Não estará na altura de mudar qualquer coisinha?

O líder do PCP considerou que a CDU obteve um resultado que «constitui uma inequívoca consolidação da expressão eleitoral que nos últimos anos vem registando».

«Este resultado representa um factor de estímulo, mas também de reforço daquela força que se assume como a mais sólida, coerente e determinada na defesa dos direitos dos trabalhadores, juventude e interesses populares.»

Fonte

__

Jerónimo declara-se estimulado por constatar que o PCP está cada vez mais na mesma. E estar na mesma implica manter aquela força que se assume como a mais sólida, coerente e determinada na defesa dos direitos dos trabalhadores, juventude e interesses populares abaixo dos 8% e bem atrás dos partidos que atacam esses direitos e espalham desgraças às pazadas. Ora, que leva o bom Jerónimo, e magníficos camaradas, a querer que os trabalhadores, a juventude e os interesses populares tenham tão fracos defensores e representantes? Já agora, valia a pena pensar nisto, como diria o padre Dâmaso.

Entretanto, o PCP averbou mais uma grande vitória: conquistaram um deputado em Faro, coisa que não acontecia há 20 anos. Ena! Viva! Uau! Isso, para além de assinalar o iminente fim do capitalismo, são péssimas notícias para a troika, a qual já não pode ir descansada a banhos aos Algarves. De Vila Real de Santo António ao Cabo de São Vicente, Jerónimo promete que agora é que a luta vai aquecer. Em especial, no Verão.

9 thoughts on “Não estará na altura de mudar qualquer coisinha?”

  1. Era só um copo, Valupi: Um copo não é uma garrafa, pá.
    Vá, vai para a caminha que amanhã tens um avião à espera, vá, vá.

  2. já podem abrir um centro de trabalho em vilamoura e madame apolónia estrear o biquini eco em casca de melância.

  3. Há por aqui qualquer coisa que me faz lembrar a frustração e a raiva mal disfarçados no discurso do alucinado “louceiro”.

    Bem. Ninguém poderá acusar o PS de estar “na mesma”.

  4. Para memória futura:

    1 – PS 2009: 2.077.695
    PS 2011: 1.557.869

    Diferença: menos 519.831 votos e menos 24 deputados

    2 – BE 2009: 558.062
    BE 2011: 288.076

    Diferença: menos 269.062 votos e menos 8 deputados

    Mas a CDU obteve mais 1 deputado, certo?

    Presumo que PS e BE bem gostariam de ter conseguido o resultado da CDU…

  5. Ó Leo, mas qual resultado?
    O mesmo número de deputados ou o mesmo número de votos?
    Estás contente com o grandioso resultado de sete e qualquer coisa porcento?

  6. Não só a CDU manteve todos os deputados que tinha como ainda conquistou – 20 anos depois! – o seu deputado algarvio.

    Já o BE perdeu 3 deputados para o CDS e 5 para o PSD.

    Presumo que seja isto que azede o Carlos Sousa. Mas resultados são resultados.

  7. Ó Leo foi mesmo assim?
    Então o BE perde votos para o CDS?
    Ó Leo essa análise não estará um bocadinho tosca?
    Olha eu posso estar um bocadinho azedo, mas não trocava o número de deputados do PS pelo número de deputados da CDU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.