O caso Dias Loureiro explicado por um professor

Antes disso [da resposta a uma pergunta], deixe-me dizer uma coisa sobre Dias Loureiro que me esqueci de dizer. Em conversa com colegas e com alunos, uma coisa que me impressionou foi a seguinte, que é uma lição deste episódio, que é: eu disse aos meus alunos Tenham uma profissão, uma carreira, antes de irem para a política, para depois quando saírem da política voltarem à carreira e à profissão. Para não ficar a ideia de, quem vai para a política, vai para tirar proveito dela como uma espécie de trampolim para conseguir coisas e abrir portas a que não chegaria doutra maneira.

Professor Marcelo

8 thoughts on “O caso Dias Loureiro explicado por um professor”

  1. Bom, o Loureiro já foi julgado e condenado à morte com chicotadas nas virilhas. Agora o discurso do Rebelo é que me admira: parece mais de freguesia do que de capital, precedido dum movimento da câmara a puxar brilho ao soalho,mas fiquei com uma ideia muito aproximada da mentira que ele indecentemente pregou aos alunos.

    A entrevistadora, que deve ter seguido o conselho do rebelo quando foi aluna dele, também tem futuro garantido depois de sair da televisão, especialmente se um gajo com massa a ouvir dizer de “como as esquerdas se irão comportar, ou não..”

    O nosso país anda de rastos, Valupi, mas as cobras (como as câmaras) também têm direito à vida.

  2. O Loureiro do BPN-SLN é o tal militante do PSD-offshore que acha que a ilha da Madeira é o modelo de vida democrática para Portugal e o local de encontro de Deus com o génio empreendedor humano (vulgo Alberto João). Ou seja, Loureiro é um bimbo ridículo, ignorante, débil e amnésico que se meteu numa grande alhada por ganância, esperteza saloia, espírito mafioso e inconsciência e agora anda às aranhas para salvar a pele de burro. Mete dó.

    O prof. Marcelo devia primeiro sair do PSD para ganhar alguma credibilidade como comentador político. Antes disso não vejo as suas Conversas em Família nem pago.

  3. vi dois minutos, sim maioria relativa do PS com o Bloco e logo se vê, com este desmoronamento do capitalismo bolsista é inevitável uma mudança à esquerda, espera-se que seja uma coisa centrada nas pessoas mas aberta, diversificada,

  4. Blondewithaphd, é como eu.
    __

    Nik, absolutamente: O Marcelo sair do PSD e começar a fazer alguma coisa por isto.
    __

    Z, veremos, mas uma segunda maioria também poderá acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.