Conhecendo quem é o Dr. João Miguel Tavares

«Existem suspeitas fundamentadas que José Sócrates possa ter utilizado os serviços de informação durante o tempo em que ele lá esteve, e utilizar os serviços de informação para informação própria. Quer dizer que não é uma coisa, conhecendo quem é José Sócrates, seja propriamente uma coisa muito suspeita.»

Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de junho de 2019, 25 de Outubro

No último Governo Sombra, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, deu uma abébia ao Nuno Artur Silva e conteve os revoltos ácidos que lhe invadiram o estômago ao topar com o caso da venda das Produções Fictícias a um sobrinho, uma típica manobra dos corruptos socialistas que o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, estuda com fervor 25 a 48 horas por dia. Contudo, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, não chegou onde chegou a cometer erros de neófito, como sejam os de dizer sempre o que pensa em público ou os de ser coerente com os princípios que apregoa na feira. Acima e antes de tudo, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, tem de fazer uma gestão exímia da pulhice com que enche os bolsos, o que implica ter uma sensibilidade apuradíssima para a escolha dos alvos da mesma, não vá a carteira ressentir-se com o entusiasmo torquemadiano. Pelo que era modicamente evidente ser o espectáculo onde actuavam Ricardo Araújo Pereira e Pedro Mexia uma situação incompatível com a exposição de mais um socialista arrastado pelo heróico Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, até ao pelourinho onde o nosso defensor, salvador e libertador vende a caça, por atacado ou a retalho. Impossível tal acto ecológico e higiénico calhando esse socialista corrupto e socrático (passe a tripla tautologia) ser um independente de nome Nuno Artur Silva que acumula com o estatuto de figura com fulcral importância nas indústrias do audiovisual e dos conteúdos mediáticos cá da aldeia, assim como na carreira de muita e boa gente onde a estrela maior é precisamente o Sr. Araújo e parceiros. Calou-se bem calado, pois, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, mas tendo recebido o bónus de testemunhar que os seus colegas de espectáculo não gastaram uma caloria na denúncia da campanha contra o Nuno. Já não foi mau, ao menos não fico associado a qualquer deselegância contra a Cofina, pensou misericordioso e resignado o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019.

Usar a TVI, num programa com a popularidade e influência do Governo Sombra, para declarar que existiu um primeiro-ministro que conseguiu “utilizar” os “serviços de informação” para uma qualquer actividade ilícita desconhecida – descrita com a enigmática expressão “informação própria” – não está ao alcance de quase ninguém em Portugal. Tal afirmação implica assinar por baixo aquilo que se regista objectivamente, o facto de a acusação não conter um único dado que permita aferir da sua verosimilhança sequer ao nível dos indícios (daí se esgotar no intento e efeito calunioso), e implica deixar transparente o que se infere subjectivamente, a necessidade de se estar num estado cognitivo e moral “sui generis” para assumir a respeito de terceiros tais imputações num caso onde nada se testemunhou. Ora, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, é essa entidade com poderes únicos na sociedade portuguesa. Ele, tal como Trump no outro lado do Atlântico, pode dar vazão no espaço público a qualquer bacorada que lhe atravesse o bestunto sem recear a mínima das consequências. Aliás, ele deseja ardentemente que alguém repita o que fez Sócrates quando este esgotou os recursos legais para tentar processar o Dr. João Miguel Tavares, então ainda não Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019. Daí nasceu esta gloriosa carreira de caluniador profissional que tanto conforto e segurança introduziu na vida profissional e pessoal do Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019.

