Kind of Blue*

Todo o jazz, toda a poesia da noite urbana, todo o século XX, todo o cool. Quase que apetece ficar agradecido pela escravatura.

* Ciclo das festividades em honra de Obama, um preto que veio encher a política de cores e luz.

10 thoughts on “Kind of Blue*”

  1. Ui tantos: A Tribute to Jack Johnson (1971), Live-Evil (1972), On The Corner (1972), e, claro, a obra-prima que desencadeou a referida sequência de grandes discos: Bitches Brew (1970).

    Mas melhores do que Kind of Blue (um belo disco, não o nego) são ainda o Birth Of The Cool (1949), Miles Davis Quartet (1953), Bag’s Groove (1953), Round About Midnight (1955, do caralho este disco), Miles Ahead (1957), Miles Smiles (1966) e o muito esquecido On The Corner (1972).

    Mas isto sou eu, ainda me falta ouvir quase uma dezena de discos dele.

  2. Ah, afinal ainda não sabes qual é o melhor, enganaste-me. O mais certo é esse título ir mudando ao longo do processo de descoberta do “opus”. E também com o nosso crescimento como melómanos, claro.

  3. O Miles do Bitches Brew e similares ainda não é para mim. A minha relação com essa fase é (ou ainda é) apenas de curiosidade, não de comunhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.