Tem toda a razão, o País regressou à normalidade

Fazendo uma retrospectiva do último ano, Passos Coelho considerou que hoje, depois das eleições, “o País está mais confiante por saber que os sacrifícios que estamos a fazer e vamos fazer vão permitir virar uma página negra da nossa história”.

Além disso, notou, “o ambiente que se respira é totalmente diferente”. “Não temos a crispação politica que se viveu nos últimos anos em Portugal. Não prometemos o que não sabemos se pudemos cumprir. O País, hoje, regressou à normalidade”.

Fonte

24 thoughts on “Tem toda a razão, o País regressou à normalidade”

  1. A lata dos gajos! Promoveram a crispação total para chegarem ao poder e agora dizem que “felizmente” acabou a crispação. Apetece-me chamar-lhes grandes filhos da puta. Voltou a normalidade de um país a saque. Quantos BPNs teremos daqui a uns anos?

  2. Aquilo que o Botas de S. Comba não conseguiu dos banqueiros vai este governo alcançar – desviar o fundo de pensões dos Bancos para tapar buracos. Miserável e repugnante, esta atitude. Até hoje sempre foi assim – cada coisa no seu lugar mas com estes anormais tudo muda e eles dizem que está tudo bem. Para os ladrões sim, não para os trabalhadores. Espero que não me queiram apagar o número de empregado – 661600. Diz tudo nas duas primeiras figuras…

  3. Também acho que como diz o Passos está tudo bem. Tudo bem, virgula, com alguns pintelhos pelo meio. Assim,seus grandes filhos da… que me levam o 13º. que é fruto do meu trabalho. Isto não é um pintelho, é uma pintelheira completa que o Passos merecia que lhe fosse esfregada nas ventas. Depois aumentam-me a eletricidade e o gaz em mais, até ver, 17% de IVA. A seguir, acabaram com as comparticipações em óculos, próteses, serviços de estomatologia, transporte de doentes, etc., etc. dinheiro que eu descontei toda a vida e agora esses filha da… ficam com ele. Não contentes com isso aumentaram-me os transportes em 25% enquanto eles esses filhos da… se passeiam para Pontais, Coelha, etc., em brutos carros pagos com o dinheiro que me vão roubando.
    E não fica por aqui.
    E não tem vergonha esse filho da… ao dizer isso?

  4. Eu só não percebo é o “silêncio” das “verdadeiras esquerdas”, como o PCP e o BE se gostam de intitular…Pauvres cons, que arrastaram o País para um fosso, do qual nunca eles conseguirão ajudar a tirar…pois assim que o PS voltar a ser reconhecido como o melhor para governar, lá estarão esses filhos da puta para fazerem a oposição a tudo!

    É mesmo triste ver a “normalidade” da comunicação social – com algumas excepções que começam a ter consciência profissional…

  5. não, o pais está a entrar na anormalidade, só falta o cartão citrino do leite campos para regular a aplicação das medidas, tsu baixa para empresas associadas do regime, avaliação dos profs não abrange os que arrebanham a classe desde que devidamente comprometidos em não fazer ondas, nomeações passam a concurso com escolha final, assistência social passa a industria de pobreza para famélicos associados que rezem o terço e tenham atestado de voto no partido da jónete.

  6. Ganda lata deste cínico, de facto, vir falar de crispação. Os cabrões que montaram a maior máquina de crispação política de que há memória querem-na agora desligada. Querem-nos pôr uma rolha na boca (a começar pela extinção da RTP) para ficarmos todos à mercê da comunicação social lacaia e corrupta que os pôs no poleiro.

    Essa afirmação é uma autêntica provocação, mas é merecida pelos idiotas úteis que ajudaram a direita a deitar abaixo o governo socialista. Parecem uns cordeirinhos, agora. E estão a ser bem tosqueados, como merecem. Mééé-mééé, Louçã, mé-mé, bigodes da fenprof, mé-mé Carvalho da Silva, mé-mé Jerónimo, mé-mé Alegre! Façam manifestações agora, cordeirinhos tosqueados. Proponham moções de censura ao governo. Queixem-se do neo-liberalismo e da precarização do trabalho. Promovam inquéritos parlamentares pidescos de mãos dadas com a direita, reles carneiros sabujos!

  7. A máquina laranja de crispação política, apoiada sobretudo na comunicação social lacaia e corrupta, está agora a ser reciclada para a bajulação, para a propaganda governamental e para nos enfiar pelas goelas baixo as medidas de “contenção” e os chamados “sacrifícios” do Cavaco. É disso que dá conta a declaração provocatória do rapazola que tem as rédeas do poder. Disso e do silêncio ensurdecedor do rebanho tosqueado.

