Sem comentários*, exceto os vossos

Vídeo da Comissão Europeia para promover a adesão das mulheres às carreiras científicas

*Adenda: Parece que os protestos foram tantos que o vídeo foi entretanto retirado do canal Youtube (EU Tube) da Comissão Europeia

12 thoughts on “Sem comentários*, exceto os vossos”

  1. A Ciência é, ou também pode ser, uma coisa de meninas.

    Já a estupidez e a propaganda imbecil é, visívelmente, uma coisa de putos charilas…

  2. Porquê? Porque para a carreira cientifica as mulheres teriam que ser feias, peludas, míopes e com aspecto de bicho-grilo …??? Esse é o preconceito, ou a insegurança de quem quis fazer a brincadeirinha ….

  3. faty: Ainda se não aparecesse um indivíduo do sexo masculino com ar de cientista … ou técnico, vá lá (ou de realizador de filmes porno, segundo alguns comentadores). Porque não desfila, ou dança, ou lá o que é, o elemento masculino?

  4. O anúncio é tão idiota como um seu hipotético equivalente com modelos masculinos a exibir os bíceps e a guinchar com um ar bué de másculo “Science: It’s a Boy Thing”.
    Atrevo-me a sugerir, desde já, um trio altamente excitante: o Álvaro Tonto, o Vítor Slow Motion Gaspar e o Pedro Lambareta Solavancos.

  5. ahahah …. A ideia de atrair jovens para a ciência com spots publicitários é tão idiota que a idiotice específica associada a este vídeo é — por comparação — secundária e negligenciável.

  6. ahahah …. A ideia de atrair jovens para a ciência com spots publicitários é tão idiota que a idiotice específicamente associada a este vídeo é — por comparação — secundária e negligenciável.

  7. Penélope,

    o nome da agência que assina este anúncio não me diz nada: o anúncio até pode ser “técnicamente excelente”, mas o que me interessa isso?

    O responsável último por este trabalho é quem o encomendou e pagou, ou seja, a Comissão Europeia! É lá que moram os burros e os patetas que aceitaram uma coisa destas!

    E o que digo é válido para tudo o que seja uma aquisição PÚBLICA de bens ou serviços, desde a campanha do ALLgarwe até aos candeeiros do Siza Vieira nas Escolas, o aberrante sistema dos passes tipo “zapping”, ou os programas informáticos que colocam os Professores em Outubro, para nos ficarmos só por um quartilho de exemplos, que o tema é infindo (da Administração Central às Juntas de Freguesia): O RESPONSÁVEL É SEMPRE QUEM DECIDE ACEITAR O TRABALHO E PAGÁ-LO!

    A opinião pública é que não está sensibilizada para estes temas e tende a confundir tudo, mas as empresas privadas são o que são e a mais não são obrigadas (também já prestei serviços privados a clientes públicos): ALBARDAM O BURRO À VONTADE DO DONO, porque Clientes há muitos (ou havia…) – e alguns deles são mais exigentes, ponto final – e no fim do mês há contas a pagar, percebes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.