2 thoughts on “Serviço público”

  1. “Os animais da mesma espécie protegem-se todos uns aos outros”
    sejam polícias médicos advogados padres juízes cozinheiros alfaiates artistas jornalistas…
    a isenção procura-se.

  2. Se 11 badamecos batessem num policia e o cegassem, estariam todos condenados; não haveria pacto de silêncio que lhes valesse.
    O comportamento dos polícias é em tudo idêntico aos dos gangues quando se trata se desresponsabilizarem.
    Não se compreende porque não foram acusados pelo crime de terrorismo e ficaram presos preventivamente. A sua atuação tem a ver com a segurança do Estado e é um ataque ao Estado de direito.
    A investigação foi irrisória e merecia uma explicação do Ministério Público.
    As considerações do juiz, após a absolvição, foram despropositadas. Seriam relevantes se as fizesse no início da audiência, alertando os arguidos para que não persistissem no silêncio pactuado que mantiveram ao longo da investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.