5 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. meter o zézito no chilindró? confiscar todos os bens do ali baba salgado e dos 40 ladrões ? responsabilizar financeiramente os tipos das ppp ? devolver o esbulho aos contribuintes do bordel do regime ( a Caixa, segundo o rui a.) , fazendo os tipos paga tudo o que nos fizeram perder? eh, pá até o levavam em ombros.

  2. De certeza que o Costa quer a maioria absoluta? Já disse que não e não acho que aguentasse a pressão. Se entretanto o PC começar a perder votos, como é de prever, será difícil reiterar o acordo com o Jerónimo.
    Uma coisa é certa, não haverá candidato PS às presidenciais pela segunda vez consecutiva.

  3. Penso que Costa não quer a maioria absoluta. Ele precisa da malta dos partidos mais à esquerda para controlar a rapaziada. À custa de umas cedências que terá que fazer, as quais durarão até isto rebentar de novo. Nesse momento ele já terá um pecúlio suficiente para se aguentar, fora de um Portugal empobrecido, claro. De uma nação antiga que já não existe.

  4. O Governo PS tem feito muita coisa acertada, mas precisa fazer muito mais porque o anterior (des)governo do PSD/PP deixou o país num caos. Há coisas que, a meu ver, são essenciais como a melhoria efectiva do SNS, desvendar a podridão e roubo que fazem as PPP ao país, devolver a posse dos sistemas de águas e saneamento aos municípios que os querem de novo para não serem privatizados e com isso aumentar a conta mensal dos cidadãos, enfim há tanta coisa que se precisam de sinais efectivos. Só que há muita coisa que se calhar não pode porque a UE não lhe permite. Será por isso que foi agora obrigado a apoiar o gaiato de extrema direita na Venezuela, colocando-se ao lado dos Trump’s e Bolton’s criminosos que querem a guerra para destruir o país e roubar as riquezas todas? Porque não defendeu, como é tradição portuguesa, o diálogo, a diplomacia, a não ingerência nos assuntos de outros países e a paz, em vez de fazer ameaças bélicas? Se acontecer uma guerra civil, terá as mãos com sangue de inocentes e os nossos emigrantes ficarão mais prejudicados. Está a fazer o jogo da extrema direita e isso não o ajuda nada, pelo contrário….

  5. Como no tempo da guerra do Iraque, ou ainda antes no tempo do colonialismo, mas a tradição já não é o que era, o J&B deu cabo disto tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.