Revolution through evolution

Substantial weight loss can reduce risk of severe COVID-19 complications, study finds
.
Healthy diet in early pregnancy reduces risk of gestational diabetes
.
Academic education can positively affect aging of the brain
.
Evite as dores ao trabalhar em uma mesa
.
New technique means head lice can provide clues about ancient people and migration
.
High-resolution lab experiments show how cells ‘eat’
.
3 Sales-Boosting Techniques by Adding New Value to Old Products

12 thoughts on “Revolution through evolution”

  1. !ah! excelentes advertências, que são boas práticas ergonómicas, para quem trabalha em casa – que é onde mais se facilita. ainda por cima em Camões, não há desculpas para não lerem.

    (o resto vou copiar para ir lendo aqui)

  2. Desculpe-me-se, mas estou noutra via. Ó Rui Tavares, então o que é que pretendes? Poupar os principais responsáveis pela crise? Assim não vais lá.

  3. e se o cérebro gostar de estudar para não degenerar, considerando que é o que significa elevado grau académico?

  4. Manojas, não desculpo, p’ra bem era. se está na outra via, em sentido contrário a esta, então merece ter a carta apreendida e coima. e prisão. e prisão sem cigarros. e sem pornografia. !ai! que riso

  5. se quem pretende engravidar programar o consumo de carne vermelha e lacticínios, programar a eliminação, consegue controlar a diabetes. o problema é quando se tem cuidado com tudo, com ou sem gravidez, e a cabra aparece na mesma.

  6. Primeiro a emenda: Desculpe-se-me. Olindinha, prazer em lê-la, já que não posso ouvir o seu riso. Carta já não tenho, cigarros já não fumo, e o resto, ai que saudades. A idade não perdoa.

  7. e se o covid chegou também para abanar a forma como o mundo come e reeducar? está tudo ligadinho. e se quase todos os males começarem na comezaina?

  8. CSM reconhece “irregularidades” na escolha de Carlos Alexandre no Processo Marquês.

    E foram precisos estes anos todos para o CSM vir agora reconhecer o mais que óbvio contra tudo o que sempre sustentou para o seu adn corporativista poder proteger um dos seus – que nem tinha amigos – de um processo disciplinar e da mais que óbvia anulação de todo o processo Marquês? Ou que crédito resta hoje ao CSM para também vir agora defender que “da prova recolhida não resultaram elementos que permitam indiciar a existência de dolo por parte de alguns dos intervenientes em causa”? O mesmo CSM que sempre defendeu não haver problema nenhum com a distribuição do processo?!

    E o problema é que isto não é só o descrédito total do CSM ou da Magistratura Judicial – e dos seus avençados nos media – mas do edifício todo da Justiça em Portugal! Já que contradiz por completo um dos pilares mais básicos do próprio estado de direito, o principio do juiz natural!!! Que um dia produzirá resultados a sério! Quando mais não seja em sede de recurso no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. Quanto para quem no seio da Justiça armou este processo político todo – travestido de processo judicial que segue alegremente nos tabloides vai para mais de uma década – foi sempre uma “win-win situation” já que o seu objetivo foi sempre unicamente o alarme social como o próprio MP não se coibiu de o anunciar já no fim do debate instrutório! Quando Ivo Rosa perguntou ao Roró se ainda via alguma razão para o processo seguir para julgamento e o Roró respondeu muito pomposamente que era preciso atender o bruá todo que ele próprio criou e alimentou no CM. Se só para travar uma carreira política ou algo mais um dia saberemos.

    Interessante em todos os processos políticos, corram eles no edifício da Justiça ou na casa da Democracia – a AR – é conhecer os seus verdadeiros autores. E eu aposto na Múmia da intentona das escutas desde o início! E mais cedo que mais tarde também se chegará a esta verdade. E até a Sta. Joaninha terá que ser despromovida para o que sempre foi. Uma mera comissária política da Judicialização em curso nalguns sectores da Justiça em Portugal como é o caso do MP. O grande contributo do reinado de uma velha Múmia velhaca – que até o sogro delatou à PIDE – para a independência da Justiça em Portugal. Quando qualquer manual de História ensina que em Estados com Justiças destas não há qualquer referência à bandidagem mas sim a quem nos salva dos guardas? Porque no limite se um amigo de um governante estava ou não apaixonado e lhe emprestadava ou não dinheiro é absolutamente irrelevante para o percurso da História desses Estados.

    P.S.1. Também foi assim que o Moro começou a cair no Brasil. Só o principal consultor internacional do Processo Marquês. Quando o pulha ainda entrava esfusiante nas Conferências do Estoril.

    P.S.2. Desculpas ao Aspirina e ao Valupi pelo offtopic.

  9. é interessante a abordagem da vantagem competitiva dos japoneses baseada nos factores de diferenciação – segue a linha do Porter mas é mais criativa.

  10. Há pessoas sérias na Direita. Há pessoas desprezíveis na Direita.
    A Direita videirinha que anda na ribalta pocurando,de toda a maneira, subir na vida, é sumamente desprezível. Os factos estão aí, revelados pelos seus pares.
    Lembro ” Angústia para o jantar” de Luís Sttau Monteiro, onde um dos personagens, ao saír de casa de outro que tudo tentara para convencê-lo de uma pretensa verdade, insistia em deixar dinheiro sobre a mesa do hall de entrada, e justificava : eu quando vou às putas, pago !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.