Faz hoje 1 ano que

Faz hoje um ano que uma iniciativa nascida no âmbito dos movimentos políticos espontâneos e independentes, ou assim querendo parecer, foi aproveitada para se inscrever no processo de derrube do Governo. O tremendo sucesso que alcançou não teria sido possível sem a entrada em cena da comunicação social profissional e engajada, a qual divulgou militantemente o evento. O Presidente da República benzeu as tropas e toda a oposição aproveitou para reclamar vitória graças às calorias gastas pelos milhares e milhares que foram em romaria celebrar não se sabia o quê. Só se sabia o para quê: mudar. E, três meses depois, conseguiram mesmo mudar.

Para além da bondade cívica inerente à participação em festa de tanta gente que nunca tinha ido a uma manifestação, tendo o seu baptismo numa espécie de Woodstock ideológico, o episódio assinala a falência da estratégia daquela esquerda que glorifica a pornografia política, satisfazendo-se com a ocupação dos telejornais pelas imagens do niilismo urbano – o culto da rua, e quanto mais suja e degradada melhor. Trabalhar para o voto não é com eles, até porque não é na democracia que estão interessados.

25 thoughts on “Faz hoje 1 ano que”

  1. vamos celebrar o 1ºaniversario em que o portugues comum saiu á rua, pondo preto no branco no que diz respeito ás suas condições de vida, e ignorar o destilar de ódio deste centrismo ranhoso, inutil e patusco do val, que não hesita em alinhar-se com a direita neoliberal, na arte do maldizer e da infamia

  2. Talvez esteja na altura de deixarem de pensar que parvos que são. E como não são parvos, eu sei, está na altura de sairem da casinha dos pais, de querer mais, de deixar o carrinho e andar a pé, de exigir não estágios, mas trabalho, de dizer ao mundo que é parvo e que não querem ser escravos.
    Vamos, então?!
    !!!!!!!!
    ‘Tá tudo satisfeito?!!!!!!!

  3. Ó rr, quem fez o servicinho à direita neoliberal foram os idiotas que sairam à rua, faz hoje um ano. Essa é a realidade. Por muito que tu o queiras negar, foram os que tu defendes que vieram para a rua ser os cãezinhos amestrados do PSD e do CDS (ou seja dos banqueiros e dos mega-merceeiros).
    Não venham agora armar-se em combatentes contra a direita neoliberal. A direita neoliberal está no poder. Onde é que estão vocês a combatê-la?
    Mas lá ladrar, ladram muito…

  4. Isso era bonito, Teófilo. Mas quando nas ruas em vez de estarem as televisões à espera deles, está a polícia de choque, aí nem um pé põem para fora da porta!

  5. kid karocho, falso: então como é que explicas que a direita nos seus blogs tenha dito mal dessa manifestaçao a exemplo daqui deste blog? da direita nunca ouvi um único gesto de apoio

  6. A malta não manda o carro para o ferro-velho é porque a coisa não está assim tão feia.

    Ainda há campo de manobra, viaja-se pelas alternativas para não pagar portagem.

    Já se quer aumentar os clubes na 1ª divisão, é porque não há crise.

  7. viver e aprender…ver o rr defender o facto de a direita não ter defendido o indefensável…Que magnânimo, rr, e também esta nossa direita. Os opostos são falsoso…são todos a mesma merda.

  8. rr, explica-me lá então a barragem de propaganda que a comunicação social da direita
    emprestou à iniciativa? Alguma vez viste isso repetir-se depois, nalguma manifestação, ou
    greve geral ou sectorial? E já que falamos nisso, antes também nunca aconteceu.
    Mas foram justamente os idiotas (in)úteis que não se aperceberam do jogo dos media da direita e foram os palhaços daquele circo. Pelos vistos o rr é só mais um deles…

  9. kid: a direita não apoiou nem podia apoiar a manifestação, dadas as ideias de esquerda dos organizadores da manifestação.E em que comunicação social da direita é que tu viste essa dita barragem de propaganda?

  10. Não deves ter visto televisão, ouvido rádios, ou lido jornais nessa época. Vivias como um verdadeiro eremita, ó rr!

  11. se considerares o expresso e o publico como de direita…o publico já nao era dirigido pelo fernandes,e tem muitos jornalista de esquerda(sao jose almeida), e o expresso até tem algumas vozes não muito virada para a direita( nicolau santos) e até um membro do ps(pedro adão e silva)

  12. Ha,ha, ha!!! A São José Almeida de esquerda???… deve ser verdade, deve!!! O Nicolau Santos??? Só se fôr à esquerda do Paulo Portas!!! O Pedro Adão e Silva não é um jornalista (e no PS situa-se à direita).
    O Público e o Expresso são de direita. Veículam a propaganda dos oligarcas. Jornalistas de esquerda, hoje em dia práticamente não existem. Só para aí o Baptista Bastos e esse está velho. Os media só contratam os que se dispõem a ser as prostitutas dos plutocratas.
    Se para o rr o Público e o Expresso são de esquerda, então deve ser um daqueles esquerdistas com cartão laranja… bem como os tais jornalistas “de esquerda” de que fala.

  13. o correio da manha serve-te? ahahaha tou a brincar.Então pergunto-te: quem é de esquerda no jornalismo portugues? a fernanda cancio parece-me demasiado anti comunista e mainstream.Não me digas que o daniel oliveira também é de direita

  14. Já me esquecia o Daniel Oliveira é de esquerda. Mas é uma das pouquíssimas excepções à regra.
    Quem é desquerda no jornalismo portugês? Hoje em dia práticamente ninguém.
    Os que o são, ou têm nome e são tolerados para dar um certo ar pluralista ao pasquim em que trabalham (D.O., B.B.), ou têm de ter cuidadinho com o que dizem, senão vão para o olho da rua e são substituidos em meio minuto por um cãozinho amestrado .

  15. acho que esta poRRa deveria ter um filtro que não permitisse a entrada de crianças na cx de comentários. não há pachoRRa para o renhónhónhó deste puto, o lambretas bem podia aumentar as vagas nos tempos livres para o gajo desamparar a loja, enquanto isso vai rapar pró basófias da hiena da matos, que dá troco a nhonhas como tu.

  16. rr, descansa que aqui ninguém te atira pedras, fazem-te pior do que isso: eu, por exemplo, penso que tu não és de Esquerda. Ou melhor, consideras-te a ti próprio “de Esquerda”, por motivos sociais, afectivos, ou clubísticos, mas não tens um pensamento de Esquerda nem, muito provávelmente, saberás o que isso é.

    Diverte-te no “blogue” que te proponho e pensa nisto, quando tiveres uns minutinhos para pensar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.