Podemos ter poucas certezas na vida, duvidando de tudo e de todos se a sorte for madrasta, mas podíamos vender os móveis e os talheres para apostar com absoluta ausência de risco em como nunca, nunca e nunca o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, será confrontado no espaço mediático com um singelo pedido de explicações sobre o que ele imagina acerca do modo como “Sócrates utilizou os serviços de informação para informação própria” [sick]. Que diria o nosso genial “jornalista”? Por exemplo, será que admitiria ter ouvido essa teoria da boca do Zé Manel, o tal que se agarrou a ela assim que a “Inventona de Belém” foi desmascarada? Será que lhe colava a teoria do Cavaco sobre o espião socrático na Madeira, a tal que, precisamente, serviu de desculpa e droga psicadélica para lançar a partir da Casa Civil, e em conluio com a Sonae pela mão do Zé Manel, uma operação de perversão de dois actos eleitorais; no que fica como o mais grave atentado contra o Estado de direito ocorrido no regime democrático desde o 25 de Novembro e até à data? Não, pá. Foda-se, pá. O mundo mental do caluniador profissional de maior sucesso na Grei é regido pelo pensamento mágico. E não é por mal, é só porque é disso que as audiências papam e ele está ali para as entreter e deixar os seus patrões de bom humor. Assim, não importa para nada ao Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, tentar perceber como é que um primeiro-ministro em funções consegue violar a lei com gravidade máxima logo com aqueles que têm tudo para se defenderem de tais riscos e tudo para os denunciar com provas. Na mesma lógica, ainda menos lhe importa que não exista – sequer na “Operação Marquês”, o mais exaustivo e dispendioso levantamento da vida de um cidadão que alguma vez se fez na República Portuguesa – qualquer sinal de ter existido a mais incipiente investigação a esse respeito. Finalmente, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019, caga d’alto em cima das instituições públicas e de quem as representa ao pintar os serviços de informação portugueses como um grupo de sabujos sem honra que se deixariam corromper por um político apenas por este lhes fazer cara de mau e falar aos berros, rodeados por trastes ainda mais miseráveis que, representando a Assembleia da República (portanto, eleitos por todos os partidos) para fiscalizar os serviços de informação, igualmente teriam alinhado e abafado a incursão criminosa do Engenheiro no feérico e fantástico universo dos espiões portugueses. Será verdade? Que teriam a dizer esses profissionais caso pudessem exprimir livremente a sua opinião sobre as acusações à sua honra e bom nome de que são alvo pelo Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019?

Compreende-se, sem esforço, que este retrato infantilóide e paranóide sirva a retórica primária com que diaboliza Sócrates, esse monstro com capacidades sobrenaturais para espalhar o mal e devorar as almas dos puros e inocentes, a vaca que ele mungirá até à última gota. E compreende-se, tristemente, o sucesso que o regime resolveu oferecer a um canalha sem qualquer préstimo para a resolução dos problemas que afligem a comunidade, o Dr. João Miguel Tavares, Presidente da comissão das comemorações do 10 de Junho de 2019 e tudo.

8 thoughts on “Conhecendo quem é o Dr. João Miguel Tavares”

  1. Vamos lá deixar de tratar este gajo por “Doutor”, mesmo a brincar ( a menos que seja da “doutor mula ruça”).
    Trata-lo por Dr. , é um insulto aos que se esfalfaram anos para conseguiram o titulo.

  2. Jesus, texto carregadinho de ódio. Olha que tu assim morres cedo. Eu sei que gostas de Sócrates como grande estadista que foi, mas todo este ódio só te faz mal. Temos de levar a vida de forma mais descontraída.

  3. O caluniador não merece que se gaste “tinta” com as suas alucinadas insinuações!
    Quem não avaliou devidamente a nomeação que fez, foi o Presidente Celinho pois,
    muitos portugueses não irão esquecer esta mancha ou melhor, nódoa no seu man-
    dato, conseguiu diminuir a importância da efeméride com a tal nomeação!!!

  4. Melhor do que existir «um primeiro-ministro que conseguiu “utilizar” os “serviços de informação” para uma qualquer actividade ilícita desconhecida – descrita com a enigmática expressão “informação própria” » é existir um primeiro-ministro que conseguir “utilizar” o próprio director-geral do serviço de informações:

    https://www.infopedia.pt/$daniel-viegas-sanches

  5. É muito importante que vozes corajosas como o Valupi exponham em público a falta de valores da criatura JMT e o desrespeito absoluto pelas regras fundamentais da democracia portuguesa e de todos os poderes. Algo que há muito caracteriza este imputável “influencer” que constanteMENTE escrevinha e bota faladura na comunicação social cá da aldeia.

  6. Era bom que o jmt, expert em pulhice, nos informasse de uma vez por todas qual a única, se a há, maldade, ilegalidade ou imoralidade que Sócrates nunca praticou.
    Pois assim, informando de uma só vez e não às pinguinhas, escusava ter de puxar tanto pela imaginação ao ponto de delirar.
    Mas percebe-se, não se pode ganhar a vida e muito menos uma vida à grande trabalhando um único dia na vida; até Deus, criando através da simples palavra como o jmt, levou seis dias a criar o mundo.
    Mas Deus que não tinha filhos para educar retirou-se para o céu deixando a terra entregue a si própria que, para nosso azar, neste cantinho foi ocupada pelos jmt parasitas da vida dos homens melhores e mais competentes.
    Esta maldade tão grande, a criação de jmt entre nós, que caiu sobre nosso país só pode ser uma criação do próprio Sócrates, Diabo. Mas acerca desta maldade ele nada diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.