Não se pode acabar com a corrupção

Até Lúcifer caiu e Jesus foi traído. Acabar com a corrupção equivale a acabar com a inteligência. O instinto que leva à corrupção também leva à civilização. É a lei que faz o ladrão.

O ideal seria encontrar uma solução que tivesse o poder de reduzir ao mínimo a probabilidade da corrupção, suscitando nos indivíduos uma espontânea contenção ou respeito pelas leis, sem necessidade de mais punições, polícias, espiões e bufos, e que nos ficasse pelo menor custo possível. Existe? Na dimensão rodoviária existe, há décadas, uma tal solução para o problema da corrupção dos limites de velocidade. Corromper esse limite é tentação irresistível, havendo uma miríade de circunstâncias que favorecem tal violação. Desde a pressa, até ao gosto da velocidade, passando pelas viaturas potentes e cada vez mais seguras, há factores que nenhum radar, multa ou agente da autoridade consegue anular – a não ser as lombas na estrada.

Com lombas à frente, cada condutor acata racionalmente a necessidade de reduzir a velocidade para proteger um bem que lhe é caro, no seu duplo sentido. As lombas funcionam a qualquer hora com custo zero, não carecem de manutenção dispendiosa nem de apoio humano. É de uma solução com esta simplicidade que precisamos no combate à corrupção, já só falta descobri-la.

10 thoughts on “Não se pode acabar com a corrupção”

  1. Bom texto Valupi, acerca de um não menos bom texto do Pedro Lomba.

    Infelizmente, temo que nem todos os leitores compreendam a ironia que ha no teu primeiro paragrafo. E’ que de facto, como lembram os Lombas de todos os tempos em textos como aquele a que tu aludes, a verdadeira inteligência consiste em saber que o util e o bem coincidem e que até os ladrões fazem leis entre eles. Isto ja vinha claramente dito esta no livro II do tratado dos deveres…

    Falta acresentar que as lombas verdadeiramente eficazes, somos todos nos…

  2. “É de uma solução com esta simplicidade que precisamos no combate à corrupção, já só falta descobri-la.”

    Concordo com a primeira frase, discordo da segunda. A solução já está mais que descoberta: criminalizar o enriquecimento inexplicado – não só para os agentes políticos, como quer o PSD, mas também para os cidadãos em geral.

    O que falta, mesmo, é vontade de a aplicar.

  3. Falta é a mutação genética, daqui a uns… sei lá, se calhar nunca mais… Deixa andar, o que é preciso, entretanto, é desmascarar, como dizia o outro! Porque, como havemos de solucionar se a solução, demasidas vezes, está na mão de corruptos, sem apelo nem agravo!

  4. Cá nesta terrinha , a corrupção é o sal da vida e a animação das hostes .Se a corrupção desaparecesse o que teríamos nós para discutir ao serão? Que vivam os corruptos e que tenham muitos meninos.

  5. Note-se no entanto que as lombas nas estradas, embora – ou por causa – da eficiência garantida que demonstram a diminuir a velocidade dos automóveis, são muito pouco utilizadas. Ou seja, havendo uma solução para o problema da velocidade excessiva, ela só muito raramente é posta em prática – precisamente por ser uma solução tão eficiente e, por isso mesmo, tão desagradável para quem a enfrenta. O facto é que as lombas são extremamente impopulares entre os automobilistas, precisamente porque não os deixam fazer aquilo que eles gostariam!

    Receio que a tal solução para a corrupção tivesse o mesmo inconveniente – seria tão eficaz, que as pessoas prefeririam não a utilizar…

  6. Valupi, o homem das grandes solucoes. E para grandes solucoes, pequenos problemas. Este e um deles: o que e que ele entendde por corrupcao dos limites de velocidade? Enquanto o nosso homem nao apresentar solucao para este problema, prefiro ficar-me por acha-lo um homem bravo, bravissimo, por apenas se capear com uma ironia que nao existe para declarar-se partidario da tal corrupcao, controlada, esta-se a ver, sem a qual, ficamos todos agora a saber, ninguem prova ser capaz de actos inteligentes ou de participar no progresso.

    Um bom textualista nao e um gajo assim tao cego que nao veja o pretexto de anca e o toque de calcanhar. De Valupi.

    PS 1 – Corromper nao e sinonimo de violar e muito apenas de prevaricar, dada a intransitibilidade deste verbo.

    PS 2 – Far-lhe-ia bem ler um bom e independente estudo sobre a utilidade e intencoes das lombas, limites de velocidade e camaras fotograficas para registro das corrupcoes sobre os mesmos.

  7. A descoberta dessa solução milagrosa para acabar com a corrupção deve ser o pior pesadelo para os que dela vivem. Que aconteceria aos milhares e milhares de advogados que existem e aos que continuam a formar-se todos os anos? Em relação a outras áreas, como a Medicina, por exemplo, há quem se preocupe com o excesso de cursos e de médicos formados, no país. Já com os formados em Direito não se vê a mesma preocupação, ou seja, toda a gente conta com a manutenção da corrupção, de preferência em quantidade. E tem mesmo de ser, pois não queremos agravar a taxa de desemprego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.