Dominguice

Na imprensa continuam a trabalhar crentes e praticantes do ideal que enobrece a profissão: usar os factos para fortalecer a comunidade, combater as injustiças e defender a liberdade. Acontece é serem a mínima minoria, a excepção, nesse grupo profissional.

A enorme maioria dos remunerados na comunicação social, jornalistas e comentadores, é parasitária da República, da Constituição e da democracia. Agora que as tecnologias tornam ubíqua a informação, é um dever de cidadania recusar que o dinheiro no nosso bolso chegue a biltres e pulhas encartados ou com cartola.

55 thoughts on “Dominguice”

  1. sim, não pagar para consumir. mas às vezes acontece querer lamber o que um escreve e ter de comprar o jornal inteiro. outras vezes compro o jornal inteiro e falta o que um escreve para lamber. não é justo porque nunca sei. fico ao abandono.

  2. Porquê?! bateram no Cabrita, foi?!
    Mas recusar para quê?! Para o querido líder os vir apoiar novamente pela porta do cavalo enquanto cativava investimentos para os mais pobres e frágeis? Até o mordomo socialista nos media, o surfista, foi agraciado com um contrato para lá da vigência do próprio governo ( o que, para quem não for sectário, mostrava já o cálculo de eleições antecipadas) ao qual o próprio disse que sim ainda tentando parecer sério mas depois de pressionado deitou fora a conexão estudos de mercado ficando com aquela que é a fonte do conflito, pois era a única que sem a qual o contrato não faria sentido.
    Se com isto não houve problema, porquê agora?

  3. “Porquê?! bateram no Cabrita, foi?!”

    não foi bem no cabrita, foi no carro em que seguia o cabrita. um gajo que foi cagar ao separador central e resolveu vir à berma buscar papel para limpar o cu.

    “Mas recusar para quê?! Para o querido líder os vir apoiar novamente pela porta do cavalo enquanto cativava investimentos para os mais pobres e frágeis?”

    não percebo essa indignação, o partido em que tu votas defende a exploração dos pobres e fragéis. é conferires as políticas sociais mota soares na geringonça anterior. mas se tens provas apresenta lá as cativações socialistas nos investimentos sociais?

    “Até o mordomo socialista nos media, o surfista, foi agraciado com um contrato para lá da vigência do próprio governo ( o que, para quem não for sectário, mostrava já o cálculo de eleições antecipadas) ao qual o próprio disse que sim ainda tentando parecer sério mas depois de pressionado deitou fora a conexão estudos de mercado ficando com aquela que é a fonte do conflito, pois era a única que sem a qual o contrato não faria sentido.”

    demagogia e conversa da treta, ganha o mesmo que ganhava a dar aulas e não acumula salários. no dia em que a direita cancelar as comemorações ele sai sem indemnização e volta para onde estava. se tens acesso ao contrato, bota aí para vermos as mordomias, ordenados, indemnizações e todas essas merdas que o graça moura arrecadou e que nunca te afligiram. não vou à bola com o pedro pelos motivos que levaram o costa a escolhê-lo para comissário, é um gajo que agrada à esquerda e à direita do 25 abril, só não é consensual para quem não quer festejar os 50 anos da revolução e está mais interessado no regresso ao passado, mas isso é problema teu e dos teus amigos.

  4. …o que, para quem não for sectário, mostrava já o cálculo de eleições antecipadas…

    Sectário é quem papagueia acriticamente as mentiras do chefe, como esta, ontem: “O PS não queria soluções, queria eleições”.

  5. E de quem são essas afirmações Julinho? Não faço a mínima ideia, só me represento mim. Mas sou de esquerda. Contudo não estranho que um gajo racista que escreve e comenta num blog propaganda do PS ( perdão, do querido líder) tenha uma interpretação sobre a minha ideologia tão ao contrário de um comentador misógino e esbirro que comenta mesmo blog.No fundo seguem o modus faciendi do querido líder : pisca-pisca , ou seja fantasmas e projeções.
    Geralmente é o Valupi que segue o dogwhistle do misógino de serviço… vá lá Valupi diz qualquer coisa, dignifica o meu comentário.

