disfarçar, leram mal os manuais da antónio maria cardoso

    “A lei não está errada…”

    claro que não, é interpretada abusivamente porque dá um jeitaço à acusação. o espírito da lei e os direitos que se fodam, somos autoridade, fazemos o que nos apetece e não damos satisfações a ninguém. não é bem assim, no caso do bes o gajo foi obrigado a jurar à corporação que não andava a vender segredos de justiça a troco de couratos numa tasca de moscavém. aquilo com o salgado pia mais fino.

    a advogada faz o que pode, o suponhamos faz parte do recurso que demorou 2 meses a chegar à relação e quando acusaram a recepção já estava ultrapassado por uns atamancanços ao processo. pois & tal são trâmites e a cona da tia mais a paciência para aturar fachos que tiraram a 4ª classe na tele-escola e agora tiram fotos em pose luis quinze.

    http://www.publico.pt/sociedade/noticia/carlos-alexandre-teve-de-jurar-em-tribunal-que-nao-violou-segredo-de-justica-1687725

  34. Meu caro, fale do que sabe, cale-se no que não tem conhecimento! Onde é que a lei foi ABUSIVAMENTE INTERPRETADA? Venha daí o FACTO. Onde está? Dou-lhe a dica – parta dos requisitos do preceito que consigna a aplicação da medida de coação em causa.

    NENHUM RECURSO pode partir do «SUPONHAMOS»!!! O recurso pede FACTOS e CONCLUSÕES. O «supôr» da Senhora Advogada NÃO é um FACTO. É o «ai, ai» de uma inscrita na OA que à falta de melhor, discorre no boletim daquela instituição. Na esteira, aliás, dos trabalhos e manifestações da bastonária. Ambas se regem pelo «é preciso fazer barulho», mas sem conteúdo e sem forma. Um gozo, porém, também um PAVOR.

    O teu vocabulário só pelas expressões que contém, são mais do que atentatórios da dignidade e do civismo. Guarda-as para ti. Não as partilhes, são feias, ordinárias, vulgares, e ilustram o que democratas como tu fazem numa sociedade. O que não se lava, claramente, com um «je suis Charlie». Meu caro, faz um favor: se não sabes discutir o assunto, preserva-te. Perdes a causa, antes de a apresentares.

  35. olha meu, tou farto de ganhadores de discussões e outras fanfarronadas tuas. só sabes dizer não, porque não e o resto do disco está riscado. que eu saiba a relação não recusou ou indeferiu o recurso até ao momento e o que lá se alega é o suponhamos da advogada. vai ser uma chatice ter que arranjar uma treta qualquer para a justiça sair menos mal na fotografia, enquanto não ocorre nada vamos adiando com expedientes dilatórios e evocando trâmites, prazos e novos factos de coisas que já foram investigadas ou notícias de jornal da campanha 2005. quando quizeres discutir documenta-te e arranja argumentos. até lá vai-te foder, agora passear a matilha.

  36. Devolvo -te a direção que me endereçaste, com votos de que te quedes por lá. Quanto ao resto, já sabes: DÁ APENAS UM EXEMPLO de um atropelo ( utilizando a expressão que certos populistas – teus derivativos – aqui têm usado) que indique abusiva interpretação da lei e sua aplicação. Quem tem o disco riscado és tu, porque, de facto ( e de direito) nada tens para cantar. Os recursos, meu caro, fazem-se com FACTOS, incluindo os que encerram eventuais ilegalidades/irregularidades que podem ou não desencadear NULIDADES processuais. Queres discutir a sério? Força. Avança com FACTOS.

