Impressionar nas alfândegas, brilhar nas embaixadas, seduzir nos consulados

Working Moms Feel Better than Stay-At-Home Moms
.
Life After Cigarettes: Compared With Those Who Continue to Smoke, Quitters Are Both Happier and More Satisfied With Their Health
.
Why Do People Defend Unjust, Inept, and Corrupt Systems?
.
Study Debunks Myths About Gender and Math Performance
.
Less Knowledge, More Power: Uninformed Can Be Vital to Democracy, Study Finds
.
Traumatic Experiences May Make You Tough
.
Study Explores Men’s Ability to Manage Fear in Ways That Allow Them to Exhibit Confidence
.
The Paradox of Gift Giving: More Not Better
.
Employee Recognition Important during Holidays (And the Rest of the Year)
.
Diversity in Workplace Enhances Bottom Line
.
Can Science Predict a Hit Song?

One thought on “Impressionar nas alfândegas, brilhar nas embaixadas, seduzir nos consulados”

  1. quando parir deixa de ser um prazer, vontades erectas de casa porem-se a mexer, mulheres fracas, há sinal de modernidade: resiliência à moda antiga precisa-se em tanto, afinal de contas é como a matemática que sempre entrou pelos dedos e dá ares de ser cultural, é assim também a empresarial, a cultura, e apostar na diversidade do capital humano, que vai muy bem com a gestão da virilidade emocional, pois claro, é essencial – o medo é como a música em sucesso por antecipação: trabalha-se em privado, pinta-se, tudo como se fosse normal alimentar o social. e o paradoxo do dar, que é isso?, não há que provar disso: se não com vontade e com verdade mais vale oferecerem um chouriço.

    :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.