2 thoughts on “O país rural apoia o laranjal”

  1. Se Passos vai passar a distribuir visitas pelos eventos locais de que as populações se orgulham, não tarda o empedernido “localismo” regional transformará a austeridade em fartura, as vaias em aplausos. Além disso as agendas mediáticas continuam ao serviço dos donos, isto é, exploram o que mais lhes convém no momento, manipulam descaradamente. Alguns laivos de esclarecimento público, alguns comentários alternativos, uma denúncia aqui outra acolá, são o que basta para manter as aparências de jornalismo sério e imparcial.
    Um exemplo subtil, a propósito do tradicional embevecimento que a maioria dos media manifesta por Cavaco: veja-se a fotomontagem(?) que o Público de hoje apresenta na sua primeira página. A presidencial cabeça aparece rodeada do círculo de estrelas da UE, qual resplendor de imagem dos altares. Há quem esteja a trabalhar numa rápida beatificação.

  2. A mim o que me espanta desta noticia, (além do facto de haverem pessoas a quem não lhes apetece insultar ou vaiar o 1ºMinistro de cada vez que lhe olha para a cara), é mesmo o facto já serem tantas as vaias e insultos que agora virou noticia o contrário – o não ser vaiado.
    E ainda diz o 1º Ministro que não tem medo dos portugueses… Não tem, mas devia. E o facto de ser noticia ele não ser vaiado, só lhe devia dar a entender isso mesmo. As pessoas estão por um fio com ele e o seu (des)governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.