  6. Pois é.
    O certo é que é o Governo (PS) que assina os cheques que alimentam as manjedouras, onde afocinha muita dessa malta.

  7. “Mas sou de esquerda.”

    yah meu… só se for a bater punhetas à agenda da direita com a mão esquerda.

    quem é que julgas que enganas? só camachos e outros parvos que acham que pensam pela própria cabeça, mas que na realidade debitam a cartilha direitola e à falta desta negam tudo em nome de verdades absolutas, crendices e invenções que leram nas primeiras do curral da manhã.

  8. Julgava que vinhas desmentir que eras misógino e esbirro.Quanto ao resto já ninguém te dá crédito, escusas de vender percepções maradas. Toma este último comentário como uma esmola.

  9. “Quanto ao resto já ninguém te dá crédito”

    aximage, eurosondas ou furo artesiano?

    “Toma este último comentário como uma esmola.”

    se for o último, fico agradecido. o valupi não sei, mas podes perguntar-lhe.

  10. encharcam-se com esta mistela e depois dizem que as filhoses têm formigas.
    Se não for DOC, não compres!

  11. convém definir, primeiro ,o que se considera jornalista : dar as noticias , ou investigar casos , de forma isenta , sem emitir opiniões ou tomar partido ( os dois significados) ? ou é outra coisa qualquer ?

  12. Porcalhatz, provocador infiltrado, pide ranhoso e chungoso, vigarista, aldrabão e poltrão! Quando é que morres, cabrão?

  13. os outros não têm essa obrigatoriedade, podem disparar para qualquer lado.

  14. Até parece que foi a cidadania que meteu os 15 milhões na comunicação social. Se calhar deve ter sido por isso que a comunidade ao pé de mim está mais fortalecida. Eu até já combinei com o meu vizinho ir combater as injustiças e defender a liberdade mas ele tá em quarentena, parece que foi uma gaja lá no ginásio que tem uma filha na escola que fechou por causa de um empregado que apanhou covid.
    Mas eu vou na mesma, a mim ninguém me cala, e não há nada mais nobre do que ter a liberdade de fazer tudo o que o querido líder manda.

  15. Que é que vocês bebem? Isto está atacado por um vírus sintomático, que causa diarreia mental e da outra. Valupi o amor a liberdade de expressão paga-se caro. Há dias em que isto parece o jornal de parede de uma casa de saúde de convencidos que são o Napoleão. Uns do Bloco outros do PC, outros da direita irrascivel, outros que convencidos que é a malhar no Wally que isto toma jeito. É pena a frequência estar cada vez mais rasca. Ah muito importante e a criatividade é nenhuma, parece escrita cifrada para ser usada em circuito fechado. Vir aqui tem dois objectivos: insultar ou ser insultado. É a escolha , sádicos uns, masoquistas outros. Porque não vão ajudar a mulher a trazer as compras, levar os filhos ou os netos a escola ou as actividades, arrumar a louça, beber um café e ler o jornal, tomar um laxante , os que precisam, deixar o álcool. Mas que porra de gente é esta que aqui anda? Sois todos aprendizes do CM, onde no meio de uma notícia onde se afirmava que o Ministro se tinha demitido e quem o substituía li a seguinte pérola: Cabrita podia ter travado a velocidade. É este tipo de insinuação que vos alimenta é a falta de lucidez que vocês manipulam. Vão pois para o raio que vos parta.

  16. “Vir aqui tem dois objectivos: insultar ou ser insultado. É a escolha , sádicos uns, masoquistas outros”.
    Eis uma definição perfeita do Aspirina B. Que alguns idiotas teimam em fingir que não é verdade. Idiotas ou sonsos.