  37. “Todavia, não se confunda a lama da alegada ignorância do PM relativamente à lei, com o lodaçal doloso do enriquecimento do ex PM Sócrates.”

    hum, eu sei o que é um PROCESSO, oqueie?!
    podes ter as opiniões que quiseres, podem ser verdadeiras ou falsas, embora com alguma base de sustentação, capisce? podes ir buscá-la ao CM ou ao Sol, à Sabado, aos do costume. mas diz-me, ó ceguinho armado em jurista, onde estão os factos do enriquecimento lícito ou ilícito?!…Hum… mais, ó coisinha burra, onde está o dolo? hum… devias escrever novelas para a TVI. hum… opiniões não são factos, oquei?!
    ó palerma, tu e o MP podem construir os enredos de histórias e opiniões que entenderem a partir dos tais “indícios criminais” , mas, onde estão os factos que comprovam a ilicitude e o dolo? hum?!… tá no inquérito, no processo que mais não é que uma cloaca onde muitos gostam de molhar a pena e ganhar milhões? bai bardamerda com os teus tramites processuais mais a prosápia de jurista frustrado e falido. vens práqui dar aulas de direito penal, é? então, diz-me, encontraste por lá qualquer impedimento de um preso preventivo dar entrevistas? já agora, o super alex proibiu o socras de dar entrevistas? bai bardamerda!

    o PM que nos desgoverna, o farsante, está a revelar o carácter de um verdadeiro canalha. já se viu que esse coisinho habituou-se a fugir às suas responsabilidades cívicas e outras, em pleno chico-espertismo, hum… sempre ouvi dizer que o hábito faz o carácter, hum. é um mau exemplo. o Cavaco deveria apeá-lo, oqueie

    ó salazarista(s), quanto é que vos pagam para andarem por aqui a abanar o capacete? é militância, num é?! camisa preta velhaca, vai bardamerda!

  38. Ignatzia, diga-me lá: você é hermafrodita, não é?

    De facto, esta esquerdalha de barraca, como é o seu caso, que se satisfaz como aventalinho, ou a canetinha ou o bonézinho, quando nada tem a dizer, aplica aquilo em que mais investe: a ignorância ilustrada com a obesidade da vulgaridade e da agressividade. IGNATEZES, procure o «unguento», olhe que a dor só tende a crescer.

    Em observância ao princípio da generosidade e solidariedade inteletual explico-lhe que: quem se colocou dolosamente nesta situação é o seu ídolo. A prova da culpa, como certamente não sabe, não se faz nesta fase processual. Portanto aquele «dolosamente» e o outro dolo que você usa não se misturam. De qualquer modo, deverá nesta fase utilizar a expressão «culpa», em vez de dolo. Faça um favor ao seu ídolo, designadamente à propaganda populista de «cerveja e caracóis ou tremoços, seguida e arroto», que você exemplarmente personifica. Não volte a errar.

    Naturalmente que as opiniões não são factos – ainda bem que já concluíu com acerto nesse aspeto. Sendo assim, aplique o que escreve – não defenda o seu ídolo com base nas suas opiniões – mais concretamente, preconceito e juízo de valor -, ignorando a realidade fática. FACTOS. Tem? Já vimos que não. Logo, quede-se na pergunta, não afirme, pois vincula-se.
    Quanto às entrevistas, pois as mesmas não foram nem serão proibidas. As respostas do seu ídolo dão jeito a algo que se chama «perturbar o inquérito»…um dos requisitos da PP, percebe? É escusado tentar explicar-lhe mais, já que a sua cegueira mental é tal, que nunca lhe permitirá perceber a prática do PROCESSO penal. Sabe o que é um PROCESSO? A sério?Então diga-nos, pois pode ser que eu lavre no equívoco, não é?
    Quanto ao demais, tem de limpar a bola de cristal, pois essa não permite alcançar o adversário à sua frente. Se a mesma funcionasse, o meu caro comentador, vomitava o acervo de vulgaridade que o carateriza em abundância no dispensário. Por isso, NOVAMENTE: faça um requerimento com a sua sabedoria e discernimento jurídico, a SOCIEDADE agradece que haja um IGNATEZE que dá a cara pela defesa do que está sendo investigado como enriquecimento a justificar, entre outros, dos tipos de crime, tudo em sede da indecência da perseguição …é apenas uma ideia.

