Quando é que sabemos que o governo do PSD/CDS está em apuros?

Quando o presidente da República dá uma entrevista a um jornal a criticar o directório franco-alemão, acusando os dois países de se substituirem às instituições europeias e afirmando que existe na Europa uma deriva intergovernamental. Foi ao Expresso. Não tenho link.
Tem graça que não lhe ouvimos nada de semelhante nos últimos dois anos e, no entanto, o problema já era conhecido e as suas consequências já se sentiam em Portugal.

10 thoughts on “Quando é que sabemos que o governo do PSD/CDS está em apuros?”

  1. Este presidente é uma nódoa politica. Nunca será demais repeti-lo. Já nem consigo sentir vergonha por ele ser meu presidente. Nem isso ele merece.
    Pelo menos podia disfarçar os silencios deliberados, ao longo de um ano inteiro, sobre a crise da UE, que resultou da crise da dívida soberana.
    Quanto aos “apuros”, quem está mesmo em apuros é o povo português. No momento em que mais precisava de um minimo de solidariedade institucional e efectiva por parte do presidente economista, este só pensou em si e nos seus ódios de estimação.
    Que a história não perdoe tamanha traição política. Apesar de ser apenas uma voz anónima, eu não perdoarei.

  2. nada surpreende, até já os incêndios são amigos do governo e por este andar ainda vamos ter directos com as populações a exigirem o subsídios para poderem ter o seu próprio incêndio como fonte de rendimento complementar, o ine a publicar o contributo dos fogos para o pib e a moody’s a atribuir-nos um ardido três às mais.

  3. Este psedo-presidente da República (presidente com letra minúscula pois ele é realmente muito pequenino) é tudo aquilo que se diz acima. E mais: é um pobre diabo que já quase aprendeu a não criar montes de saliva nos cantos dos lábios quando fala, que parece já não mete na boca fatias inteiras de bolo-rei, não faz outras alarvidades parecidas com as que fez enquanto 1º. ministro (este sim é o pai do monstro e levou o país à bancarrota delapidando os milhões e milhões de euros que a UE nos enviou; que acabou com a agricultura, as pescas e tudo o que era produtivo em Portugal. É pois este sinistro personagem de quem não vale a pena falar por todos sabermos aquilo que ele representa.

  4. Ele não disse que aconteceu tudo depressa demais quando foi chumbado o PEC IV e se demitiu o anterior governo?
    Aqui está mais um exemplo de circunstancias que o ultrapassaram. O mundo move-se depressa demais para este senhor, ele tem dificuldades em seguir o que se passa dia a dia, hora a hora…demita-se , vá para a sua reforma dourada e deixe de prejudicar um pais que claramente ultrapassa a sua capacidade de apreensão. Está velho, caduco e já cheira mal.

  5. Que chegue depressa o Natal para vermos este ‘homenzinho’ encher a boca de Bolo Rei e não poder proferir mais despautérios. Nós, infelizmente, não teremos muitas hipóteses de comer o dito por falta do Subsídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.