15 thoughts on “Novos reforços para a Frente da Calúnia”

  1. Assis avança; parece ser o próximo 1º do PS. Tem o apoio do António Costa. Goste-se ou não, a página está a virar e os PSs posicionam-se.
    A era Sócrates parece estar a acabar.

  2. Por uma Democracia sem votos ( ou sem povo ), viva a República de Platão, de Sócrates definitivamente , não.

    A direita, bom não insultemos a direita, esses agrupamentos que vulgarmente entre nós se designam de direita, esgotada a politica da insidia e da calúnia, duvidando do povo e das sondagens feitas à Lapa, agora ensaiam uma nova estratégia : chegar ao poder sem votos , pois isso de votos é sempre muito pouco Seguro. Arauto desta estratégia, bom quem seria mais adequado? Pois, Paulo Portas, sim aquele que navega no mar da Palha, ou melhor rente ao fundo, responsável por mais de mil milhões em submarinos e em financiamentos partidários titulados por nomes jocosos como Jacinto..por pudor fico por aqui.

    Em nome da salvação nacional, receando enfrentar a tempestade que aí vem, concluindo que sem o PS (ou contra)é tarefa impossível, cientes que o novo líder só produz patetices, aí estão eles disponíveis para salvar o país . Esquecem-se que nos momentos mais tormentosos da nossa história, enquanto grande parte das nossas «elites» se vendia a Espanha, foi o povo capitaneado por bastardos que conduziu Portugal á vitória.

    Todavia isto de povo sai muito caro, então educá-lo, dar-lhe saúde , reformas, bom isso está bom lá para o centro e o norte da Europa pois essa malta lá trabalha. Aqui eles só produzem na Auto-Europa, vai-se lá saber porquê …mistérios.

    Por isso Salvação Nacional sim ,mas aquela de Platão, eleito mas não elegido, a de Sócrates definitivamente não.

    PS.O responsável pelo maior roubo da história portuguesa, já se passeia em liberdade, essa é outra República…a dos juízes.

  3. Humm…, parece-me mais uma manobra de diversão que outra coisa.
    Mas,rezai. Rezai pela Irlanda. Depois, bem, depois rezaremos à senhora de Fátima, por nós pecadores.

  4. mas afinal rezaremos por quem?talvez por todos menos por nós.foda-se,estamos mal?sim.então só temos que remar todos para o mesmo lado.dexeimo-nos de merdas e portugal em 1ªlugar.com nossas diferenças,sim,mas com um unico objectivo,resolver nossos problemas para o bem comum.dificil,talvez .impossivel,não.o resto é palha para jumentos.isto,a crise,talvez ,seja a vida.a nossa vida como povo,a nossa demanda,o nosso caminho para uma nova maneira de estar(viver).TALVEZ.talvez o burro seja eu,talvez.

  5. Algarvio,

    V. Exª. tem uma linguagem muito vulgar. Escreveu depois de jantar? Se bem comeu, melhor bebeu, não é verdade? Aqui não se desmente ninguém. Considera V. Ex.ª a hipótese de ser burro, o que se retira de sua expressão «TALVEZ». Já está V. Ex.ª convencido de que o TALVEZ deu lugar ao CERTAMENTE? Ou a dúvida persiste? Sendo este o caso, atente nova e longamente no seu discurso e verá que todas as dúvidas se dissipam.

