5 thoughts on “É um dos melhores textos cómicos do ano”

  1. suponho que o jornaleiro estava pensar que depois morrermos teremos outra vida, noutros moldes desconhecidos, e se o paraíso ficar lotado os humanos mortos mas vivos talvez possamos ir prá super terra. ou qualquer coisa assim.

  2. Superterra mas inabitável.
    Tem pelo mesmos uma vantagem que não passará despercebida ao super arménio chamado Carlos;
    “Segundo os dados da investigação, um ano neste exoplaneta, denominado de Estrela de Barnard b, corresponde a um período de cerca de 233 dias na Terra.”

    Com os feriados, pontes, fins de semana e jornadas gloriosas de luta, o pipol só verga aí uns 100 dias, bem medidinhos. Nem nos melhores sonhos da tripla de atacantes Marx, Engels e Lenine haveria tal paraíso.

  3. Joe, my man, não te esqueças de referirque essa contabilidade é para quem trabalha por conta de outrem e em particular qd o outrem se chama Estado. O pipol que trabalha por conta própria tem outro calendário. E quem tem gadeza, verga 365 nos normais e 366 nos bi, chova ou faça sol, que nisso as app do Galuxo ainda não são competentes. ;)

  4. Verdade MRocha. Quem trabalha por conta própria o calendário é curto, nesse caso o gregoriano devia ter mais um mês, podia chamar-se mesmo Férias.

    É, o que a velocidade tecnológica tira é essencial a todos os organismos, cronologia e maturação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.