Vai ser o melhor 2022 de sempre

Queridos amigos, é um mistério o que nos leva a gastar o nosso precioso e exaurível tempo neste pardieiro. Porém, contudo, todavia, há situações bem piores. Há quem ache que Rui Rio é o primeiro-ministro que está mesmo a fazer falta, há quem vá votar no CDS e até existe quem pense que Catarina Martins é que nos pode salvar dos malignos socialistas e daí partir para o desmoronamento do imperialismo capitalista.

Ora, ao contrário dos enigmas que têm sempre uma solução à espera do seu Sherlock, os mistérios são insolúveis. É por isso que foram carimbados como mistérios, cuja etimologia arcaica remete para aquilo que está “fechado”, acerto semântico que o lirismo selou para a eternidade. Resta-nos desfrutar deles, tão melhor quanta a disponibilidade para os aceitar na sua arrogante e, afinal, humilde indiferença para connosco.

Que os dias sejam passados com o coração abraçado ao passado e a inteligência agarrada ao futuro, são os meus votos nesta urna.

23 thoughts on “Vai ser o melhor 2022 de sempre”

  1. rio-me muito neste momento. sabes, adoro este mistério de pardieiro que é sempre o melhor de cada ano e isso é repetível.

    e se o enigma estiver sobre a alçada do mistério? então dá-se o caso dos ingratos, dos maldosos e dos invejosos se roerem todos e escalarem na medida ascendente do irracional, onde não há nem o perfeito coração nem a brava inteligência.

  2. O coração abraçado ao passado e a inteligência agarrada ao futuro, mas o presente não pode ficar nas entrelinhas. Valupi, este seu leitor atento deseja-lhe um Bom Ano.

  3. leitor ótinto :
    No momento em que apanho um estalo,estou no passado ou no futuro ?
    Vê se te resolves, porque os estalos no presente (?) doem muito !

  4. Queridas massas populares, de esquerda, direita ou centro. Faço minha (com uns acertos) a fórmula do Valupi, desejando-vos “o coração abraçado ao [que valeu a pena do] passado e a inteligência agarrada ao futuro”. Isto para as queridas massas populares, claro. Para as massas fecais que também por aqui andam, os desejos são os mesmos de sempre: que o Milagre do Autoclismo se abata sobre elas e Nossa Senhora da Santíssima Reciclagem as dissolva no seu seio. Com sorte, canteiros por elas adubados no futuro produzirão belas flores ou nutritivas couves, bem melhor do que as massas pegajosas que no passado e no presente empestam a Cidade e teimam em colar-se-nos aos sapatos.

  5. Atenção eleitores, o país necessita de estabilidade, ou seja, necessita de um governo não sujeito a crises como a que lhe caiu em cima no final do ano que acaba de nos deixar. É pois imprescindível que não se abstenham, que vão votar, e que o façam mais com a cabeça do que com o coração, que votem em quem considerem, verdadeiramente, que pode fazer progredir o país e melhorar as condições de vida do povo. Já têm a experiência suficiente para avaliarem com alguma segurança quem melhor os/nos pode servir.

  6. os estalos do passado doem-te no futuro.
    o presente é uma cena que só assiste a quem acha que é capaz de parar o tempo.
    e depois há uns idiotas que, fartos de ovos estrelados, adubam couves com a merda que lhes escorre da testa e pedem subsídios à santíssima para autoclismos.

  7. pois está claro que o presente não existe , nem sequer existe o passado e muito menos o futuro. mas o tempo passa , lá isso existe , a passagem do tempo.

  8. só faltava esta a bater ampulhetas ao pugrama eleitoral da direta unida.

  9. Ó capacho o sapato está cagado não é na sola é em cima. É melhor aproveitares a mangueirada e tomares banho.

  10. votos de que em 2022 toda a gente saiba o que é um continuum , que sejam capazes de entender abstrações e o que são conceitos operacionais.
    quanto aos programas eleitorais , não faço ideia para que servem , porque , lá está , estão cheios de abstrações quando deveriam concretizar e usam conceitos gerais quando deveriam esmiuçar , logo , bate tu ampulhetas porque eu não sou capaz de bater ampulhetas a inutilidades.

  11. “Eu cá voto no partido que acho vai fazer o melhor para mim.”

    não deve haver egoísta que discorde.

  12. Ó troll, ainda bem que tu votas no partido que vai fazer melhor o melhor para ele. Isso é que é não ser egoísta.

  13. “Ó troll, ainda bem que tu votas no partido que vai fazer melhor o melhor para ele. Isso é que é não ser egoísta.”

    um gajo que debita estas inanidades e ainda chama troll aos outros. dass… e não há quem te receite gargarejos de azul metileno?

  14. Democracia representativa é isso mesmo, cada um poder votar, para ter oportunidade de influenciar a governação a seu favor, através do voto.

    As pessoas que afirmam votar a favor do povo, são hipócritas, ou populistas. O Povo está em todos os partidos, por isso não é uma entidade em quem se possa votar.

  15. Deixem estar as máscaras e as outras estúpidas restrições pandémicas e vão ver que vai ser a melhor abstenção de sempre no dia 30 de Janeiro de 2022.

  16. Muito obrigado por obrigarem os direitolas que por aqui defecam a defecar o que lhes vai na alma. Continuem.

  17. Continue com a mesma coragem e não dê por mal empregue o seu “precioso e exaurível tempo”, porque há muita gente que, como eu, aprecia deveras a qualidade da sua escrita e partilha das ideias e dos valores que aqui defende – gente para quem este “pardieiro” se tornou uma referência. Um bom ano para si e para todos os que nele colaboram. Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.