Quanto é que Balsemão paga a esta profissional?

«Há outra ligação que muita gente também fez logo, com a tentativa de obnubilar, de escamotear, de encobrir o escândalo que é o da prescrição dos crimes envolvidos nas PPP, com três ministros também de Sócrates. E hoje eles até se apresentam como vítimas por terem tido os seus nomes associados aos crimes e afinal não terem sido julgados e não terem sido ilibados da... Mas a verdade é que quem fica cá com a factura dos três mil milhões, fora aquilo que... somos nós todos portugueses, não é?...»

Ana Gomes

Apesar do palavrório sair-lhe trôpego é possível perceber o que esta caluniadora profissional quer dizer. E que é isto: “nós todos portugueses“, por causa de “três mil milhões” que a própria não faz ideia a que respeitam mas que pretende criminalizar politicamente, devíamos exigir a condenação de “três ministros também de Sócrates” à pala de “crimes” que tribunal algum ainda declarou existirem.

A calúnia profissional é um nicho de mercado altamente bem pago neste nível de vedetismo. E não custa nada a despachar, bastam uns minutos de pulhice semanal para ir enchendo o bolso.

32 thoughts on “Quanto é que Balsemão paga a esta profissional?”

  1. Julgamento pronto , sem irem a tribunal ! É uma sapateira super-rápida ! Meias solas sem descalçar os sapatos !

  2. Ainda não me esqueci que esta gaja, no dia em que se fez uma grande manifestação contra a intervenção no Iraque, marcou uma reunião entre a direção do PS e o seu amigo pessoal Durão “Cherne” Barroso.
    Este encontro serviu para afastar o partido da contestação que contou com a participação de muitos notáveis do PS, dentre os quais Mário Soares. Alguém perguntou a esta “defensora dos direitos humanos” o que tem a dizer acerca da matéria?
    Só não entendo o apoio do Nuno Santos a esta fraude.

  3. pois, eu ainda não me esqueci dos gajos que disseram que iam votar nela e agora andam por aqui escandalizados com a matrafona gomes.

  4. alguém sabe porque prescreveu a coisa? foi por terem metido recurso atrás de recurso para atrasar o processo e obter esse mesmo resultado ?
    só quando souber a razão da prescrição é que saberei se é paga ou se fala de borla.

  5. Pois é, também gostava de saber se os recursos (quantos, já agora?) têm alguma coisa a ver com a prescrição, ou se até deu jeito para, à falta de provas, deixar uma mancha para a memória política.
    E que oportunas são estas notícias, tão perto das eleições, não é?
    À justiça o que é da justiça, não é Costa?
    Se calhar devias ter posto a prima Van Dunen a trabalhar a sério…

  6. O argumento mais inútil e que trás à tona a verdadeira ambição dos comentadores é o de Manuel Pinho ter dito que “perdeu uma fortuna” em integrar o governo. Veem nessa consideração de Pinho quase como uma confissão de crime, ou pelo menos do seu (“real”) caráter, como se isso fosse importante. Mas o que isso tem de relevante ? Se ele não tivesse exteriorizado e tivesse guardado para si, essas pessoas sentir se iam melhores ? Provavelmente já não iriam conseguir condená-lo de nada…

    Hoje em dia, já desde Sócrates, o ónus da prova encontra-se do lado dos arguidos. E por vezes, para o provarem, devido a esta subversão que danifica muito o direito, têm de recorrer a aspetos da sua vida pessoal e privada que nunca de outra forma seriam tornados públicos, o que é lamentável.

    Esta conferência do Costa só existiu por causa das eleições. Só saiu dali disparates e propaganda. E ninguém critica nem questiona as incoerências que ali foram ditas.

  7. “alguém sabe porque prescreveu a coisa?”
    Ó yoyozinha, se calhar foi como no caso Freeport, os ilustres magistrados não tiveram tempo para fazer as perguntas ao Sócrates durante a pazada de anos que durou a fantochada.
    Será do tempo que perderam nas, penso que duas, viagens que “tiveram” que fazer a Londres a expensas cá do pessoal?
    Mas vais ver que foi isso, foi falta de tempo, concerteza.

  8. Está na hora de eleições, e o que vemos por todo o lado, são os cãezinhos de Pavlov à esquerda e à direita raivosos a espumar raiva pela boca fora, no ataque serrado ao PS!
    Costa falta-lhe a garra e os tomates de Sócrates!
    Não é por acaso que a partir do momento em que foi eleito secretário geral do PS, Sócrates passou a ser o alvo de ódio à esquerda e à direita! Ainda continua e há-de continuar enquanto não aparecer alguem com tomates no poder para acabar com o justicionalismo do MP!