    Olhe, palavrões, são penas de quem quer falar bem e não consegue, ou porque não tem capacidade natural para o efeito ou porque foi enxertado em barraca de ordinarice. Cresceu com a vulgaridade e reciclou-a com a idade maior.

    Portantos, meue, bou falare a tua linguage, oube, baie tu para onde me mandastes, vadalhócue e num saiase de lá. oqueie. Bá, toma lá o xanasse que tás a precisare, fogu, tens estado a lebar na fuça, o dia todo e num aprendestes pá. bolta à iscola, ó gaju. oqueie.

  39. era para não responder, porque já correram rios de tinta sobre o assumpto, mas para ver se mudas o disco, lá vai mais uma vez:

    “Meu caro, fale do que sabe, cale-se no que não tem conhecimento! Onde é que a lei foi ABUSIVAMENTE INTERPRETADA? Venha daí o FACTO. Onde está? Dou-lhe a dica – parta dos requisitos do preceito que consigna a aplicação da medida de coação em causa.”

    . detenções feitas sem mandados
    . interrogatório a terceiros sem fundamento legal
    . não foi garantida a presença de advogado
    . buscas ilegais sem mando e fora de horas
    . violação do segredo de justiça
    . presos privados de higiene pessoal

    tudo isto consta do recurso, confirmado pela vidaleira ao avisar a paula lourenço que a divulgação do recurso era fuga ao segredo de justiça e mais tarde pelo rosário teixeira desvalorizando os procedimentos ilegais e os atropelos dizendo que os presos tinham colaborado. segue link, não é para leres, é para atestar a tua ignorância dos factos.
    http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/pgr_avisa_advogada_de_santos_silva.html
    http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/ministerio_publico_recusa_buscas_ilegais_a_amigos_de_socrates.html

    “NENHUM RECURSO pode partir do «SUPONHAMOS»!!! O recurso pede FACTOS e CONCLUSÕES. O «supôr» da Senhora Advogada NÃO é um FACTO. É o «ai, ai» de uma inscrita na OA que à falta de melhor, discorre no boletim daquela instituição. Na esteira, aliás, dos trabalhos e manifestações da bastonária. Ambas se regem pelo «é preciso fazer barulho», mas sem conteúdo e sem forma. Um gozo, porém, também um PAVOR.”

    gostavas que os advogados preenchessem requerimentos em papel azul de 35 linhas a convidar os meretíssimos para um cozido à portuguesa, mas tiveste azar estes nem couratos pagam ao alex na tasca de sacavides. se fosse para abanar a cabeça à justiça, o sócras tinha substabelecido num de barro das caldas, daqueles que abanam a cabeça.

    “O teu vocabulário só pelas expressões que contém, são mais do que atentatórios da dignidade e do civismo. Guarda-as para ti. Não as partilhes, são feias, ordinárias, vulgares, e ilustram o que democratas como tu fazem numa sociedade. O que não se lava, claramente, com um «je suis Charlie». Meu caro, faz um favor: se não sabes discutir o assunto, preserva-te. Perdes a causa, antes de a apresentares.”

    dispenso lições de moral, especialmente de filhos da puta que têm a mania que são bem educados.

    além dessas alarvices jurídicas de pseudo conhecedor dos meandros da justiça e dos segredos da dita, li aí para cima a tese alexandrina dos trâmites “estamos na fase de instrução e portanto não há acusação”. ora nesta praia é que a gente está bem, quando o sol se está pôr alegamos complexidade do processo e quando o mar está mau aproveitamos para vazar lixo para os correios da manhã. uma coisa sabemos, até porque todas as notícias, mesmo aquelas sobre botas ou pulgas, sócras é suspeito de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal, mas há nenhuma queixa concreta daquilo que o acusam. se é corrupto tem de haver uma queixa, se há branqueamento e fraude o fisco tem de ter provas ou estão a pensar lançar um concurso nacional para seleccionar opositores políticos e gajos que não gostam dele para o acusar. porra que é incompetência a mais no meio de tanta desonestidade.

