E amanhã, Paulinho? Prometes dizer amanhã, mesmo que seja lá para o fim do dia?

Eu uso de franqueza. Quando concordo, concordo. Quando discordo, discordo. E tenho que vos dizer isto com toda a franqueza. Subir impostos é aumentar a recessão. Disse-o ontem e digo-o hoje.

Portas

4 thoughts on “E amanhã, Paulinho? Prometes dizer amanhã, mesmo que seja lá para o fim do dia?”

  1. Bem podemos esperar que o necas cumpra a palavra, se oponha firmemente aos aumentos de impostos e proponha a actualização das pensões mínimas à taxa da inflação, como declarou há um ano, 3 meses antes das eleições…

    Bem, os aumentos de impostos já passaram todos. Se calhar o Paulinho estava distraído.

    E as pensões? Se o PSD não alinhar no aumento, Portas tem uma saída: a porta. Sem os votos do CDS, o governo não tem maioria.

    Por que espera o Paulinho para apresentar o seu projecto de aumento das pensões?

    Já se esgotou a demagogia de feira?

  2. A demagogia deve ter posto a ficha em curto-circuito. Tento explicar. A mãe do dito cujo, disse que ele o Miguel, são iguaizinhos… só estão ligados a fichas diferentes…
    Concordo com o “Júlio”. Deve ser coerente e verdadeiro (e não só dizer que usa a franqueza…) que venha bociferar contra a perda de rendimentos dos pensionistas e demais carenciados. Se não o fizer só pode ser apodado de cobarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.