  9. À caluniadora em causa que, nada tem de socialista, deu-lhe jeito fazer-se
    militante para poder singrar na sua carreira de embaixadora e, agarrar um
    ou outro tacho (deputada europeia), para compor os seus rendimentos também
    resolveu entrar na “exploração” do filão da corrupção cospe, sempre que
    pode, na malga de sopa que o PS generosamente lhe tem oferecido!
    Infelizmente, não é caso único pois a inveja e a dor de corno é apanágio de
    outras figuras enquistadas no PS sem que, a direção lhes mostre que o lu-
    gar deles será noutro partido que não, o Partido Socialista!!!

  10. No currículo de Ana Gomes, é bom não esquecer o entusiástico apoio canino aos bombardeamentos democráticos e humanitários da NATO que consolidaram o desmembramento da Jugoslávia e, com o pretexto das limpezas étnicas de muçulmanos bósnios e muçulmanos kosovares por sérvios, culminaram na limpeza étnica, bem mais real e pesada, de aproximadamente 400 mil sérvios da até então União dos Eslavos do Sul. 200 mil foram expulsos em meia dúzia de dias da Krajina (que significa ‘fronteira’), por tropas croatas apoiadas por militares americanos (restaram apenas quatro a cinco mil velhos sem forças nem meios para fugir). A Krajina, alvo de inúmeras investidas guerreiras do Império Otomano, era há séculos quase exclusivamente povoada por sérvios, os únicos que lá se dispunham a viver e a resistir de armas na mão contra essas investidas. A dita Krajina foi, porém, administrativamente integrada na Croácia então jugoslava por obra e graça do croata Josip Broz Tito, de modo parecido com a “redistribuição” administrativa, em 1954 (por um Kruschev bêbado) da Crimeia desde sempre russa, e como tal integrada na República Socialista Soviética da Rússia, à República Socialista Soviética da Ucrânia, ambas, então, parte do mesmo país, a URSS. O resultado é o que hoje conhecemos. Outros 200 mil sérvios foram carinhosamente postos a correr do Kosovo pelo chamado Exército de Libertação do [dito] Kosovo, grupo de escuteiros que se especializou na ternurenta actividade de tráfico de órgãos de prisioneiros sérvios. Tudo, claro, com o beneplácito do bombismo democrático e humanitário que Ana Gomes entusiasticamente apoiou. O spinning das máfias bombistas humanitárias, com assessoria merdiática caninamente acéfala, chamou a estes felizes acontecimentos “represálias” e, como se percebe bem, o termo tem implícita a justificação do que seria considerado crime se as vítimas fossem as oficialmente consideradas como tal pelo humanitarismo bombista. E com isto não estou a justificar nem a branquear os inúmeros crimes que os sérvios, sem sombra de dúvida, também cometeram.

  11. “yo
    21 DE DEZEMBRO DE 2021 ÀS 15:34
    alguém sabe porque prescreveu a coisa? foi por terem metido recurso atrás de recurso para atrasar o processo e obter esse mesmo resultado ?”

    Mas agora também se metem recursos em matérias que estão a ser investigadas e nem arguidos existem?

    Que recursos? Quando? Como e para quê??????

  12. ok , obrigado. já fui ver por aí , e deduziram acusação contra 3 dos tipos , deixando cair os outros todos no limbo.

  13. Ter um pide privativo, um pide em dedicação exclusiva, é sinal de que alguma coisa estou a fazer bem, mas logo havia de me calhar o pide mais fraco da piolheira, o cão mais ordinário da matilha, o bufo mais rasca da bufaria. Sinto-me insultado.

  14. “És mais estúpido do que a sanita onde cago todos os dias, pide ranhoso!”

    se calhar ainda não percebeste como é que funciona a sanita. lê o manual de instruções, se não resultar caga em pé ou liga para a assistência técnica.

  15. ainda bem que te sentes insultado, mas é por fazeres papel de burro a ganir de alegoria.

  16. Não tem condições para emitir opinião idónea quem faz propaganda duma arma de guerra mediática chamada RT e apologia duma pseudo-jornalista do gabarito de Eva Bartlett.
    Infelizmente, assim não sucede, porque temos uma mula russa sem vergonha na cara. Uma sanita com nome.