  17. a senhora tem de ter em atenção a peculiar característica masculina , a infantilidade até à morte, e não ligar pevide . eu gosto do aspirnab , o facto de o patrão do bote ter opiniões e paixões divergentes das minhas não faz com que goste menos da cabeça dele e também há comentadeiros muito engraçados , vale o custo de apanhar o parvalhtz e o copista que embirrou comigo.

  18. Bem dizia o Umberto que a internet promoveu o idiota da aldeia a detentor da verdade.
    Já vi que para a Mjp o Aspirina é uma aldeia.
    Será que a Mjp vem aqui porque a frequência está cada vez mais rasca ou a Mjp vem aqui porque na aldeia dela não aceitam idiotas?

  19. E. Cabrita tem falta de jeito para demagogo. Cabrita, para mim, foi um competente ministro da Adm. Interna, devotado ao Serviço Público. Ele arrumou e pôs ordem naquele ministério. Comprometeu setores importantes a agirem de comum acordo para os objetivos desejados, acabando com a gritaria existente. Eduardo Cabrita foi um ministro sério e apaixonado pela sua missão de servir o país. Em situações como a que se viu envolvido, o governo devia ter meios para assegurar uma ajustada comunicação. O nosso país é cada vez mais as televisões criminosas que temos. Só quem não viu o desempenho do trio de malandros dos primeiros 32 minutos!!! (19H58/20H30) do jornal da noite da sic do dia 3 sobre a demissão do ministro. rodrugo, o mano ascoroso e o frazão, brazão, cabrão, jã não me lembro bem.

  20. Cabrita é e foi um político que sempre colocou o partido primeiro. Já se devia ter demitido há muito, e só o fez agora por causa das eleições. Esta é a prova. Ele não se demitiu pela acusação ao motorista. Demitiu se para ajudar o partido, o que na minha opinião de nada serviu. Caso não houvesse eleições ele iria ficar com a pasta. Se ele se demitisse com convicção tinha o feito no dia do acidente em vez de um comunicado ridículo.

    Vá atirem aí com força ;)

  21. “Cabrita é e foi um político que sempre colocou o partido primeiro.”

    não é mau, comparado com o teu partido onde dão prioridade aos interesses pessoais. a quantidade de traições nas últimas directas é prova disso.

    “Ele não se demitiu pela acusação ao motorista. Demitiu se para ajudar o partido, o que na minha opinião de nada serviu.”

    descobriste a pólvora, foi isso que ele disse 2x no discurso de despedida. se não servisse para nada, não estavas tão incomodado com o gajo que se atirou para cima do carro. a hipocrisia da catrina já chegou a uma conta solidária para não deixar morrer o assumpto e mostrar a “desumanidade” do cabrita. se pega moda ainda fazem uma cooperativa financeira para gerir fundos angariados em todos os acidentes rodoviários.

    “Se ele se demitisse com convicção tinha o feito no dia do acidente em vez de um comunicado ridículo.”

    se fosse por não ter acabado com o sef no dia seguinte à morte do homenyuk ainda se percebia, mas disso não falam porque os zerófachos são tropa de choque da direita.
    achas que se o carro viesse a 132 km/h o gajo não morria?

  22. Ó Eduardo quando fores na autoestrada a 163 km/h tem cuidado, parece que há gajos que se atiram para cima dos carros. Pelo menos é o que o troll diz e olha que o gajo está bem informado.

