Um enigma desvendado

Já toda a minha gente o viu e reviu mas convém trazê-lo de volta para explicar o desaparecimento do Presidente da República durante a maior crise económica e social após o 25 de Abril. O Aníbal tem andado ocupado a espremer o “Spread it” com outras variedades para além da Nuttela e da compota, eis a verdade. Ainda há dias juntou “laranjal” com “vale tudo”. E espremeu.

A Joana explica como se faz:

7 thoughts on “Um enigma desvendado”

  1. ai que puto de riso – aquilo parece uma pila. e só me vem à cabeça um nome para aquilo: quilómetros de piroca. :-) ou seja ele tem andado a averiguar, consolado, a rodagem que andam a dar ao país. está explicado.

  2. Uma empresa das Caldas vai comprar o know how para fabricar uns produtos maleáveis que espremidos soltarão um esguicho. É para barrar o pão, mas pode ser utilizado noutros cuzinhados.

  3. Genial. Desde o ovo estrelado instantâneo que não se via uma invenção tão útil. Portugal está a dar cartas no empreendedorismo e na inovação. Já lá vai a época de marasmo do Pinto de Sousa.

  4. Que seca de nome, spread it…
    Se é para espremer, podiam-lhe chamar gaspar. Já havia o salazar para rapar, só falta uma coisa para esmifrar.

  5. E o terror da Maria, à espera que o homem se lançasse numa tirada “avacalhada”!!! Os olhares histéricos, a certeza de que se tratava de mais uma rasteira, os relances assassinos à pequena, que, necessáriamente, participava no conluio!!!

    É pouco maldosa, a Maria… Talvez por míngua…

  6. O enigma ficou brilhantemente desvendado, mas também se provou que o que a Joana diz não é válido para todas as substâncias. É impossível manter o “laranjal” e o “vale tudo” separados, sai sempre uma mistela muito bem misturada. :)

  7. Dois bons momentos do melhor humor “empreendido” ultimamente em portugal: a demonstração experiente e ousada da laranja menina, e a satisfação salivante de Cavaco Silva, parece que entendido na matéria.
    No fim, fico com uma dúvida: é para “isto” que queremos um Presidente da República?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.