15 thoughts on “O povo adora sentir o chicote no lombo”

  1. Chicote são os impostos e o desemprego, fruto das politicas socialistas do PS, defendidas pelo CDU e BE.

    O PSD e CDS também têm políticas socialistas, mas como são em menor grau o prejuizo é menor.

  2. Os valores nas sondagens só vão mudar quando o governo anunciar o corte dos subsidios de natal e férias no privado.
    Conseguiram dividir para reinar, mas como fizeram m**** nas contas lá vão ter de sacar aos patos que votaram neles.
    Está para breve…

  3. É muito irritante esta nossa maneira de ser. Somos exigentes, duros, implacáveis, quando os governos nos respeitam, defendem os nossos direitos e não retaliam. Assim que topamos o chicote, assobiamos para o lado, “são todos iguais”, “não me meto em politicas, ca minha politica é o trabalho”; e tal e coiso. Povo imortal sim, como todos os outros. Mas valente? Nem sempre, nem sempre. Depois temos a agravante dos supostos generais, os que deveriam liderar a resistência, serem uns choninhas inofensivos que só estão concentrados em ganhar daqui a 3 anos nem que seja com os então restantes 500.000 eleitores, os sobreviventes à emigração ou a doença não tratada.

  4. As sondagens valem o que valem! Estas estão como a medição das audiências das
    Televisões! São trabalhadas para apresentar determinidos resultados que, adulteran-
    do a verdade, possam dar uma folga ao des-governo de turno!!!

  5. o ps até poderá ganhar eleições, mas se não tiver maioria absoluta nunca conseguirá governar, enquanto que a direita governará em minoria com apoio dos comunas. portanto ainda faltam 20% para lá chegar ou seja o desmantelamento do que resta.

  6. Uma fatia grossa da crise portuguesa chama-se BPN. Matematicamente, está hoje a pagar-se o mega-buraco do banco do cavaquismo com os subsídios de Natal e de férias dos funcionários públicos e dos pensionistas, perto de dois mil milhões POR ANO. Esta quebra brutal do poder de compra de parte da população está a ter efeitos funestos nas empresas que fecham todos os dias e nos milhares de empregos que desaparecem. Alguém diz estas coisas? Já perguntaram ao Seguro se não será assim?

    Perto de 5 mil milhões de euros foram injectados no banco cavaquista e, segundo já se disse, mais serão necessários por causa dos “activos tóxicos”, totalizando no final perto de 8 ou 9 milhares de milhões. Há quem diga que vamos estar a pagar o BPN durante 10 anos. Não sei se será assim, já perguntaram ao Seguro?

    A Operação Furacão foi iniciada em 2005 e revelou uma enxurrada infernal de crimes, branqueamentos, esquemas ilegais, burlas, evasões e fraudes fiscais sistematicamente cometidas pela nata do mundo empresarial e financeiro português, constituindo mais de 500 arguidos, pouquíssimos deles conhecidos do público. A Operação Furacão, que mostrou (ou poderia ter mostrado) ao país a origem dos nossos males, o comportamento predador, criminoso e ferozmente anti-patriótico da maior parte dos nossos grandes capitalistas, começou também a levantar a ponta do véu sobre o caso BPN, que depois deu um processo autónomo. Passaram anos. Apesar do inquérito parlamentar realizado em 2009 sobre o caso BPN, nenhum estudo aprofundado foi feito até hoje sobre ele e nenhuma sentença judicial foi emitida sobre o caso, que se arrasta bem atabafadinho em “segredo de justiça”. Parece que vamos ter de aguardar pelas memórias póstumas da procuradora-geral adjunta Cândida Almeida… Em compensação, sabemos tudo sobre o sucateiro Godinho (mas nada sobre os cinco outros sucateiros que devem mais de 40 milhões ao fisco). Um novo inquérito parlamentar sobre o BPN está na calha, mas com o PSD maioritário por perto, nenhum inquérito da AR conduzirá a nada, como é evidente. Onde está a história da Operação Furacão e do caso BPN, com números, nomes, análise, reflexão, conclusões, ensinamentos? Perguntem ao Seguro, talvez ele saiba.

    O governo de Sócrates e o PS também não estão isentos de responsabilidades nesta história do BPN, pois acumularam erros sobre erros no tratamento da questão. A nacionalização parece ter sido adoptada por Teixeira dos Santos para safar alguns bancos e empresas do “efeito sistémico” e para satisfazer o PSD e o Cavaco, que depois nem sequer lhe agradeceram, pelo contrário, serviram-se do calhau BPN para o atirar à cabeça do governo. Alguma reflexão sobre tudo isto no seio do PS? Perguntem ao Seguro.

  7. O povo não adora sentir o chicote no lombo, o PS com o Seguro é que não é alternativa.
    Que tipo de oposição é que temos? É o totó do Seguro com a sua abstenção violenta? É o jurássico Jerónimo? Ou é o Louçã que meteu a mamã a custo zero(?) na assembleia?
    Por favor ó Val, analisa mas com honestidade.

  8. O que sempre pensei sobre sondagens ainda ontem vi espelhado numa entrevista “teboleira” que se seguiu ao prélio,durante o qual,o respectivo “comentadeiro”só não disse que uma grande penalidade marcada a favor do clube da casa foi inventada porque se lembrou do sucedido há dias em pleno estúdio de outro do mesmo ofício.Passando ao “entrevistadeiro”foi mais do mesmo,agora forçando a resposta que queria ouvir ou que lhe foi encomendada.E a cereja no bolo veio da resposta do treinador da equipa que a TVI queria apontar como lesada,porque à pergunta,”no fim do jogo foi falar com o árbitro por qualquer incidente?”ao que o referido respondeu,foi para o cumprimentar porque fez uma excelente arbitragem!
    Ou seja,a sondagem não passa também de uma acção de pura cosmética,encomendada,mas camuflada com dados supostamente técnicos que pretendem a veracidade da operação.No caso em apreço,se os inquéritos foram orientados para um qualquer “cavaquistão”,zonas bem tipo Foz do Douro ou outras de sucesso no pote,os presentes resultados só pecam por defeito.Sondagens,especialmente em alturas “sensíveis”,são feitas á vontade do freguês,que o mesmo é dizer,do “Goebbels”caseiro,o da propaganda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.