  23. Giro giro, Mjp, bué da giro, ou giro pra caray, é tu andares aqui todos os dias sem te sentires minimamente incomodada com a hiperactividade do parvalhatz ranhoso e chungoso, bully mariconço e intriguista, pide infiltrado em missão de sabotagem, e de repente ficares tão chocada por um dos alvos preferidos do bully reagir, quando bullyado, da única maneira que sabe que o chateia, ainda que ele finja que não. Será errado, na tua douta perspectiva, o bullyado reagir e aplicar uns estaladões bem aviados no focinho do bully? Deverá ele limitar-se a comer e calar? Acharás tu que é por acaso que o bully porcalhatz é praticamente o único porco a quem aplico, no Aspirina, este tipo de tratamento? Certamente me viste já discordar aqui de vários comentadores, criticá-los e ser por eles criticado. Mas, excepto o porco residente e pouco mais, raros são os que me obrigam ao tratamento que só os absolutamente desprezíveis merecem, como o provocador infiltrado porcalhatz, que finge ser sua a trincheira da esquerda para melhor a sabotar. E agora voltou a ter a assessoria de outro ranhoso, que em tempos assinou “De Abril nasce Maio” (fingindo que mordia pela esquerda), depois adoptou o método do parvalhatz de saltitar de nick em nick e durante meses não me largou a barguilha, recentemente adoptou a personagem (fingida) de taralhouco das “víboras maçónicas e jacobinas”, assinando “Português”, e agora voltou à metodologia cobardola do nick flutuante (10:25 / 21:02 / 21:05). Como é que sei que é o mesmo? Elementar, minha cara (ou barata) Mjp: pelo cheiro, o mesmo método que me permite identificar o bully ranhoso, por mais que ele troque de arbusto. Numa espécie de caricatura da técnica do polícia bom, polícia mau, o porcalhatz e o taralhouco, trabalhando em tandem, entraram agora numa palhaçada de mabeco mau, mabeco piau e não me largam as canelas. Sendo um alegadamente de “esquerda” e o outro “assumidamente” de direita, já alguma vez os viste atacarem-se um ao outro? Pois é, eu também não!

    Não sei se, com a lamentável intervenção das 12:25, acreditas que o “favor” que prestas ao bully mariconço e intriguista te granjeará alguma benevolência futura por parte do animal. Se acreditas, acreditas mal. Cheirando tu a esquerda, por fraca e incorente que sejas, não escaparás à sanha do bully mariconço e intriguista, e ladrar-te-á tanto mais quanto mais eficaz, à esquerda, for o teu discurso. Se ladrar pouco, é sinal de que a tua prosa é castrada. Quanto a mim, lido com o porco há pelo menos dez anos e continuo por aqui, por mais que o chungoso tente levar-me a desistir.

    Ah, e já agora, rasca é a tua tia, pá! E também te digo que Napoleão nunca poderias ser, nem sequer Josefina, já que não me parece que algum deles sofresse da cobardia moral que aparentemente te afecta. Vai-te catar(*), pá!

    (*) Com efe, claro, o mesmo efe que tinhas debaixo da língua às 15:58 e tão “educadamente” deixaste subentendido.

  24. Endoidaste de todo Camacho. Eu quero lá saber que tenhas um bully atrás de ti. Se tens tão bully é ele como tu é só ler os últimos dois parágrafos do teu vómito. Quanto a mim, pois claro que sei que quem diz o que pensa pode tornar-se alvo de quem às 0 49 da madrugada desata a teclar incoerências.

  25. … e, eventualmente, o seu “mau feitio”, a opção dos moralistas é atacar Costa e a gestão do seu governo, quebrá-lo até ao final da campanha eleitoral que se aproxima.

  26. Tiazinha, o bully porcalhatz, provocador infiltrado, mabeco mau, não é o meu bully privativo, ainda que nutra por mim um especial amor. O bacorinho bullia tudo o que lhe cheira a esquerda (a dele é que é a verdadeira pura e verdadeira, passe o pleonasmo) e não só a mim. Não me queixo, limito-me a dar-lhe pauladas nos cornos, vai para mais de dez anos. No que toca ao mabeco piau, esse é mais primário, sou para ele capa vermelha de boi capado, o cabrãozeco está obcecado. Quanto à tua cobardia, confessaste-a aqui, há alguns meses, quando admitiste que hesitavas em concordar comigo, não me lembro em quê, para não te tornares também num alvo. Bai-te (f)atar, pá!

