12 thoughts on “Trivia”

  1. “How many years must a man walk down
    Before you can call him a man?
    How many seas must a white dove fly
    Before she sleeps in the sand?
    Yes, how many times must the cannon balls fly
    Before they’re forever banned?
    The answer my friend is blowing in the wind
    The answer is blowing in the wind.”

    Provavelmente não tem nada a ver, mas é bonito.

  2. Assim de repente julgo que a expressão tem origem na ideia de reforçar uma imagem – «saber o que a vida custa». Convivi muito com Orlando Neves quando ele preparava o dicionário da origem das frases feitas. Julgo que é essa a ideia: depois de alguém fazer um disparate outro alguém lhe diz: Vais saber com quantos paus se faz uma canoa…

  3. Mas se deu que, certo dia, nosso pai mandou fazer para si uma canoa.

    Era a sério. Encomendou a canoa especial, de pau de vinhático, pequena, mal com a tabuinha da popa, como para caber justo o remador. Mas teve de ser toda fabricada, escolhida forte e arqueada em rijo, própria para dever durar na água por uns vinte ou trinta anos. Nossa mãe jurou muito contra a idéia. Seria que, ele, que nessas artes não vadiava, se ia propor agora para pescarias e caçadas? Nosso pai nada não dizia. Nossa casa, no tempo, ainda era mais próxima do rio, obra de nem quarto de légua: o rio por aí se estendendo grande, fundo, calado que sempre. Largo, de não se poder ver a forma da outra beira. E esquecer não posso, do dia em que a canoa ficou pronta.

  4. o texto anterior e mais iste são colados da internete, do Brazil, que é onde há canoas de verdade.

    “por isso que para se fazer uma canoa é necessário apenas 1 pau.
    Por isso, lembre-se, a próxima vez que alguém disser “Vou te mostrar com quantos paus se faz uma canoa”, você já sabe que a a resposta certa é “Vai tomar no cu, seu filho da puta!”

  5. boa Reis!, portanto é só com um bom pau. Ora eu, infelizmente, ando a coçar a barba a olhar para uma jangada em construção, devia ter pensado nessoutra solução. Entretanto a dívida externa tem razões que a razão não entende, devem ser paixões.

  6. Meu caro, a canoa faz-se com os paus que a Vida lhe dá.

    Pode eleger a minha resposta como a melhor do ano. Sabe porquê? Porque é realmente BOA.
    Ciao bello.

  7. Mas…JAMES….mas eu não tenho paus. Nem a vida me deu paus.Mas se tu tens paus e tiverem tamanho suficiente, faz-lhes a inversão de sentido de marcha e mete-os no sítio adequado. Que achas, ó JAMES?

  8. IDEIAS:
    Pelos visto não és bom a resolver charadas.
    Disseste: “a canoa faz-se com os paus que a Vida lhe dá.” e do alto da tua cagança disseste que era a resposta do ano.
    Logo a resposta à minha pergunta, segundo a tua própria resposta “realmente boa”, era:
    Uma canoa.

    Quanto ao que eu acho, acho que és o idiota do ano.

  9. Ó JAMES, olha cá bem pra mim. E então tás- te a ver não tás?

    Se queres fazer charadas, vai fazê-las com a tua turma; mas se queres uma conbersinha cumigo, olha que num ma lebas a milhor, manganãoe.

    Num queiras esprimentare a minha cagança, fogu, abafu-te na primeira rajada.

    Quanto ao exercício que fizeste, foi de anedota. Passaste com distinção, hein JAMES, manganãoe, entãoe num saves que num se responde às proprias respostas, para num sermos redundantes, meue.

    Perceves agora a resposta que levaste em cima, pá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.