Suspensão da memória

Manuela Ferreira Leite discursava segunda-feira à noite numa sessão subordinada ao tema “O estado da Nação. Perspetivas?”, no âmbito das comemorações do 873.º aniversário da freguesia da Estela, Póvoa de Varzim, onde reiterou que a receita aplicada pela ‘troika’ a Portugal “está errada” e os seus “resultados são desastrosos”.

“Eu se pudesse satisfazer um desejo, teria tido imenso prazer em que o Sócrates tivesse enfrentado a ‘troika’ e ficar ele a tomar as medidas terríveis. Não mais falavam de camarote tanto quanto agora falam”, respondeu a antiga governante, quando lhe perguntaram se achava que o PSD se tinha precipitado aquando do chumbo do PEC 4.

Manela, dois anos depois do que andou a fazer e a dizer

“Aquilo está a ser feito a este país tem de ter um limite. Esse limite passa por este Parlamento, tenho pena que não passe em primeira fase pela ponderação do PS, como é que resolve o problema da existência de falta de confiança neste Governo. Era o PS que poderia com facilidade resolvê-lo”, afirmou a antiga líder social-democrata, sugerindo que o PS poderia ter substituído José Sócrates.

Chegados a esta crise, o país tem de se concentrar na produção e não avançar com cortes de salários e pensões, afirmou a vice-presidente do PSD. E disse ser necessário uma alternativa “a esta espiral de políticas erradas”. Se não se fizer isso o país continuará a afundar-se.

Manela, dizendo grandes verdades na tarde em que votou para a submissão de Portugal à Troika

Nem tranquila fico se Sócrates ficar na oposição.

Manela, a dois dias de entregar o País ao casal Passos-Relvas

2 thoughts on “Suspensão da memória”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.