Tanta droga, ou falta delas

«É certo que temos de distinguir jornais e TVs. Os jornais mostraram-se espaços muito mais livres. Houve aqueles que, como o SOL e o i, se declararam abertamente contra Sócrates; e houve outros, como o DN e o JN, que abertamente eram a favor. Ou seja, Sócrates era assunto e estes jornais tomavam posição clara e inequívoca em relação à personagem.

Mas as televisões adotaram uma posição completamente diferente. Com exceção da TVI no tempo de Moura Guedes, fizeram de Sócrates um tabu. Administrações e diretores de informação preferiram a política do silêncio. Depois da detenção de Sócrates, em novembro de 2015, a língua oficial das TVs passou a ser a repetição exaustiva do linguajar de pau «à política o que é da política, à justiça o que é da justiça».

Os diretores de informação, que são os responsáveis pelos convites a quem vai falar à TV - e sobretudo aos apetecidos programas de comentário politico -, começaram a ter o cuidado censório de escolher só pessoas que repetissem com ar crédulo o referido chavão.

Ter posição pública e assumida contra Sócrates passou a ser critério para não ser convidado a ir falar às TVs. A pessoa podia pensar bem e falar melhor, mas se lhe fossem conhecidas posições ostensivamente contra o senhor engenheiro nenhum diretor de informação corria o risco de desfazer o tabu.»

Sofia Vala Rocha

4 thoughts on “Tanta droga, ou falta delas”

  1. «Ter posição pública e assumida contra Sócrates passou a ser critério para não ser convidado a ir falar às TVs»

    Esta dona-prima da outra prima-dona acha que ter 99,999 % e não 100, 001 % de opinadeiras nos media a bolsar diariamente invenções de crimes e imoralidades diabólicas contra Sócrates é critério para não ser convidada das TVs.
    Agora que apareceu mais esta “investigadora”, que andava à espreita de oportunidade, a bolsar a mesma baba e finalmente o critério para “não ir falar às TVs” ficou completo.
    Neste país, afinal, há mais abutres e vampiros que corruptos.

  2. Que pena Valupi, se isto for verdade, também não vais ser convidado para falar sobre Bruno de Carvalho, tu odeias o tipo e nos últimos 5 dias todos os convidados das Tv´s e dos jornais são apoiantes do presidente do SCP.
    Uma vergonha, é que não há sequer um inimigo, umzinho para amostra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.