9 thoughts on “Exactissimamente”

  1. … como se os Portugueses se esquecessem rapidamente o descalabro que foram os últimos 2 executivos socialistas, dos quais Galamba foi um acérrimo defensor na Assembleia da República como deputado.

    NÃO, não é a austeridade que penaliza os partidos, até porque quando este governo pediu austeridade as pessoas duma maneira geral até entenderam. O que penaliza os partidos PSD/PP/PS é a CORRUPÇÃO, a mentira, as negociatas, as cunhas, os boys, as girls, PERCEBEU? Este Seguro, no congresso do PS em que o “aparelho” elegeu o Sócrates, nem o deixaram falar com tantos assobios, o “aparelho” elege o sócrates com 97% e a seguir no congresso seguinte, o mesmo aparelho votou 97% no Seguro e assobiou o Assis, agora o aparelho no próximo congresso irá eleger com 97% dos votos o ?, será o Assis? Poupem-nos.

    PALHAÇADA

  2. se não é a austeridade que penalizou o psd-cds, (concordo que não foi só), o que mais foi? a corrupção?a mentira?as negociatas do verão passado?as cunhas? o governo com maior número de nomeações acima das vagas da orgânica?inchaço denunciado pela própria troika? continuo a concordar.
    O amor cega.

    (https://www.youtube.com/watch?v=ZM_u_PUvRtM)

  3. Remeto para o último parágrafo. É aquilo mesmo que vai acontecer nas legislativas. O PS terá um pouco menos, digamos, 30%. O PSD, que terá obtido cerca de 22%, terá um pouco menos, digamos 20%. Ora, somando teremos 50%. O único problema é que o eleitorado, que já desconfia da alternativa, terá ainda menos dúvidas e vai engrossar a abstenção.
    Em França, por exemplo, esta realidade é já muito evidente. E a extrema-direita colhe já os seus frutos.

  4. “galamba betinho”, a inveja é tanta que até te leva a insultar um tipo simples,e brilhante.óh burro, sendo certa a tua tese,como explicas a segunda vitoria de socrates,se o seu primeiro governo foi tão mau?sabes por que perdeu as ultima eleiçoes? porque a direita taco a taco com o ps na ultima sondagem,teve a muleta do cds,a dizer que com os socialistas não formava governo e a extrema esquerda porque sabe que governar é fazer escolhas dificeis ,não abriu a porta a uma coligaçao com o ps. atitude que já tem barbas de 40 anos “sempre em defesa do pais e dos trabalhadores” perante este cenario,o povo portugues virou-se para a direita que lhe oferecia uma soluçao maioritaria .quanto à corrupçao os comunistas quando poder, alem de assassinos foram corruptos e por isso foram despachados em grande velocidade para a puta que os pariu. resta a coreia, e cuba graças às amplas liberdades.o pcp mesmo com golpes como no prec, ainda não chegou ao poder em portugal e como tal , limita-se a xular a europa que tanto odeia ,com pseudo formaçoes profissionais, e tachos para os seus militantes e familiares em bruxelas e estrasburgo. por ultimo cantam vitoria depois de conseguir só mais um deputado que o marinho pinto sózinho.por este exp. se vê a confiança e respeito que o povo portugues temo pelo pcp .a direita como convem,farta-se de promover o partido comunista,para na altura certa ser recompensada com os ataques dos socialfascistas ao ps.que os pariu!

  5. O Galambetinho é todo betinho e nada galamba. Se (galam) Betinho tivesse lido com atenção o que escreveu Galamba, haveria de descobrir aí o desencanto de Galamba com o rumo que os três partidos do ideal da construção do Estado Social tomaram nas últimas décadas: democracia cristã, social democracia e socialismo democrático. O último a cair, pelo menos aqui em Portugal, foi aquele que se aninha sob a sigla PS e último grande lutador, José Sócrates e o punhado de mulheres e homens valentes que o acompanharam. Devo dizer que me custa ver, agora, Sócrates ainda pouco convencido da derrota esmagadora imposta ao seu ideal, que é também o de muita gente do ex-CDS e do ex-PSD (convertidos, agora, em falange da extrema-direita). Estou a dizer um pouco mais do que Galamba escreveu em “encruzilhadas da social democracia europeia”.

  6. Exactissimamente? Exactissimamente, o quê?
    O Galamba afirma, entre outras coisas, que a social-democracia está em crise, que os sociais-democratas foram cúmplices com a agenda neoliberal e com as “chamadas reformas estruturais”, que os eleitores penalizam os partidos de centro-esquerda que se limitam a fazer políticas de direita, pois preferem sempre o original à cópia. Isto parece o discurso que os “sociais-fascistas” e que a “esquerda pura e verdadeira” faziam quando o Pinóquio estava no governo e era elogiado por defender as “chamadas reformas estruturais”, por defender uma “social-democracia” moderna, ou seja cúmplice com a agenda neoliberal, e por defender e executar políticas de direita que conduziram à sua derrota e à preferência dos eleitores pela direita original.
    O Galamba está, ao fim e ao cabo, a condenar o rumo seguido pelo Pinóquio há 10 anos, mas os crentes no “melhor PM de sempre” (incluindo o pastor do rebanho que escreve “exactissimamente”) são demasiado fanáticos para assumirem que foram aldrabados e que andaram a fazer figuras de idiotas úteis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.