  17. https://youtu.be/yGO1R4cajSI

    Só os idiotas e os cães de duas pernas não conseguem ver aqui um tipo desesperado, a lidar com vigaristas e ladrões e a tentar tudo por tudo para evitar uma guerra que sabe será devastadora para o seu país e o mundo inteiro. Só os bobis do planeta, que acreditam ter um lugarzinho debaixo da cama dos donos em abrigos anti-atómicos que os livrarão da sorte da maioria, que somos todos nós, não vê aqui um tipo, um país e um povo encostados à parede, sem outra opção que não seja a de vender cara a pele. Não aprenderam nada com 39-45, idiotas de merda, mas uma coisa deviam perceber: não haverá bunkers que cheguem. Nem para nós, povos do planeta que apenas anseiam por viver a vida em paz, nem para eles, cães de duas pernas e idiotas úteis que serão deitados borda fora logo que percam utilidade e ocupem demasiado espaço.

  18. Para a mula russa os desejos de Boas Festas e de que não abuse nem dos fritos nem dos doces.
    Quanto aos comentários que publicou, vão diretamente para o lixo, para o ecoponto do lixo tóxico-merdiático made in Moscóvia.

  19. Emir Kusturica – RT censored over questioning western elites’ narrative
    Published: 24 Dec 2021 | 20:32 GMT

    The latest satellite broadcast ban enforced by German authorities on RT’s German-language channel shows the persecution of RT has reached the “level of absurdity,” acclaimed Serbian filmmaker Emir Kusturica believes.

    There is “no justification” for taking RT’s German-language channel off air, the prominent film director said, commenting on a recent move of a European satellite operator, who did so on the request of German regulator MABB. “It is absolutely absurd,” he added.

    The German authorities maintained that RT had no right to broadcast on German territory without a German license, even though the news media outlet obtained a Serbian license allowing it to broadcast in more than 30 European nations, including Germany. Berlin’s position does not reflect “the feelings of the people,” Kusturica said, adding that ordinary viewers seem to be very interested in the content that RT offers.

    The filmmaker also said that Berlin might not in fact be “autonomous” in its decision since it appears to be part of a larger-scale push against RT based on an ideological conflict. “Freedom of press does not exist anymore,” Kusturica said, adding that everything nowadays eventually comes down to “ideology.”

    The film director praised RT for showing the life of people in various parts of the world. “You suffer because you don’t polish reality,” he said, adding that RT does not seek to round off rough corners as other media that stick to the “Hollywood”-style content do.

    The Serbian filmmaker also believes that Western governments would very much like to censor RT since it questions their own carefully built narrative that does not always reflect reality.“In the world after the 1990s that brought us bombs in Serbia … they want a truth to be a lie and a lie to the be the truth,” he said, adding that RT is “opening the windows through which people can see” what life really is.

    Other broadcasters are just conveying the narrative and policies of the elites, Kusturica believes. “Market has … taken over democracy” a long time ago, the filmmaker said, adding that, now, the elites want people to just “consume the news like goods,” allowing them to shape people’s views as they see fit.

    Aqui:
    RT censored over questioning western elites’ narrative – Emir Kusturica https://www.rt.com/russia/544369-kusturica-rt-censor-question-narrative/

    E aqui:
    https://youtu.be/wuBtob1xnGg

  20. A promoção de Eva Bartlett a modelo exemplar de jornalismo é um exercício despudorado de falta de vergonha na cara. É ser cúmplice, na desonestidade intelectual, com quem produz reportagens empáticas sobre a Coreia do Norte e cita, como referência doutrinal, os elogios dedicados ao sistema de saúde norte-coreano pelo eminente conspiracionista pró-russo Michel Chossudovsky.

  21. Ah, o watchdog do “establishment”, agora, chama-se “Kamashov”.
    Nem lês nada que esteja fora da caixa, porque tens uma missão para cumprir, certo?
    Aposto que és o tal enviado da moçada lá da ponta do mediterrâneo.
    …só mudam as moscas.
    Baidauei:
    Então agora já estão preocupados com a obtenção de cidadania do “sefardita” Abramovich?
    Querem ver que em milhares de casos, incluindo os “golden visa” não tem havido lavagens de dinheiro e/ou se tem oferecido cidadania a agentes de serviços secretos, mafiosos, empresários duvidosos e outro tipo de criminosos, pois não?
    Somos tão inocentes. Isto não é o jardim, (para esses) é o paraíso à beira mar plantado
    Eles, agora, andem aí…,esperem só pelas repercussões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *