O belo é difícil

O voto no PS é o mais difícil, o que exige mais cognição e domínio emocional, por isso é o mais gratificante. Tirando os casos de pura ligação militante e afectiva ao partido, imunes ou resistentes à dúvida, quem se questionar para votar PS tem de passar pela barragem de fogo cerrado dos assassinatos de carácter e do catastrofismo que a oposição lança há anos, que a comunicação social promove diariamente e que os moralmente ou intelectualmente brutalizados reproduzem na rua com fanatismo. Para além disso, o aceno romântico e abstracto que PCP e, especialmente, BE podem representar, com a sua infrene demagogia e deturpação ideológica, aumenta a dificuldade de escolher racionalmente, apelam à fragilidade volitiva e despertam a tentação de esgotar o voto num protesto que só serve para manter o sistema bloqueado à esquerda. Como se isto fosse pouco, o inevitável desgaste do exercício governativo, mais as pesadíssimas consequências sociais das crises que afectam a economia mundial e as finanças europeias, tornam quase irresistível o canto das sereias que promete tesouros e delícias caso se mude o rumo da navegação. Por fim, e nunca antes visto nas eleições passadas, o PS fez uma campanha que, na sua estranheza – como exemplo mais bizarro e notório do aparente absurdo da comunicação socialista, temos a recusa de Sócrates em participar no Fórum da TSF, onde durante as duas semanas de campanha os líderes dos restantes partidos apresentaram as suas propostas para as principais áreas da governação – só admite duas hipóteses explicativas: ou a estratégia foi a de procurar intencionalmente perder pela mais pequena margem, mas garantindo a derrota, ou estaremos face a uma estratégia absolutamente brilhante, onde a vitória se alcança pela artimanha de fingir fraqueza, desse modo levando o eleitorado para o confronto prévio com o choque de ver no Poder este PSD tão incompetente e volúvel. Claro, ninguém acredita na segunda hipótese, nem sequer se fala dela. E para a primeira há vários sinais que parecem indicar um processo de mudança de ciclo em marcha já desde o congresso em Abril.

Quanto ao PSD, começou como prévio vencedor e cheio de medo, apavorado. A sucessão de erros foi quase indescritível – aqui bastamente anotados – e chega ao fim da campanha como começou: provável vencedor e cheio de medo. O medo é diferente do inicial, o qual nascia do temor que Sócrates suscitava a um vasto grupo de impotentes e delirantes. Agora, o medo nasce da exibição da falta de preparação política, e de salubridade moral, da laranjada que pretende governar o País. Passos Coelho revelou ser um líder não só fraco tecnicamente como incapaz de resistir às pressões e convulsões internas, está refém desse mesmo Cavaquismo que simulou combater antes de chegar a Presidente do PSD. Nesse sentido, é o exacto oposto de Sócrates, e não admira que tantos pretendam essa troca para reconquistarem influência perdida desde 2005.

Seja o que for que aconteça domingo, porém, há um triunfo garantido: quem votar PS está a mostrar, nem que seja a si mesmo, que defender a liberdade pode ser difícil, mas é também a nossa realização mais bela.

52 thoughts on “O belo é difícil”

  1. Val, só por piada, tens de mudar o cabeçalho para Kompensan na segunda-feira. Vá lá, tinha piada e era sportsmanship da tua parte… :p

  2. OK… Através deste post ficamos a saber que os masoquistas têm um grande «domínio emocional» e que os manipulados da «esquerda» moderna são cognitivamente superiores! Ficamos a saber, também, que vivemos no «melhor dos mundos possiveis» ao contrário do que dizem os «catastrofistas» que não se cansam de repetir que o desemprego atingiu valores record e «escandalosos», segundo as próprias palavras do Pinto de Sousa quando era 6 anos mais novo. Para além disto, o Valupetas ainda nos diz que a «deturpação ideológica» se encontra do lado de quem não se vergou à tecnocracia dominante, e não do lado daqueles que para além de defenderem ideologias recicladas, classificando-as como «modernas» e novas, mentem todos os dias àcerca daquilo que vão fazer se forem governo: as «últimas» dizem-nos que o Pinto de Sousa concordou com a troika em privatizar parte da CGD, em rever a lei da proibição do despedimento sem justa causa, e a baixar significativamente a TSU. Sim, o Pinóquio que anda a alertar para o perigo de se eleger o Passos que quer privatizar a CGD, que quer baixar a TSU e que quer rever a lei da proibição do despedimento sem justa causa, prepara(va)-se para fazer exactamente o mesmo!
    Mas viva o PS, que é o «partido da defesa da liberdade»: da liberdade em enrabar tudo e todos!

  3. tamém vou votar e desta vez não é no partido socialista, é mesmo no sócrates. não percebi pêva do poste, cheira a requiem antes da morte.

  4. cala a boca pá, votar num gajo que encabeçou um governo montado na mentira e me põs os cabrões do FMI na minha terra pá só se for muita tanso.vai comer feijão verde pá que o cerebro acusa falta de vitaminas pá.

  5. Oh ds,

    Ainda tentei escrever um coment para te arrasar, mas já não tenho paciência

    tão enojado que estou pelo teu palavreado…

    Para encurtar isto, apetece-me mandar-te para o caralho, com todas as letras…

    Anormal…

    Nem mereces a água que bebes…

  6. é isso mesmo, enrabaram-nos e ainda pagamos por isso, porra, e vem-me este gajo fazer a apologia do socrates e falar em beleza. tás a brincar ai tás, tás, pá. manda o socrates pra cabo verde pá, pode ser que o outro lhe arranje uma cabana para dois e um pedaço de terra com água salgada, e uns cocos de preferencia caindo-lhe no focinho, pra ver se o gajo aprende a não mentir. leva o portas e o rapper da política, pá, o coelhote, o gajo diz que é africano e aposto que até se ve preto no espelho, fogo.podes levar o jerónimo e o loucinha,para entreter as cigarras e pregar às formigas .

  7. Tb vou votar no Socrates! Quem trouxe o FMI para Portugal fioi a coligaçao espuria PPD+CDS+PCP+BE- Essa é que é essa. O resto sao tretas!Cambada

  8. val, este post é para imprimir e emoldurar. é simplesmente arrebatador. não me comovia assim desde o ‘menino guerreiro’. como agradecimento vou aqui reproduzi-lo para ti algo. é também lindíssimo, apesar de ter já uns anos e que tão bem se aplica agora!

    Guerreiros são pessoas
    Tão fortes, tão frágeis
    Guerreiros são meninos
    No fundo do peito…

    Precisam de um descanso
    Precisam de um remanso
    Precisam de um sono
    Que os tornem refeitos…

    É triste ver esse homem
    Guerreiro menino
    Com a barra do seu tempo
    Por sobre seus ombros…

    Eu vejo que ele berra
    Eu vejo que ele sangra
    A dor que tem no peito
    Pois ama e ama…

    Um homem se humilha
    Se castram seu sonho
    Seu sonho é sua vida
    E vida é trabalho…

    E sem o seu trabalho
    O homem não tem honra
    E sem a sua honra
    Se morre, se mata…

    Não dá prá ser feliz
    Não dá prá ser feliz…

  9. não pá, quem trouxe o FMI foi a merda do socrates e seus acólitos pá, assim como os que assinaram com ele, com o silencio e a inércia, pá. por isso é que correm as noticias que a Asae vai fechar a assembleia da republica pá, porque os que estão lá dentro comem todos do mesmo tacho pá.cambada és tu, calhorda.

  10. Ibn Erriq?! Este é o mesmo Ibn Erriq que noutros tempos andava por aqui a criticar o Pinto de Sousa? Virou socretino?! Então parabéns ao Valupetas por ter conseguido convertê-lo à sua causa! Largou o vinho, o Ibn!
    Mas largam o vinho e depois ficam tristonhos e ofendem-se com pouco. O zeca ofendeu-se com o «enrabar»; o Ibn ofendeu-se com o «manipular»… Mas pronto eu faço-vos a vontade e troco-vos as classificações: o zeca é um manipulado; e o ibn é um enrabado. Satisfeitos?

  11. Só voltarei a votar PS quando for liderado por alguém que ponha o interesse público à frente da sua vaidade. Até lá, podem-me encontrar na praia mais próxima.

  12. Dito de outra maneira – quem fez a cama para vir o FMI foi o conjunto de partidos que derrubou o Governo legítimo do País. Branco é galinha o põe…

  13. Um partido de submissos incapazes de dizer não ao chefe não merece qualquer respeito ou consideração. Não, o responsável por esta crise não é o partido dos gangs mafiosos, p responsável é o partido de castrados em que o PS se transformou.
    E sabem quem é que vai pagar a crise? Ora adivinhem lá?

  14. digam o que disserem o val tem sido o exemplo mais extraordinário e sobre-humano de cognição e domínio emocional.
    Desde Tertuliano, não se via nada assim. isto é lindo, lindo, lindo, digo-vos eu.