  40. subscrevo o ignatz e sublinho “dispenso lições de moral, especialmente de filhos da puta que têm a mania que são bem educados”.

    bardamerda pró fascista!

  41. Caro pseudo inteligente

    Então vamos lá
    detenções feitas sem mandados – A sério? Consegues provar o facto «detenção sem mandado»?Mas isso é uma grande NULIDADE. Avança que ganhas.

    . interrogatório a terceiros sem fundamento legal – Hum…deixa cá ver, consegues provar que à magistratura ( só esta interroga, nota), apeteceu INTERROGAR terceiros? Diz lá quem são os terceiros? Não quererás dizer INQUIRIR? Explica lá, pois que há diferença ( processual…mas como tu dizes que sabes o que é um PROCESSO e o que são REGRAS PROCESSUAIS).

    . não foi garantida a presença de advogado – Esta é grave! Muito grave! Ouve, não me digas que houve interrogatório e não esteve presente um advogado!? A sério? Consegues provar isso? Vê lá, se não tiveres um documento assinado por um ADVOGADO, a diligência é NULA. Avança, já.

    . buscas ilegais sem mando e fora de horas – Não me digas!!! Alguém assinou algo? As horas da diligência foram registadas no papel? E porque dizes que fora ilegais? Explica lá!

    . violação do segredo de justiça. E quem violou? Consegues provar quem foi o autor? Ouve, a recente cartinha do arguido não ajuda nada.

    . presos privados de higiene pessoal – Bem, este argumento ou é facto(?) é deveras importante. Evidentemente que se figuras na montra do Armani, tens de ter outros cuidados higiénicos, p.e . lavar os dentes de duas em duas horas, retocar a maquilhagem amiúde, ter em atenção que o que vestes de manhã não se usa à tarde, muito menos à noite. E depois, dormir nos lençóis dos outros não é nada agradável e, ainda por cima, não são de cetim.

    «tudo isto consta do recurso» – A sério? Bem, se conseguires provar nulidades, podes crer que haverá consequências favoráveis ao arguido. Nota, porém, que o que consta do recurso a mim nada me diz. Eu não vi a instrução do mesmo, não é? E tu viste? Ou será que subscreves porque está escrito? Só me interessa o teor do acórdão, pois esse é que decide. O que o recurso diz não faz ….lei nem jurisprudência ( por enquanto).

    «gostavas que os advogados preenchessem requerimentos em papel azul de 35 linhas ». Não. Já não há requerimentos em papel de 35 linhas….agora é diferente. Nalguns casos faz-se via eletrónica, no penal, não sendo assim, basta o papel…comum.

    «dispenso lições de moral, especialmente de filhos da puta que têm a mania que são bem educados». Então? No teu lugar, aproveitava os ensinamentos escolares que te tenho dado, escusando-te assim a opiniões que primam pela idiotia. Quanto aos epítetos, são certamente fruto da PROJEÇÃO que sofres. Lê Freud e filha, que, a pessoas como tu, dedicaram a sua vida académica e profissional.

    O resto do teu post não o li. Deve ser «mais do mesmo» e sendo assim, dou aqui por reproduzidoo que já disse…escusando-me de o repetir. Uma nota final: a educação e o respeito não se adquirem nos links….

    (texto não revisto).

  42. olha lá, oh paspalho,

    podes rabiar e inventar as desculpas à vontadinha que a coisa não muda de figura:

    . o recurso foi entregue há 3 meses e tem andado de trâmite em tramo-te para não terem que libertar os presos.
    . a procuradeira já reagiu, e mal, considerando que a paula lourença ao escrever o “suponhamos” tinha revelado a fundamentação do recurso e que isso significava quebra do segredo de justiça. mais tarde por causa do mau estar e bruá dos direitolos respeitáveis, veio emendar e dizer que se havia merda iria averiguar a situação e até hoje népia.
    . mas o rosex apareceu uns dias depois a dizer que era tudo verdade, mas que tinha sido com o consentimento dos presos, que até tinham assinado os mandados depois da merda feita.

