Perguntas simples

De ora em diante, o Conselho de Estado terá de reunir semanalmente em ordem a garantir que o Governo do passadismo mantém um mínimo de respeito pelos trabalhadores portugueses?

11 thoughts on “Perguntas simples”

  1. De ora em diante vai é haver manifestações diárias para garantir que o Governo mantém um mínimo de respeito pelos portugueses.

    O Conselho de Estado foi só uma encenação, para dar a ideia de que o morto de Boliqueime está vivo. Bem fez o Marocas em ir jantar a casa.

  2. resposta simples: não.
    Tendo em conta que as reuniões de emergência do conselho de estado são marcadas para uma semana e meia depois da declaração de emergência da sociedade, pelas minhas contas, depois de 15 de outubro não vão ter tempo para reunir mais do que uma vez, mas já depois de declarado publica e definitivamnete o fim deste governo. Políticos a reboque, da esquerda à direita, da oposição ao conselho, passando pelo governo. Triste, no entanto, para quem ainda acredita na Política à frente dos contabilistas e mercenários…

  3. já sabem que tenho este tique de acabar com depoimentos musicais. Este é de génio e de fenómeno, o tema chama-se Seven Nation Army ( e apesar da colagem , não tem nada a ver com futebol, mas com a “americana” revivida). Depois fantasiei… se na Europa tivéssemos uma seven nation army, que nações seriam? Que tal: Portugal, Espanha, Grécia, Itália, França, Reino Unido, Irlanda? it was a joke)
    http://www.youtube.com/watch?v=E8vNBUg58tI&feature=related

  4. o ratinho é o Vega estão por aí? acho que hoje vou dormir bué da mal com a cena da Catalunha. a seguir o país Vasco que tb tem prá lá uns metros na França. e a Escócia. olha as balcãs no meio da oropa ! a ue vai reconhecer não sei quê que reclamarãp estes estados ? ca granda berbicacho. olha eu pessimista.
    olha eu optimista : granda revolução na cenita estado nação , a uns anitos da organização político territorial que permite democracia a sério ( vide Finlândia , poucachinhos).
    com ou sem mortos ? eis a questão !!

    e o que tu dizes , V . ok , ni fu ni fa. quero lá saber dos moribundias.

  5. o documentário é grande, poucos verão, mas os primeiros segundos mostram o sítio e o espírito: algures no country side, em Nashville, onde reside, o génio fabrica instrumentos com lixo, por exemplo garafa de coca-cola e oiçam o som (blues). Like the man says: “who needs to buy a guitar”. Os parceiros no documentário são só o grande mestre Jimmy Page (Led Zeppelin e o The edge (U2).
    Documento indispensável.
    http://www.youtube.com/watch?v=2y9KEtiQ8CM&feature=related

  6. já me esquecia disto : ao queixinhas juntaste graxista , V ? a cenita do pedro marques lopes , porquinho mais esquisito ( palha , madeira ou tijolo? não se percebe ) , patética.
    tu já pensaste no que a política partidária te está a fazer ? fonix ! preço bué caro .

  7. Outras perguntas simples:

    “A 24 horas da mais crítica reunião da concertação social, o secretário-geral da UGT critica a “fuga ao diálogo social e ao consenso político” por Passos Coelho e diz que o primeiro-ministro se “aproxima perigosamente” da política de José Sócrates.”

    porque razão a UGT sugere que Passos ainda não fez tantos estragos quanto Sócrates? – diz que se aproxima perigosamente mas, pelos vistos, ainda não chegou lá.

    O da UGT não é socialista? Não é a UGT, para vocês, a boa central sindical ao contrário da terrível CGTP?

  8. correcção: não será bem ninguém, Rurais, Básicos e etc. acham que estes senhores têm feito um esforço louvável para corrigir invenções socráticas que levaram o país à bancarrota – o país e mais uns quantos na Europa, o sacana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.