  15. ó ´pá, ó chiquo pá, cala o trombone, que eu quando quero música com rima oiço o barreiros, pá. fica sabendo, pá, que nem todos os ovos são brancos, qualquer dia até os galos cagam ovos, pá, por isso, cala-te com os coisos populares que aprendeste numa das tuas viagens pagas ao cu de judas em barrancos, pá, até a pide era legítima, ó carcamano.portanto, pá mete o ovo no teu buraco incognito, a não ser que o fotografes e o ponhas aqui e chames a atenção para o tamanho da moeda de um euro, pá, porque tu chamas sempre a atenção a ti. calhau, ainda levas um cuema á maneira, feito só pra ti.

  16. ó pá, ó chico dos xarritos do bairro alto, ó influente, entende também que até o governo do salazar era legítimo, granda trambolho, mete o teu argumento en su sitio, ó carpinteiro das palavras pá.

  17. Passei agora mesmo pelo Blasfémias e encontrei lá o comentário seguinte:
    «jmf, és das coisas mais nojentas que algum dia li…
    Estás transformado num autêntico monte de merda…
    Nem sei com ainda não morreste, filho da puta…
    Também és uma vira-casacas, paneleiro…
    Bem me lembro dos teus comentários no Público, em 2005
    quando lambias os colhões do José Sócrates…
    Paneleiro»

    Sabem quem escreveu isto? Um tal de zeca que ficou enojado com o meu «palavreado»! ahahahahhahhahahah

  18. Isto está a tornar-se um autêntico circo de malucos…

    Mas o que é que estes “anormais” andam a fazer por aqui?

    Não era melhor irem largar o “forrado” (ódio) para os seus

    queridos blogs?

    Val porque é que não moderas esta merda de comentários

    como os anormais fazem?

    Um gajo é obrigado a aturar isto?

    Cobardes de merda, gostava de os apanhar cara a cara…

    Cambada de “palhaços paneleiros”…

  19. Ds, quando me ouviste dizer bem do Socrates? diz-me!

    mas tu na tua cegueira escreveste “e que os manipulados da «esquerda» moderna”. Eu não sei se sou de esquerda moderna ou antiga, mas uma coisa te digo SOU DE ESQUERDA.

    se por aqui andasses há tempo suficiente teria lido outras coisas, pouco importantes é certo, que eu escrevi.

    Sabes entre o PS e o PSD eu não tenho qualquer dúvida, voto PS. Como dizia o P.Pereira “não voto no relvas, voto no PSD”.

    Mas também te digo outra coisa. o estado a que o país chegou deve-se a muita gente, também ao Sócrates, mas não exclusivamente a ele. Não foi ele que permitiu que se gastasse todo o dinheiro que o país deve. Mas compreendo que isso a ti pouco importa.

    Olha não mudei, mas mesmo que que tivesse mudado teria sido mais, muitíssimo mais lentamente que o PPC, a esse basta que mude o auditório para mudar a opinião, às vezes nem isso é necessário baste que mudo o vento.

    Por isso, e porque não sou manipulado, vai chamar manipulado a quem te fez o cu.
    Tenho dito!

  20. O que é ser-se de esquerda, ibn? É votar num partido que se diz «socialista», mas que a executar e implementar políticas em nada se distingue do PSD (ainda por cima com os dois a concordarem com as exigências da troika)? Olha que o PSD chama-se «social-democrata», e dentro dessa lógica é também um partido de esquerda.
    E, de facto, dizer que há diferenças entre o PS e o PSD é o mesmo que dizer que há diferenças entre ser-se manipulado e enrabado. Mas não há: se «enrabado» é uma metáfora para se dizer «manipulado», o PS é uma metáfora para se dizer PSD. Ou melhor, é um eufemismo. Nessa medida, está visto que não gostas de palavras claras e preferes a linguagem poética. Pois bem, és um enrabado!

  21. ó zeca, pá, cobardes e palhaços paneleiros dá uma boa sopa, fogo, pá, ainda não foste comido pela boca de nenhum, pá? ou então foste mal comido, pá, e deixaram-te a língua, fogo.poe-te a pau pá, que te poem a cara em obras. ó pra tua democracia, se não carpintam a merda que gostas, mandas o outro moderar. catano contigo, ó distraído, já viste pá, até chamas anormal ao gajo do val, parece que só os anormais é que moderam comentarios, fogo.

  22. jpires, ó cavalo, eu não chamei manipulado a ninguém, mas não perco tempo ó manipulado enrabado, vai tu chamar as orelhas e o focinho e tromba de quem te pariu, meu granda porco. foste enxertado em corno de cabra, meu granda focinhudo, alguém se meteu contigo?

