Impunidade total? A vida de um palhaço também pode acabar mal.

Como já desconfiávamos, o “buraco” da Madeira é muito maior do que o recentemente anunciado. 1600 milhões de euros relativos a três anos.
E como também já desconfiávamos, o Governo sabia-o, apesar de não dizer, como lhe convém.

Andam, pois, os continentais a ser saqueados para o Estado pagar as dívidas da ilha intencionalmente ocultadas, ao mesmo tempo que as culpas dos chamados “desvios” são descaradamente atiradas para o executivo anterior.
Esta trafulhice de Jardim assemelha-se em tudo à que os gregos andaram a fazer para aderirem ao euro: falsificação de números e ocultação de dados.

Penso que alguma coisa deveria acontecer a Alberto João Jardim e ainda antes das eleições de Outubro. Não estamos em tempos de brincadeiras e, a dele, já foi longe demais.

Para retomar um tema de há dias, na Bélgica, os burgomestres eleitos das “comunas” geograficamente flamengas, mas de maioria francófona, não foram nomeados pelo governo da Flandres pelo simples facto de terem desrespeitado uma circular que obriga a que toda a comunicação da comuna com os cidadãos que nela habitam se faça exclusivamente em flamengo e só depois, se o pedirem formalmente, lhes são enviadas as missivas em francês. Ora, os ditos burgomestres tinham tão-só enviado as convocatórias para as eleições em folhas bilingues, ou seja, de um lado em flamengo, do outro em francês. O governo da Flandres, acusando-os de “falta de ética”, não os nomeou ainda, passados já dois ou três anos da sua eleição.

Jardim comete infracções verdadeiramente graves e com consequências trágicas para o país e nada lhe acontece?

(Não, não vale a pena tentarem comparações com José Sócrates.)

33 thoughts on “Impunidade total? A vida de um palhaço também pode acabar mal.”

  1. Vai ficar tudo tranquilo. O AJJ dirá mais umas patacoadas sobre maçons e socialistas, ganhará as eleições, o PPC põe a sua cara de sério e afirma que já era do seu conhecimento e cá estamos nós para pagar o tal desvio colossal (este verdadeiro)

  2. Ó Penélope, então o Conjunto Sócrates, com vários anos de tarimba governativa e de explorações de canoa à Madeira, não sabia e este com meia dúzia de meses tinha que saber? E ainda por cima com a conveniência de Sócrates em revelar falcatruas e desvios de gente próxima do PSD. Explique lá isso outra vez que eu não entendo, como de costume. É que você parece estar mais bem informada sobre valões do que vilões.

    Vá lá, mande daí esse flamengo antes que eu esqueça que o euro é uma moeda.

  3. Como diria o Manuel Machado um vintém é um vintém e um cretino é um cretino, por isso há coisas que não mudam…
    “Em nome do PSD, o deputado independente Carlos Abreu Amorim qualificou de “muito grave” o que se passa com as contas da Madeira, mas respondeu às palavras de António José Seguro considerando que “o PS extrapolou bastante esta situação”, que equiparou à das contas nacionais no ano passado durante a governação socialista.”

  4. Como sempre, os laranjas fizeram o mal e a caramunha.
    São como aqueles carteiristas do metro que gritam ao ladrão.

    Dominavam e dominam a comunicação social, mas acusaram o governo PS de asfixia.

    Faziam-se escutas ilegais ao PM que depois se passavam para os jornais, mas Cavaco acusava o governo de Sócrates de estar a espiar Belém.

    O insondável buraco da Madeira também foi obra de Sócrates?

    ABANDONO DA MADEIRA A QUEM A QUISER, JÁ!

  5. Se antes o desvio era colossal, agora é o quê?
    E que imposto vai subir à conta desta descoberta? A outra metade do subsídio de Natal?
    Convinha que o ministro das Finanças esclarecesse, de preferência, antes das eleições regionais.

  6. O PPC vai dar cobertura familiar ao ditador da Madeira, relativisando o tamanho do buraco no cômputo do défice. Basta ouvir aquela coisa gordurosa do Amorim para perceber que isto vai dar tudo em bananas.

  7. Penélope mande o er e V. KALIMATANOS e quejandos ir dar uma volta ao bilhar grande porque de filhos da puta estamos nós fartos.
    Não responda a essa escumalha que quer é passar o tempo e anda de olhos tapados.
    Essa gente não merece a água que bebe. Vão fazer perguntas ao Jerónimo e ao Louçã que são as sumidades deste país. Que temos nós que ver que eles sejam atrasados mentais? Há hospitais próprios para esse tipo de enfermidade. Peder com eles é dar pérolas a porcos!

