9 thoughts on “Sondagem”

  1. Ontém, na SIC, pela boca do putativo Ministro das Finanças de um putativo governo PSD, vi sairem pentelhos. Que estaria a fazer Catroga antes de entrar no estúdio??

  2. O catroga lê muito antes dos debates e entrevistas, todos o fazem.
    Sucede porem que por vezes a velocidade do pensamento é tão rápida que nos saem coisas da boca que mais tarde nos arrependemos, não sei se terá sido o caso.
    Seja como for, o ilustre catedrático lê blogues, aposto o meu triciclo como lê, e quase de certeza que andou numa de erotismo antes de ir para a sic…

    http://diariodeumpintelho.blogspot.com/2007/02/confabulao.html

    só pode.

    PROPOSTA: se o léxico actual já se refere a linguagem mais mundana e descomprometida de formalidades, sugiro que se perca a vergonha toda, e passem todos a usar o vernáculo como linguagem comum. PHODAX!!!

  3. Acabei de ver Catroga e a sua metáfora púbica. Eu diria que o ex-ministro das finanças mais que usar um pentelho, próprio ou alheio, como metáfora explicativa, é ele também capaz de um dos ditos fazer uma trança.

  4. Agradecia que explicassem melhor aos portugueses, se possivel quantificar por rubricas o agravamento do deficit em tão pouco tempo. Esses numeros que Portas utiliza até à exaustão,estão a prejudicar Socrates.O Ps tem curriculum a diminui-los. Se isto aconteceu digam aos portugueses como. O meu obrigado. Quanto a Catroga é um palhaço e começou a sua actuação com os pecs. Antes foi com Cavaco… por isso foram corridos.

  5. Tenho assistido aos debates e até os tenho gravado para no sossego da noite poder interiorizá-los melhor. O que tenho visto e ouvido leva-me à conclusão que não há isenção por parte da comunicação social. Se não vejamos: Portas mostrou um gráfico aldrabado e a TVI depois de ter conhecimento pelo jornal Negócios não vem repor a verdade. O que lhes interessa são as mentiras para ver se os partidos da sua área (TVI) derrotem Sócrates.
    Ontem aconteceu na SIC no debate entre Sócrates e Louçã com a carta escrita pelo governo à Troika. Hoje o ministro Silva Pereira diz que Francisco Louçã faltou à verdade. Se a comunicação social fosse isenta estas coisas no prazo de vinte e quatro horas eram desmentidas.
    Também não vejo honestidade por parte do CDS e BE. Apresentam-se nos debates e nem programas têm para apresentar aos portugueses para estes poderem decidir. Dizem que ainda estão em tempo porque a campanha eleitoral ainda não começou mas, todos sabemos o impacto dos debates na televisão, aliás, é onde se joga tudo.
    Uma eleição é um concurso – na minha óptica. Em todos os concursos há regras. A maneira como podem concorrer quais os seus direitos e deveres. Não é lícito que se apresente alguém a discutir o programa do seu opositor e não tenha o seu para ser discutido. Isto só tem um nome: fraude. Deviam de serem impedidos de se apresentar no debate. Quem quer esconder algo aos portugueses não deve dar a cara.
    Também não concordo com a maneira de fazer logo sondagens de quem ganhou o debate. Ganha-se ou perde-se conforme a cor do partido. Alguns dizem foi uma cabazada. Mas que eu saiba não há balizas para podermos avaliar esse resultado.
    Quanto ao resultado das eleições prevejo-o taco a taco. Quem as ganhar, PS ou PSD, vai ser por uns míseros pintenlhos.

  6. de lábios fechados como? eu não percebo como é que é isso e portantos, enquanto não perceber, não posso responder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.