  23. ds, não estou à tua altura para discutir a diferença entre ser manipulado e enrabado, com ou sem aspas, não sei o que é uma nem outra coisa. Pelos vistos, tu tens experiência de sobra em ambos os assuntos, espero pelo menos que tenhas tido algum prazer.

    Podíamos ficar uma vida a discutir as diferenças entre entre os PS e o PSD, a retórica não explica tudo.

    Não seria por eu ter Augusto no nome que faria de mim imperador de Roma.

    Vou-te adiantando uma coisa, depois do que se passou em Março que pensava votar no PS, mas depois do que vi e ouvi no debate entre o Sócrates e o Coelho, percebi aquilo que não queria para mim e para os meus. A única alternativa é votar no PS, se o PS não ganhar cá estaremos a partir do dia 6 para o que for necessário.

  24. Caro Val,
    Passando por cima (salvo seja) dos seus comentadores (alguns deles a precisar de serem internados no hospital Julio de Matos, em suites com vista para o mar…) sempre lhe quero dizer que, este seu post, é das mais lúcidas e inteligentes análises elaboradas sobre o tópico em apreço.
    Estou de acordo consigo quando sublinha alguma estranheza em relação a alguns momentos (menos entendíveis) da estratégia comunicacional do PS.
    Você dá, como exemplo impressivo, a ausência de José Sócrates do Fórum TSF, para o qual terá sido convidado.
    Eu acrescento outra, assaz importante.
    A Maria Flor Pedroso, da Antena 1, entrevistou TODOS os líderes dos partidos com assento parlamentar. Sócrates não terá sequer respondido ao convite. Pura e simplesmente não foi.
    Hoje, pela manhã, a direcção de informação daquela estação de rádio fazia ler aos microfones um comunicado seu…no qual o SG dos socialistas não saia lá muito bem no retrato…
    Mas falemos do que importa e é importante.
    Com o seu e o meu voto, já somos dois a votar no PS.
    Como dizia o Sócrates, TODOS os votos contam.
    Domingo, pela noite dentro, muito se falará.
    Mas, entretanto, já o povo eleitor falou.
    E, quando o povo fala, está falado.
    Um abraço.

  25. Para mim a questão é muito mais simples. Voto PS porque está claro que é a única forma de garantir que cada um dos dias que se seguirão, não serão só mais um passo atrás no desenvolvimento da sociedade portuguesa. A nossa experiência democrática deixa isso clarividente.

    À sua esquerda nada mais interessa, nem nunca interessou, do que a conflitualidade social porque é aí que radica a essência da sua motivação.

    À sua direita sempre prevaleceu o interesse pessoal e de grupo (bpn e tantos outros exemplos), a falta de cultura democrática (Avé Sousa Lara, Avé filmagens das manifestações, Avé dispersão das manifestações à bala), rebaldaria (olá Durão, e então? Sabemos que estás aí, Santana! Tu sabes que nós sabemos que tens que trabalhar mais, Paulinho) e o que mais se quiser, é só pedir por boca.

    E muito menos com esta coelha que dizem ser cozinheiro, lírico, político e até mesmo invulgar. Só consigo reconhecer-lhe jeito para marioneta ou boneco de ventríloquo Cá estaremos para ver a ninhada que vai parir se lhe derem oportunidade.

  26. ó traques, pum, ganha juízo, pá, devias era votar nas sopeiras que governam melhor a panela da sopa que o socrates pá. mereces bem uma ditadura, pra te calarem a bicanca quando quiseres falar, carcamano, vai desenhar casebres sobre o rio pá, poe-lhe estacas de pinho verde praquela merda não ir abaixo pá. pum.aproveita e licencia-te pá, ao domingo, nem precisas levantar o cu da cama, pá. desde que inventarm a comunicação á distancia, é so doutores e engenheiros pá, de bolonha, pá. pum.

  27. Muita gente a afirmar que vai votar contra Sócrates. Querem vingar-se, não lhe interesa o futuro mas sim descarregar o seu ressabiamento.

  28. Ó palerma mor, desde que me conheço que lamento a ignorância. Ainda mais quando ela é superior.

    Não sabes nada do que estás a falar. Ponto final.

    Trata a tua dislexia.

    Mas essa tua paixão pela ditadura já está fixada no sistema.
    Lamentos.

  29. cala a boca, ó ana cegueta, pá, ressabiada és tu, mas quem não vota no mentirosso do sócrates é ressabiado, é? vai colher salsa pá e coentros, pá.