  8. Os putos da geração à rasca andaram metidos até aos cabelos na campanha de descrédito laranja. Agora já não são precisos, podem ir trabalhar para a estrada.

  9. PPD, PC; BE….~sao uma corja. Feitos uns com os outros. Passos um aldrabão feito anjinho. Cavaco um sonso fingido.

  10. Ao partido do Sócrates, secção aspirina:

    Caros meninos e meninas: a RGA do Passos no Pontal foi um fracasso e o pobre deve pedir a demissão em breve por nítida incapacidade política.

    Saudades do Sócrates só mesmo nas vossas cabecinhas malucas. Quem trabalha não está nem aí. Um partido adulto não tinha permitido sequer que ele fosse a eleições.

    A festa já acabou há muito, mas as vossas mentes, como vivem do alheio, levam algum tempo a ficarem ajustadas à realidade.

    Pensem numa nova realidade política, construam uma ideia clara.

  11. Claro que não prometem o que não sabem se podem cumprir.
    Em Abril passado, já em pré-campanha eleitoral, com o FMI à porta e com todas as previsões económicas a apontarem para uma recessão prolongada, Passos Coelho, que, embora não se faça grande alarde disso, é economista, afirmou que queria a economia ‘a crescer 3 a 3,5% nos próximos dois, três anos’, e acrescentou que ‘se tal não acontecer, não há pacotes de austeridade que valham’, e até sabia como fazê-lo, a solução passava pelo investimento nas PME. Mas claro que isto não foi uma promessa. Provavelmente, resultou de naquele dia lhe terem dado rédea solta para dizer o que lhe desse na mona e saiu aquele delírio do qual nunca mais se ouviu falar. Em parte porque tratando-se de afirmações suas, e ao contrário do que sucedia no tempo de Sócrates, os jornalistas e opinadores de serviço têm uma memória muito selectiva e como tal estão naturalmente impedidos de o confrontarem com este e outros disparates prometidos. Mas tal não significa que a amnésia seja geral.

  12. Pois, mas as Forças Armadas, a GNR, a PSP, a GF, a ASAE e o SEF já se preparam para contestar o Governo de São PEDRO e São PAULO. Normalidade, quer dizer o quê? Voltarmos aos tempos do Conselho da Revolução? Esta “gente honrada, honesta e competente” que nos governa, depois da época de banhos, corre o risco de ser contestada na rua, não apenas pelas polícias e militaresfardados, mas tambem pelo cidadão comum, que está a ser espoliado.

  13. os dirigentes sindicais são todos promovidos e ficam isentos de avaliações, problema resolvido até eleição de nova gerência sindical.

  14. Oh! José, vamos lá mais devagar. Você dizer:”PARA MIM, OS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS POR ESTA SITUAÇÃO SÃO O PCP E O BE” para mim tem 50% de verdade. Porquê? Porque o PCP fez o seu papel pois tem caminhado tanto para a direita que já não se distingue do PPD nem do CDS. Porquê? Vou só dar-lhe um exemplo. O PCP era marxista-leninista não é verdade? Ainda está nos seus estatutos mas só para enganar os parvos.
    Hoje dia 15 de Agosto deixei a praia e desloquei-me ao Barreiro onde se estão a realizar as festas em honra de Nossa Senhora do Rosário, festas que já vêm de muito antes do 25 de Abril. E hoje era dia de procissão que, como sempre sai da Igreja de N. S. do Rosário passa pela igreja de Santa Cruz e regressa ao local donde saiu. Estava eu junto da igreja de Santa Cruz a ver passar a procissão e eis que surge o padre debaixo do pálio e atras fazendo a guarda de honra ia sua excelência o comunista Humberto de Carvalho presidente da Câmara comunista do Barreiro. Caíram-me os tim-tins ao chão. Ou a igreja já deixou de ser o ópio do povo como dizia Marx e os comunas apoiavam ou os tipos já se converteram à santa madre igreja católica romana. Oh! Jerónimo! Ou tu pões ordem nisto ou então diz à gente que já se converteram e já fazem o sinal da cruz e rezam a Deus para que chova.
    Porra! Carago! Como os tempos mudam.

  15. O que é que vitelos vêm fazer para aqui? Vão lá para o meio dos bois e vacas que o pariram, ‘dasssssss! Não há vergonha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.