O presidente de todos os social-democratas

Cavaco, o presidente que recusa ser um actor político, decidiu atacar o FMI e, antes de partir, deixou ordens a Passos para fazer o mesmo. Passos, obediente, encheu-se de coragem e criticou o “espectáculo público” que a troika está a dar por causa das “divergências internas”. Percebe-se, por um lado, para espectáculos desses está cá ele e o Portas. E, por outro, há de facto uma diferença monumental entre o FMI e a Comissão Europeia: a senhora Lagarde não é do PSD, e não é ela que Cavaco está ver a suceder-lhe em Belém. E isso é que interessa. Não interessa nada a opinião dos que se espantaram com este ataque e que defendem que o FMI é o menos duro dos elementos da troika. Menos ainda interessa o facto de Durão Barroso ser um dos principais responsáveis pelo arrastar da crise europeia e de ter feito pouco ou nada para evitar a entrada do FMI em Portugal. Aliás, quando o PSD chumbou o PEC IV quem se enfureceu foi a Merkel, que, diga-se, tem o poder que tem na Europa muito à custa da mediocridade deste ex-ministro de Cavaco, que na altura assobiou para o lado. Afinal, era esta a forma de os seus companheiros de partido chegarem ao pote. Portanto, nada de novo, protegem-se uns aos outros, e quem se mete com eles, estejam onde estiverem, leva com o Cavaco.

4 thoughts on “O presidente de todos os social-democratas”

  1. Ficaria melhor se tivesse escrito “presidente de todos os PSD, CDS e direita”.
    Sou social-democrata, voto no PS, membro dessa família politica, a Internacional Socialista.
    Não me lembro de ter visto os poteiros em alguma reunião.
    Mesmo no Parlamento Europeu ficaram e bem, integrados no grupo dos conservadores, o PPE,onde actualmente, devem pertencer à ala mais extremista.
    Até pelo que têm feito, noutros e principalmente neste governo,considero uma considerá-los ou sequer chamá-los, sociais-democratas.

  2. Pandil, se calhar tens razão, mas eles é que deviam mudar o nome do partido. Seja como for, o que quis dizer é que Cavaco só defende o interesse daquele conjunto de pessoas. Lá está, chamar-lhes pessoas também não me soa bem…

  3. Porque é que acham a próprio direita “limpou o sebo” ao Sá Carneiro ?!
    Sá Carneiro queria um fusão do Ps e do Psd (na altura Ppd). Com essa fusão limpavam os partidos marginais, Pcp, Cds, e quejandos.
    Claro que os planos dele foram travados, precisamente pela ala mais direitista daquele partido. Tanto que essa dinâmica resultou naquilo que o Psd é hoje: um partido proto-salazarista, sem qualquer dúvida hoje é verdadeiramente o PPD.

  4. É possível que a rábula contra o FMI tenha sido combinada, nestas coisas é importante
    arranjar sempre um inimigo externo, para camuflar a inépcia própria e, como diversão!
    Acontece, que o FMI até nos deu melhores condições (juros e prazo) do que a própria
    Comissão e BCE, só porque estão enrascados e o desastre não pode ser escondido, o
    verdadeiro responsável pelo des-governo avançou com esta diligência!
    Foi lindo de ver na conferência de imprensa em Bruxelas, tanto o Cavaco como o Durão
    pareciam estar a intrepertar uma desgarrada, só faltou serem acompanhados à viola e
    guitarra! MIlagre, até foram desbloqueados uns centos de milhões para ajudar as PME’s!
    Se tudo isto não passa de uma manobra de manipulação … como classificar???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.