  30. ó traques, pum, pum, puns, isso é tudo diarreia pá, a sair-te pela boca pa, granda fedorento,pá, dislexico é o teu olho do cu, pá, que tens ligado ao cerebro pá, granda cagão, estalas por tudo o que é sitio, puns, vai debitar a sebenta pá pra assembleia da republica e alimentar o penico que tens em ti, safado.aproveita e cola os burriés na testa, já que não consegues deixar de mete-los na boca, seu garnda burro. és o atestado da tua estupidez ó cagão, até sabes que conheces a tua gnorãncia desde que te conheces pá e a lamentas. arquitecto de casebre, vai plantar tendas no milhafre pá. puns. traques pá, para de arrotar postas de pescada.

  31. Ó cão, tens que pedir ao dono, que te ensine a portares-te.

    Tenho que ir lavar as mãos outra vez. Já.

  32. O ódio parvo, invejoso, reles e infantil, deturpa a razão dos que acharam que era moda dizer mal do Sócrates.
    Acharam que deviam derrubar o Sócrates…porque sim!
    E assistimos à pior campanha eleitoral de sempre, onde o motivo principal era abater o Sócrates…porque sim!
    E se no domingo os votos forem para os lados destes magníficos políticos, haveremos mais tarde de assistir às maiores trapalhadas de sempre na política portuguesa, onde o imperador Cavaco e a sua corte definirão as regras da condução deste país torturado.
    Já passei por muita forma de governar, até antes do 25 de Abril, mas cheira-me que caso a direita ganhe, há-de haver muitos que se arrependerão daquilo que provocaram.
    Claro que eu voto PS! Com toda a força !

  33. Só agora aqui cheguei. Venho do último e empolgante comício do PS! Mas topei logo lá no início com uma resposta do ZECA a esse palermoide que dá pelo nome de DS e não resisti a vir logo aqui agradecer-lhe: Ó Zeca, tiraste-me da boca o que me tantas vezes me tem apetecido dizer ao tal DS mas tem-me falhado a coragem! Obrigado!

  34. Ó traques, pum pum pum, poe tu tino nesse cu ruidoso e barulhento, pá, cu mal habituado deixa o dono envergonhado, bacorento.passas a vida com a mão na cusapeira pá, por isso é que as tuas linhas são castanhas e amareladas, granda badameco. vai comera sabão pá, pode ser que transpitres limpinho e não tenhas que andar sempre na casa de banho,pá, e compra betadine pra desinfectares a lingua, safado. pum pum, traque traque, fogo ó pró rastilho.

  35. O problema , rafeiro, é que não tenho nada a ver com isso.

    Tens que reclamar com o teu dono.

    Provavelmente, só ele te pode fazer feliz.

  36. Só cá mesmo faltava a Associação Nacional de Incentivo ao Pinto E Ratos para a festa ser total! E o que nos diz a dita associação? Bem… Nada de novo: reconhece que é um cobardolas; reconhece que é bom é a lamber o cu do dono em «comicios empolgantes»; e agradece ao zeca ter-lhe tirado da boca o «caralho» para onde o zeca me mandou.

  37. Val,

    Análise de uma clareza lapidar. Agora, é preciso uma grande serenidade, uma enorme tolerância, uma temperança bem calibrada e uma, mais do que tudo, grande lucidez para desmontar o “fartar à vilanagem” que, a ter pelas sondagens, para aí vem. Vai ser necessário olho vivo dos democratas e pessoas de bem neste país, para evitar o saque ao estilo dos BPN’s e dos negócios de submarinos e coiso e tal desta vida. É deixá-los pousar e daqui a 1 ano falamos. Obviamente, voto em Sócrates. Espero que ele ganhe, mas, ainda, não deixo de sentir uma quase vontade que perca, porque se perder…

  38. Estratégia ?
    “…ou a estratégia foi a de procurar intencionalmente perder pela mais pequena margem, mas garantindo a derrota…”
    Já o Vega me tinha deixado a pensar nessa hipótese.

    Na verdade estou um pouco como o Paulo, PS sem margem para dúvidas, mas não deixo de sentir uma estranha “quase vontade” de o PS vir a perder, porque um cenário de vitória implicaria mais umas quantas coligações negativas iguais ou piores do que até agora se assistiu. (além de mais um líder do PSD para o galheiro).

  39. ó traques, pá, vai chamar rafeiro a ti, pá, projecto de minhoca, se a asae te vir manda por o teu bairro de quarentena, pá, tal é o pivete que fedes.

    socrates perde, o coelhon da merda vai ser primeiro- ministro, só merda neste país, essa malta devia ser exilada ou postos numa reserva. ladrões. eles e os que votam neles.puseram o país nesta podridão, vendem o país ao desbarato, o gozo do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.