Pluralismo

Foi com muita estupefação que ouvi a reacção do primeiro-ministro e nunca pensei ter que dizer o que vou dizer: não haverá nenhuma outra ocasião, no futuro, em que o líder do PSD volte a conversar em privado com o primeiro-ministro sem que existam outras pessoas, que possam testemunhar a conversa.

Passos

Tomo as declarações do líder do PSD pelo que são: um agravo pessoal absolutamente inadmissível e injustificável. Das conversas que mantive com o líder do PSD revelei apenas e só o que ambos concordámos que fosse tornado público. As suas declarações são impróprias de um líder político com responsabilidades.

Sócrates

11 thoughts on “Pluralismo”

  1. Este triste episódio só vem confirmar aquilo que estava já à vista de todos, depois dos processos Freeport, Face Oculta, episódio recambolesco da compra da TVI, inventona de Belém etc. Se dúvidas houvesse sobre a origem da perseguição implacável feita a José Sócrates, esta atitude do último lider do PSD desfê-las por completo. Há uma clic PSD apostada na destruição de caracter de qualquer candidato PS a governante. Ferro Rodrigues foi a primeira vítima. Este PSD já não aceita a luta politica normal e quer o poder a qualquer preço. Mentirá e forjará os factos politicos que forem necessários. Em relação a Sócrates, como já não foram a tempo de o embrulhar na pedofilia, Santana inventou os «outros colos». O mesmo Santana que hoje declarou com toda a desfaçatez que José Sócrates trata mal todos os presidentes do PSD, quando foi esse mesmo senhor que começou os enxovalhos mais velhacos. Estamos num momento delicado da nossa vida economica por causa daquela que é considerada uma crise mundial sem precedentes. Pois esta clic nojenta do PSD está-se borrifando para o interesse nacional e pela voz do seu presidente chama mentiroso ao PM, em clara provocação. Pretende a todo o custo provocar uma crise politica e atirar as responsabilidades sobre terceiros. Conta com o apoio total da comunicação social para fazer vencer a sua tese. Depois de passar um ano a dizer que Sócrates não fala verdade ao país sobre a situação económica, com a bençao do PR, agora achou que está na hora de dizer ao povo que Sócrates mente porque tem um caracter mentiroso. Verdadeiro assassinato de caracter. Alguém, um dia, há-de denunciar os assassinos. Mas sermos governados por essa gente seria uma tragédia.

  2. Passos Coelho é um boneco na mãos de gente sem escrúpulos.Gente que apenas se interessa pelos seus negócios e que se está borrifando para o País .Desesperados porque a sua estratégia foi denunciada ,usam agora os velhos métodos dos crápulas.

  3. Tinha de voltar, porque o caso é inédito. E chocante, a raiar o absurdo, se considerarmos que nos referidos encontros é suposto estar em causa nao o que quer o cidadão Sócrates ou o cidadão Passos Coelho, mas simplesmente o que cada um deles pensa sobre o melhor para o País, no caso concreto, para a melhor condução dos assuntos económicos. É suposto nestes encontros proceder-se a um confronto de ideias e não a um confronto de pessoas e seus objectivos pessoais. Numa demonastração da mais completa falta de «sentido de Estado», Passos Coelho levou a questão para o plano rasteiro de quem é mentiroso e de quem é verdadeiro, quando o fundo da questão e o motivo porque se procedeu aos encontros é saber em que condições o OE 2011 pode ou não ser aprovado pelos dois partidos mais representativos. Mas porque Passos Coelho simplesmente não quer ceder, e está no seu pleno direito para o fazer, desvia o assunto para a história, desde há meses martelada, de quem fala verdade e quem fala mentira. Com esta manobra antipatriótica, manhosa e velhaca, ao mesmo tempo sinal de uma imaturidade confrangedora, pretende descartar responsabilidades na situação, agora sim insustentável no plano económico, em que pode mergulhar o país.
    É preciso denunciar esta vergonha de PSD. Talvez seja a hora de alguém da área da socialdemocracia fazer implodir este partido que perdeu a vergonha e a alma. Mais prosaicamente, perdeu o «sentido de Estado» e tornou-se um peso morto para a democracia.
    O problema é que a comunicação social gasta a cera toda em tão reles defunto e se recusa a enterrá-lo. Até quando a socialdemocracia vai assistir a este degradante espectáculo?

  4. Mário, concordo contigo. Penso que Passos Coelho, além de manifestamente impreparado, descarrilou de vez. A partir de agora, está aberto o festival de cinema, neste caso de reprises, porque só podemos dizer Onde é que eu já vi isto? Santana, Menezes agora Passos. Disparate atrás de disparate. Depois dessa declaração tipo «Sócrates, só na presença do meu advogado!» já veio dizer que o PS se pode entender com o BE para o orçamento, como o fez para a candidatura de M. Alegre.
    Sentemo-nos, pois…

  5. Há cerca de um mês chamei-lhe imaturo quando ele defendia um sistema de saúde com a exibição de atestados de pobreza do tempo da ditadura salazarista.Agora a imaturidade ficou totalmente à vista e para disfarçar diz tontices .Quem no Parlamento promoveu comissões de inquérito em coligação com o BE ,vem agora com sugestões parvas,como esta última de fazer aprovar o OE com o acordo do Bloco de Esquerda.

  6. O Passos Cuêlho (como diz o PM), á medida que perde o elan inicial, cada vez mais entra no registo do PSD anterior de insidia porca e mentirinha.
    Se este pseudo-beto-parolo-cheio-de-si-próprio-e-vazio-de-ideias chegasse ao poder o país era transformado no quintal do trafulha do Ângelo.

  7. Acreditam que são predestinados para o poder, independentemente de serem uns medíocres incompetentes que só la chegam com trafulhice ou com circunstâncias muito especiais.
    E quando lhes faltam os argumentos lá vêm eles para a TV fazer insinuações sobre os adversários, enquanto no backstage fazem o trabalhinho porco que não raramente implica largar na opinião pública de matérias em segredo de justiça por exemplo.

    O PSD parece o Benfica.

  8. Repare-se na seguinte frase de PC: “Nunca pensei ter que dizer o que vou dizer:(…)”. Nesta maneira de expressar um pensamento está contida toda uma abominável velhacaria traiçoeira porque vem travestida de uma fingida, beata e falsa piedade.

    Toda a linguagem política de PC é feita deste fingimento de querer passar a ideia que é obrigado a dizer o que não gosta:no fundo, fazer a maldade e implicitamente pedir desculpa por a fazer. É um discurso piegas que só revela a pieguice e menoridade do pensamento de PC. Para pior ainda, sem ideias próprias, limita-se a reproduzir o pensamento de grupos diferentes o que, para fraca capacidade intelectual e vontade própria, o faz tropeçar e contradizer num permanente discurso cujo sentido geral tem o efeito da fala do faz de conta.

  9. “…E quando lhes faltam os argumentos lá vêm eles para a TV fazer insinuações sobre os adversários…”

    O que vale é que as escutas sobre o PC ( o do clube da fruta…) estão no You Tube…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.