  27. O mabeco piau, namorado do intriguista porcalhatz, pide merdoso e chungoso, é afilhado do Rendeiro do BPP, com quem aprendeu (mal) a falsificar obras de arte, como é manifestamente o caso de tudo o que sai da pena de moi, honorável Joaquim Camacho, artista de excelência e modéstia equivalente, isto é, excelente. Mas contrafacção é contrafacção é contrafacção, e a mais não chega a falta de imaginação do cabrão.

    Como vai o outsourcing da tua mulher, querido? Continua de vento em popa? A quantas centenas já pegou a gonorreia? Podes até criar uma empresa especializada: Escarepes Ilimitados Unipessoal, Lda. Com a Internet, em menos de nada estás na Bolsa de Nova Iorque, pá!

  28. “???” em vez de “?”, para mais não dá a “criatividade” do namorado do porcalhatz, demasiado ocupado a contabilizar os esquentamentos resultantes do outsourcing da mulher. Beijinhos, meu querido! Virtuais, claro, gonorreia não é a minha praia, amorzinho.

  29. “???” em vez de “?”, para mais não dá a “criatividade” do namorado do camachatz, demasiado ocupado a contabilizar os esquentamentos resultantes do outsourcing da mulher. Beijinhos, meu querido! Virtuais, claro, gonorreia não é a minha praia, amorzinho.

  30. o camachal que prákivai, parece esganiçada do bloco a fazer queixas do costa que a mandou foder.

  31. O camachatz é um génio!
    O camachatz é lindo!
    O camachatz é o maior!
    O camachatz meteu o dedo no cu do mabeco n° 2 para ver se tinha ovo!
    O camachatz concluiu, atempadamente, que o mabeco n° 2 não tinha ovo!

  32. Até que enfim… mas demorou! Horas de “reflexão” e não tiveste como dar-lhe a volta! Continuas com défice cognitivo, bacorinho, mas finalmente acertaste, ainda que empurrado.

  33. Pergunta de escolha múltipla.

    O mabeco n° 2, ou mabeco piau, namorado do porcalhatz, tem a imaginação de:

    a) Uma amiba.
    b) Uma paramécia.
    c) Um urinol.
    d) Um piaçaba.

    Solução: ‘ambas’ as quatro, como mais uma vez ficará (provavelmente) demonstrado pela reacção pavloviana a este teste. Q.E.D.

  34. Pergunta de escolha múltipla.

    O camachatz tem a imaginação de:

    a) Uma amiba.
    b) Uma paramécia.
    c) Um urinol.
    d) Um piaçaba.

    Solução: ‘ambas’ as quatro, como mais uma vez ficará (provavelmente) demonstrado pela reacção pavloviana a este teste. Q.E.D.

  35. Até que enfim… mas demorou! Horas de “reflexão” e não tiveste como dar-lhe a volta! Continuas com défice cognitivo, camachinho, mas finalmente acertaste, ainda que empurrado por detrás (pegas de empurrão à retaguarda, está visto…).

  36. Que o imbecil das 0:21 e 0:22 (porra, o gajo nem dorme!), inchado de prosápia, explique o motivo pelo qual fez carreira nos jornais sem nunca ter passado do estatuto subalterno de reles revisor, dedicado ao policiamento pidesco da obra alheia.
    Que explique porque andou anos a fio a lamber o traseiro aos jornalistas, sem que lhe seja reconhecível a autoria duma única entrevista, reportagem ou artigo jornalístico que o livrassem do anonimato medíocre. Algo mais do que cartas abertas ao Cavaco, que este não julgará dignas sequer de serem usadas para limpar-lhe o cú.
    Que explique de onde lhe vem tanto topete, quando hoje passeia o calmeirão, a gozar uma reforma paga à custa do suor alheio, findo o seu trajecto profissional abreviado pela obsolescência do ofício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *