8 thoughts on “Misérias de um miserável”

  1. Nesta matéria o narcisistazeco compulsivo só manteve a postura que sempre utilizou na sua vida política, se algo corre mal tem as suas mãos imaculadas, se algo corre menos mal, também. Alguma coisa correr bem, com ele é pura fantasia.

    “O êxito do regresso de Portugal aos mercados internacionais da dívida pública reflecte a melhoria da credibilidade do país no plano externo, que tenho vindo a testemunhar junto de diversos interlocutores estrangeiros, E BENEFICIOU DA ENTRADA EM VIGOR DO ORÇAMENTO DE ESTADO A 1 DE JANEIRO”, afirmou em bicos de pés, esta semana. No entretanto, lá foi, mais uma vez, tentar defender os seus interesses pessoais.

    Se a falta de vergonha fosse taxada ao IVA máximo, há muito que este patego meliante vivia da sopa dos pobres.

  2. Grande desgraçado. Grande desgraça para Portugal este presidente da repulha. O tempo a passar e o país a afundar-se. Que o PS tenha uma liderança forte e determinada rapidamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.