Revolution through evolution

Men May Have Natural Aversion to Adultery With Friends’ Wives
.
Men and Women Get Sick in Different Ways: Developing Gender-Specific Medicine Is a Major Challenge of the Future
.
Parents Should Do Chores Together, Study Says
.
Know Thyself: How Mindfulness Can Improve Self-Knowledge
.
Tomatoes That Mimic Actions of Good Cholesterol Created
.
Urban Living Raises the Risk of Emotional Disorders
.
Love letters and kindness may improve mental health


.
Financial Benefits of Plant-Based, Mediterranean Diet
.
Robot-Delivered Speech and Physical Therapy a Success
.
Nations Change Too Slowly to Combat Climate Change
.
Foods Can Help Fight Inflammation
.
Physical Activity During Youth May Help Reduce Fracture Risk in Old Age
.
Let’s Get Physical: The Psychology of Effective Workout Music
.
Humanoid Robot Helps Train Children with Autism
.
Like It? We Love It! Facebook Assures Us We’re Good Enough

One thought on “Revolution through evolution”

  1. acentuar, mais e mais, as diferenças entre homem e mulher é regressar à natureza;
    descobrir moralidade na testosterona é regressar à natureza;
    escrever cartas de amor como dádiva para si e para os outros é regressar à natureza;
    sentir a música espalhar-se como um rio é regressar á natureza;
    criar um círculo virtuoso de família é regressar à natureza;
    adaptar a criação do homem ao homem, uma espécie de criativonomia, com vista a melhorar disfunções do homem é regressar á natureza;
    fazer dos alimentos pequenos grandes hinos à vida é regressar à natureza;
    perceber as alterações no clima é regressar à natureza.

    e é natural que assim seja: a natureza é feita de opostos que se equilibram e de testosterona esperta e de amor cristalino e de rodas de sobrevivência e de mães que lambem os filhos à nascença. a natureza é mulher que busca, em cada esgar dos seus, o homem dos seus sonhos, que são orvalhos ou sóis ou chuvas dos dias, e dos meus. e dos teus. e de quem quiser, dela apanhar, a ela voltar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.