8 thoughts on “Que saudades da libertina e implacável Natália”

  1. A grande Natália , inesquecível Natália Correia, fazia falta no parlamento.

    Pena que tivesse que ter que optar por um partido.

  2. felizmente há vida para além do parlamento.. Todo este depoimento deveria ser o de um deputado. Conforme ele substitui poeta por advogado, no parlamento alguém deveria ter a coragem de substituir advogado por deputado. Este é o ataque necessário aos biltres que tomaram conta do poder. Com a vantagem de ser dito nas trombas dos ditos. Para quem não tenha paciência de ouvir os 32 minutos de verdades tão cruas, pode ir para o minuto 20, mesmo assim, se quiserem ir para a poesia como arma, saltem mais 9 minutos – atenção, o Marinho não tem limites e mete o Cazuza ao barulho. E termina com o Ary – escândalo dos escândalos na democracia actual (as trombas de “touché” são impressionantes, estamos a muitas décadas da ditadura e nisso nada mudou)
    http://www.youtube.com/watch?v=g8VH545ivUI

  3. vi a entrevista a paulo pedroso na tvi 24,e tenho a dizer-vos, que foi na minha opinião uma autentico festival de clareza politica e inteligencia.quem tinha duvidas, percebeu hoje porque o quizeram arrumar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.