    claro que o segredo de justiça serve exactamente para isso, tudo se sabe, tudo é segredo, tudo é mentira porque não se pode saber e quando se souber o gajo já cumpriu metade da pena, só falta uma sentença do dobro para poder sair em liberdade, mas para isso tem de confessar o arrependimento para não ofuscar o currículo ou estragar a carreira profissional dos meretíssimos lacaios do regime.

    ainda bem que lembras o freud, espero que já tenhas lido aquela coisa dos sonhos e percebido uma alusão que fiz a mijares na cama. não é por nada, mas na altura fiquei com a ideia que não percebias um boi do que dizias, tal como agora quando papagueias as teses oficiais e as desculpas da lavadura do regime.

    tamém gostei daquela parte onde dizes que não leste e depois comentas. o nosso primeiro idiota faz isso amiúde, mostra-se o rebuçado, o gajo finge que não vê, mas saliva, pavlov versão 10.0.

  43. Caro comentador IGNORANTEZES,

    Está nervoso, não é? Não se ponha a jeito…vá lá. Já lhe disse que o que interessa é o PROCESSO. Sabe o que é o PROCESSO? Avance, faça um requerimento, prove a morosidade da justiça, a perseguição, essas coisas todas que enformam o discurso poveiro da esquerdalha carneirista – o seu caso. Se não sabe, contrate um advogado, mas não deixe o homem a sofrer. Porque não organiza uma romaria à Relação de Lisboa, consigo à frente, com os «bofes de fora», clamando justiça, usando aquela linguagem ordináriamente básica e suja que tanto o carateriza? Está com medo? Leve os seus derivativos consigo e assim faz uma multidão. Não interessa que os leve no bolso, mas….pronto…como tem tanta vocação para ventriloquo. O que acha?

  44. Ó pá, meue, essa é fácil. O autor da primeira é inteligente e prudente. O gajo que postou a segunda com intuitos burrídicos, é um pobre Ignorante a quem se acabou a argumentação. IGNATEZES pá, aprende, bais aos linques e apanhas com us biruses todos pá. Fogu, com a energia que já gastastees aqui já tinah sfeito um requerimento e saído do quarto….hum. oqueie.

  45. poizé, oh cromo . há quem pense que kafka é café expresso de pastilha e agora podes ir com karalho enquanto vou passear a matilha.

  46. boa ignatz! o ceguinho é mesmo um kromo. o gajo não vê mesmo nada, nem consegue ver o PROCESSO à frente do nariz.

  47. ó ignatezes, cunta aí, tu falas cuntigu pá, elugias-te ati, meu e debes pensare que nózoutros num prcebemos issu, pá. lebaste cá uma porada hoje pá, que até preferes a matilha pra latires cum ela, meue. pois baie ladrare pra ótro ladu. oqueie.

  48. poizé, oh nabo do karalho! já que não me elogias e só me dás porrada tenho de simular uns elogios ao que escrevo para manter a moral. entretanto aproveita para leres o processo, se é que sabes ler.

  49. Mas, mas, maze, ó IGNOBIL IGNONCIO, tu ése mais IGNORANTEZE do que eue pensaba. Oube, eue num tenhu de lere nada, eue só tenho de ber o que é escrito e cumentare. Maze se tu lestes o PROCESSO , debes saver que o ca tu dizes num tem razãoe de sere, num é? hum? Vadalhócu. oqueie.

  50. Mas, mas, maze ó inteletualerda, estó bendo qui bocé cuntinua inxixtindo na iguinoranssia. oube, a bécula aquie é bócé, mas cumó bocê ainda não atingiue içu, meue? manda aí o requerimento, pá, o recurso da Óytra numinteressa, pá. atãoe tenze um idulo prezo e num o defendes cum os teus cunhecimentos?, hum?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.