4 thoughts on “Exactissimamente”

  1. Seria mais fácil a vinda de D. Sebastião:
    Ontem após as notícias vindas a público, comentei no Aspirina B, sobre um texto que Penélope escreveu sobre a contratação de José Sócrates para comentador semanal na RTP1 com início em meados de Abril. Disse que era mais fácil a vinda “desejada” pela maioria dos portugueses, há bastantes anos, de D. Sebastião do que a ida de José Sócrates para a RTP.
    Houve um ou outro comentador que se admirou pelo parágrafo em causa. Mas a causa por que me referi foi a de que como se diz na gíria é dar ouro ao bandido, ou mesmo, aqui faço uma comparação em termos futebolistas, era o mesmo que o guarda-redes do Benfica, Artur, se lesionar e o Benfica pedir emprestado ao F. C. Porto o seu guarda-redes, Helton, para acabar a época estando os dois a lutar pelo título.
    Também se viu a onda de solidariedade na direita tacanha que pôs logo a correr na Internet uma petição pública contra a ida de José Sócrates para a RTP. E, ainda o desconforto que criou nos partidos que suporta o governo, em que até foi tema de conversa no plenário da Assembleia da República.
    Estes senhores que não têm respeito pelos direitos dos trabalhadores, reformados, desempregados, idosos e doentes, como podem ter sobre José Sócrates, um dos que pode pôr a nu o seu desgoverno.
    Diziam-se os paladinos das liberdades, direitos e garantias dos portugueses mas à mínima hipótese querem calar quem os pode afrontar. Alguns deputados argumentaram que se fosse uma entrevista casual ainda se admitia. Mas não se referem à ida de Morais Sarmento um dos que tentou manobrar e silenciar os órgãos de comunicação social. Deste, nada dizem. Era ouro sobre azul. Já lá tem tantos!
    Agora não vem os Crespos, não se sabe por onde andam, reclamar o silenciar da liberdade de expressão. Todos se calam e nada dizem desta intromissão na RTP. Afinal a RTP é pública ou é do governo? Estou para ver a tomada de posição de Paulo Ferreira caso a ida de José Sócrates não se concretize.
    Há dias dizia uma individualidade da área critica sobre jornalismo que os jornalistas não faziam valer o seu estatuto deontológico mas pôr-se ao sabor dos donos da comunicação social. Não admira! A vida está cara e o desemprego aumenta. E, entre o emprego e a deontologia vale mais o emprego. A deontologia que vá às urtigas.
    Com isto tudo quem vai ganhar é a SIC e a TVI. Estes não dormem em serviço. E de qualquer maneira já estão a ganhar. Se fizerem um convite a José Sócrates para comentar nos seus canais é certamente um ganho nas audiências. Se José Sócrates não aceitar também passa a ser um ganho por que manietaram a ida de Sócrates para a RTP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.