Direita portuguesa, a menos de duas semanas de 2021

🤡

.

7 thoughts on “Direita portuguesa, a menos de duas semanas de 2021”

  1. Quem é Pedro Passos Coelho? Não conheço.
    É algum novo mito, um novo D. Sebastião que depois do desastre de Alcácer-Quibir vem pôr a direita no poder?

  2. Tudo é possível com a Comunicação Social que temos.
    Deixem-me recordar-vos o Cavaco que fugiu de um governo em queda livre, poucos meses antes das eleições, deixando o Fernando Nogueira a a arcar com as consequências, criou o tabu para tentar passar através dos pingos da chuva e ainda teve a lata de se candidatar à Presidência da República.
    Perdeu estrondosamente contra o Sampaio e encheu vergonhosamente a boca de Bolo rei para não responder aos jornalistas.
    Seria de esperar que a carreira política deste incompetente e oportunista acabasse nesse momento, certo?
    Errado.
    Levado ao colo pela CS, ainda levámos com este merdas nos dois mandatos presidenciais mais asquerosos da história da nossa democracia.
    Eu dou-vos a receita de sucesso:
    A seguir ao descalabro, deixa-se arrefecer a coisa durante uns anos. Depois, vai-se temperando com uns salpicos visibilidade pontuais, sem exagero, para ver o acolhimento que que lhe reserva a populaça e se esta já esqueceu da merda que ele fez.
    Finalmente, quando o animal a abater (o governo xuxa, claro), de tanta porrada, começa a fraquejar (?), lança-se o salvador da pátria que, devidamente acompanhado pela fanfarra dos comentadores residentes, subirá os degraus do podium para se lambuzar no pote à grande e à portuguesa.
    Dejá vu?
    Não, é uma receita estafada que, pelos vistos, funciona sempre aqui no burgo.

  3. Se esse atrasado mental do coelho voltar, faço as malas e emigro, farto de direitolas incompetentes, não tem vergonha de criticar aquilo que fez 500 vezes pior?

  4. Aqui são citados dos jornais duas intervenções políticas de dois velhos e casmurros broncos acerca do país; Cavaco e Passos Coelho.
    Foram mais altos dirigentes de poder e decisão neste país mas alguma vez nós ouvimos ou discutimos uma ideia de futuro para Portugal nascido de seu pensamento ou imaginação?
    Alguma vez daqueles bestuntos retrógrados nasceu uma ideia mínima própria e inovadora que nos fizesse sentir uma esperança de futuro?
    Alguém se lembra de nos conselhos políticos da UE e fóruns do mundo algum destes broncos tivesse deixado uma imagem de estadista para além da presença sonsa e do ámen ás facções retrógradas?
    Quando os filósofos já debateram e fizeram a crítica há dezenas de anos e demoliram o neo-liberalismo adaptado como utilitarismo radical, chegam a Portugal os imitadores rascas, sem o mínimo de imaginação, a proporem uma tal solução, coxa e já com barbas brancas; uma ideia de broncos gerontes que retrocede ao salazarismo económico.
    Sempre pensaram e ainda pensam acerca de um país de ignorantes para quem não é preciso justificar nada do que dizem; como fariam? Nunca dizem ou então mentem ao estilo de Passos Coelho, “basta cortar nas gorduras do Estado”. Depois, passados meses, viu-se onde foi buscar as tais gorduras.
    O mesmo se passa hoje com a TAP fingindo ignorar, como naquele tempo fizeram com a crise financeira universal, a crise pandémica que cobre e se abate sobre o mundo; assim a TAP privatizada não teria, segundo a sua mistificadora falácia, nenhum problema, os privados punham lá a massa deles e a empresa voava que nem um passarinho a cantar.
    Tão a ver; era de caras. Pena é que em todos os outros casos empresariais privados os empresários gritam todos os dias por socorro ao Estado e este já lhes socorreu e terá de socorrer ainda mais com biliões a fundo perdido.
    Valha-nos que esta parelha de broncos que se pensa inteligente e já tanto mal fez ao país e aos portugueses as suas opiniões, para a maioria que já os topa, são motivo de anedota e humorismo.

  5. Custa comentar os dislates do Pide e do amigo…
    São seres humanos,sei que por uma margem pequena,mas são-no. Então os ruídos que produzam tem de ser integrados na obra que fizeram e deixaram.
    Não valem nada, zero. Ai de quem admita tratá-los como iguais !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.