  8. …cá para mim o psd nacional financiou-se este anos todos – campanhas do cavaco incluídas – com parte significativa desta falcatrua – isto não é um “buraco” um buraco é um orçamento mal feito “mas devidamente contabilizado” apesar de tudo – ora o que aqui se vê é uma sonegação de contas portanto trata-se de um roubo (judiciária e tal)…o AJJ está nas calmas porque sabe que ninguém fala pois toda a pandilha mamou e bem…uns arrufos aqui e ali e bico calado…o portas que gosta de arrebitar vai igualmente calar o bico…a troco de futuras prebendas… e pregavam eles a «verdade»…irra ganda lata

  9. O Alberto João Jardim – dispenso qualificativos porque muito simplesmente o odeio – é o governador que o povo da Madeira, tão ou mais imbecil, merece. E sim, é diferente dos continentais. Por mim, a Madeira já tinha a independência há muito: o bolo do caco é um nojo, os licores idem, e a gastronomia é tão fraca como a paisagem. A Madeira está hipervalorizada, sobretudo por ingleses e turistas que acham tudo o que não seja o país deles, um cenário do outro mundo. Mas que português (dos verdadeiros, dos continentais) se sente conetado à Madeira? E se sim, porquê? Porque vos dizem para ser assim? INDEPENDÊNCIA PARA A MADEIRA, JÁ! Não é que tenha muitas vezes estes instintos, mas garanto uma coisa: o Alberto João Jardim é um ser humano que eu agradecia que alguém eliminasse. O mundo fica melhor sem pessoas dessas, e um crime torna-se numa desculpa perfeitamente aceitável (e louvável) para o eliminar. MORTE AO PALHAÇO!

  10. Ó Portuga, controla-te, pá, pareces uma galdéria desafinada. Ainda não te apareceu a menstruação, é isso, ou algo menos grave? Se tiveres problemas, avisa-me, tenho uma amiga quejanda muito segura e curiosa que até não é nada cara. Trabalha à base de agulhas dum sistema importado de Macau.

  11. Impunidade total? Até agora, com a complacência e/ou conivência de Governos PSD e PS, e sucessivos PRs, SIM. E acho que ainda não é desta que o palhaço sai do circo.

  12. O PR (deles), o Governo, os Parlamentares que apoiam o Governo, o PSD do Continente, e os milhionários do País (que andaram com o Senhor Coelho ao colo), não se devem desculpar, invocando os outros … E muitos dos jornaleiros da nossa Comunicação (dita social), também têm culpas no Cartório … Que tenham todos VERGONHA … Que se deixem de HIPOCRISIAS …

  13. afinal de contas uma ilha é isso mesmo – um pedaço de terra cercado por água por todos os lados. vamos ver, agora, se acontece algo inédito: o governo transformar a ilha em península sem estragar o jardim.:-)

  14. portuga, eu sei que te irritam as verdades.Mas tem calma rapaz, vai beber um copo de agua com açucar e relaxa, ou então um chazinho ehehehehehehheeh

  15. Aparecem para qui uns sacripantas que me apetecia mandar lamber sabão! Kalimatanos, Er e outros que tais. Mas a raiva que tenho a esta gentalha sem um pingo de vergonha na cara, a raiva que lhe tenho é tanta e tão funda que fico sem palavras!

    Os crápulas que se acolhem à sombra da Direita conservadora, respeitadora e o diabo que os carregue…enfim são eles mesmo e deles outra coisa não se poderia esperar! Agora… esta gajada que fez o que fez, nunca será perdoada pela História!

  16. Às 21 horas passei pela sede do CDS/PP e havia um pequeno aglomerado de pessoas na rua.
    Penso há a hipótese de estarem a discutir a fantasia do Presidente da Região Autónoma da Madeira para o próximo Carnaval.

  17. Ó ANIbal PEReira,

    Tens assim tanta RAIVA às pessoas, ou isso são recalcamentos de desgostos futebolísticos? É pá, se ela é tanta, põe isso a render no banco, não sejas parvo. Vais ver que daqui a uns anos podes comprar no Algarve uma casita com piscina e bananeiras estéreis. Mais tarde, quando a força na piça te abandonar de vez, e isso é inevitável porque o mijo não dura sempre, deitas-te à sombra duma delas e podes aproveitar para leres as dezenas de volumes da obra talmúdica de apreciação do género humano a partir do grande fígado das azias e féis..

    Já tu não me inspiras raiva, meu pachola, e muito menos da do tipo profundo. Compaixão é o ingrediente principal do cocktail de sentimentos que te dedico. Assim me ensina o Cristo.

    Beijinho na boquinha (à lá João Pedro).

  18. Quem me diz a mim que o desvio colossal a que se referia o PPC era a este e apenas se aguardou por momento mais oportuno para divulgá-o? Do mal o menos.

  19. jpferra,

    Os teus one-liners conseguem ficar, em termos de mostarda de arder beiço e nariz, muito aquém dos do anonimo nosso conhecido, que é o mesmo que dizer – com muita consideração pela pessoa responsável por andares neste mundo aos tombos com falta de oxigénio e à procura da teta – não bales mesmo nada.

    Ciao bambina.

  20. Como diz @ iluminad@ VALUPI: ANIPER, larga o vinho…
    E dizem que esta criatura estudou filosofia… sim: nota-se em casa palavra do que escreve. Básic@.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.