    Com os melhores cumprimentos,

  6. sou vulgar.eu sei.nem tenho pretenções em ser alguem extraordinario,isso ficará para vossa senhoria.mas como gente vulgar e comum que serei,na vossa consideração,lhe digo,sou o que sou por não ter tido condições para mais estudos,tive que ir a luta que a puta da vida não perdoa.assim sendo tenho moral para rebater seja o que for com vossa senhoria.que a mim me parece ter nascido em berço de ouro ou prata e talvez bronze o que para mim já era um berço à maneira.quando me considero burro é assumido.sem problemas nem complexos,mas talvez não seja tão “jerico” como vossa senhoria.a escola da vida não dá direito a ter Dr.,só os estudos ,coisa que para mim foi impossivel.
    Sim escrevi depois do jantar ,mas não bebi nada.hoje às 4 da manhã,enquanto vossa senhoria dorme ,eu terei que ir para o mar governar a vida.por isso peço desculpa a vossa senhoria,se o onfendi.se não aceitar as minhas desculpas tanto faz,nem aquece nem arrevece.vejo a coisa como um preveligiado a tentar cagar num vulgar e comum cidadão.que se foda,nem sei porque lhe estou a passar cartão.gostava de lhe oferecer uns polvos algarvios,para saber o que é bom.pelo que me parece só deve comer congelados e comida extraordinaria.

  7. já agora,para vosso conhecimento os polvos que apanharei serão TALVEZ aqueles que vossa senhoria comerá,comprados no jeronimo martis,apanhados com muito trabalho e suor,que mal dará pra despesa,mas que o “mercado”me obriga a vender ao dito cujo.

  8. Algarvio, boa malha essa de passar por analfabeto, melhor ainda o sermão que deste ao “ideias”. Deixa lá, em crise aconselha-se mesmo a poupar nas maiúsculas….

  9. Caro Al´Garvio,

    Peço-lhe penhoradamente desculpas, muitas desculpas, se o ofendi. Na verdade, tentei brincar e pelo teor da sua resposta, vejo que ficou sentido. Não esteja, porque independentemente de ter estudos ou não, de ser operário, pescador ou doutor, eu respeito todos da mesma forma, porque todos são pessoas, que me merecem a melhor consideração, e mais ainda, se me tratam bem. Não destrinço, pouco me importando se é ou não doutor. Conheço pessoas que não são «doutoras», porque não o quiseram ser, ou porque não o puderam ser. São inteligentes, arrumando «ao canto» a chamada sapiência que se promena em Portugal e nos meteu na MERDA em que estamos.

    Não frequento o Jerónimo Martins, justamente porque não me disponho a pagar por um produto que é preçado de acordo com a «cagança»portuguesa. Quanto à comida extraordinária, pode crer que não a encontro nos restaurantes mas na confecção caseira, com produtos «da terra», e que não troco pela «comida cagona» do restaurant.

    Espero que tenha percebido que há doutores que têm os pés assentes na terra e que inclusivamente não autorizam os bancos a pôr-lhes o «dr» no cartãozinho da treta ou no cheque. Não faz parte do batismo que foi dado pelos pais.
    Cumprimentos.

  10. Ocasional,

    malhar, malha-se o milho e o milho dá-se às galinhas. Se o Al´Garvio se fez passar por analfabeto, olhe, levou a resposta de alguém que não brinca em certas situações.

    Recolha-se, assim, à capoeira, e tente galar algum galo mais desprevenido.

  11. fui a todos os sitios que mandaste. e não percebi nada. só vi umas coisas de não sei quem Amado a dizer que não sei quantos sobre a forma de ser mais livre. calunia não vi nenhuma. andas nos drunfs ou quê? copos não , que esses é só pra malta inteligente.

  12. AL´Garvio, a Irlanda já está a pagar 9% de taxa de juro a dez anos pela sua dívida externa e nós, Portugal, já estamos a rondar os 7%… Caso a Irlanda venha a sofrer uma intervenção do FE ou FMI, é certo que a vez de Portugal não se fará esperar, digo eu. Até porque para pior já basta assim.
    Por isso, rezemos pela Irlanda. Rezemos muito.

  13. “levou a resposta de alguém que não brinca em certas situações”. uhhhh tenham medo muito medo, porque este jagunço não é para brincadeiras.

  14. E não sou mesmo. Aprecio, porém, a inteligência de V. Ex.ª., que é brilhante e tem sentido único. Adivinhe qual, querido amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.