Blogosfera, modo de usar

O nosso amigo GiróFlé, companheiro de longa data e de vários carnavais, fez um comentário ao seu estilo: sulfúrico, irrelevante, alucinado e divertido/patético (riscar o que não interessa). O típico espasmo gerôntico, injecção de cinismo calejado, que ajuda a suportar os dias (os dele). A essa prosa respondeu o nosso amigo José Albergaria, sempre com contributos que acrescentam informação e ideias, que suscitam discussão e pensamento.

Ora, a blogosfera é precisamente o resultado dinâmico, mas poucas vezes dialéctico, destas duas polaridades, a egoísta e a altruísta. Aceitar a inevitabilidade da primeira e a raridade da segunda, eis o caminho da sabedoria digital.

16 thoughts on “Blogosfera, modo de usar”

  1. por vezes: sulfúrico, e divertido

    outras: sulfúrico e alucinado.

    muitas ( ora a desgraza) irrelevante, alucinado e patético.

    isso sim utiliza muito bem a caneta, case sempre, é artista.

  2. Giroflé é giro. Utiliza uma linguagem desbraga como se estivesse a manusear um bisturi. E incomoda, o que ainda é mais interessante.

  3. Cala- te daniel pinto, és tão pequenito. Mandas bitaites a quem te faz frente, mas lá tens a capacidade de admitir que ficas derreado depois de uma boa tareia, schmuck.

  4. Da participação deste Verão, destaco o irrelevante.

    De facto, o problema do Giroflé não é o detalhe que, parece, muito o preocupa. É a substância. Engordar o verbo é o seu grande desígnio. Felicidades na missão.

    Existe vida na blogosfera para além da maledicência, do ácido úrico e do pretensiosismo bacoco.

  5. Disseste cínico, Val?

    Não sei, o estilo (e, no caso, tudo se esgota no estilo) parece demasiado agressivo e ressabiado para qualificar na categoria…a não ser que se considere a definição do Oscar Wilde: cínico é o que sabe o preço de tudo mas não sabe o valor de nada. Ai já encaixa.

  6. Toute, continuas a dedicar-te à nobre arte da dedução? Insistir, uma segunda vez que eu moço Pinto somos um e o mesmo, depois de – delicadamente – te ter informado do contrário, já implica passar da simples trapalhada à burrice.
    “Não julgue para não ser julgado”, lembro-me de ter lido em tempos. Outros tempos.
    Um abraço

  7. GIROFLE, tens a minha admiracao. Es um tipo com tomates, deves ser excelente conversador e animas uma mesa. Ouve, esta porra e um escape e temos mesmo de dizer aqui aos cagamelos o que se pensa da realidade.
    TU ES O MAIOR COMENTADOR DA BLOGOSFERA. TENS SUBSTANCIA, NAO ES FORMATADO E ESTAS A CAGAR TE PARA O SISTEMA. POR ISSO, MANDA AI O PEIDO PARA A NACAO DESTES PORTUGAS MEDIOCRES QUE SAO TAO BURROS QUE VAO AO PONTO DE ESCREVER SOBRE TI. jA VISTE A CONTRADICAO DESTES CAGOES!

    PONHAM O RABO NUM MOLHO DE URTIGAS, SEUS CAGAMELOS.

    TU MINHA PESSOA, TU APANHASTE NAS FUCAS MEU, DEVES ESTAR MEIO CONFUSO, OUVE EU TAMBEM TENHO BOA MEMORIA TAS A VER! BURRO ES TU MAIS QUEM TE FEZ AS ORELHAS.

    TRAQUES,

    QUANTOS PREDIOS JA DERRUBASTE, PA! PORRA CONTINUAS COM SOLTURA.

    TOMATES PAS, TOMATES PAZINHOS! GIROFLE MANDA O PEIDO COMO DEVE SER, PARA VER SE DEBELAMOS O MOTIM.

    VALUPI, MEU CAGAO, ENTAO SENTISTE A MINHA FALTA!

  8. Tenham pena de quem faz tudo na vida para mostrar que existe. Devemos ter compaixão e proceder como Cristo que disse: deixem vir a mim as criancinhas que serão o Reino do Céu. Se procedermos assim com o Giroflé,ele, no nosso meio sabe que está no Céu. É vê-lo sempre a dar bitaites, contrariar e não ficar grato com o que aprende connosco mas há pessoas que não o sabem reconhecer. Estou convicto que vai demorar mas lá virá o dia.
    O destino é severo, sejamos nós indulgentes.
    Victor Hugo

  9. Estou no céu. Apareceu o anjo Manuel Pacheco.

    Ó GIROFLÉ ANDA CÁ ACIMA PÁ, METE-TE AÍ NO ELEVADOR E TRAZ A FORQUILHA.
    PORRA PÁ! QUANDO ABRES A CAÇA À MEDIOCRIDADE?

    VALUPI, TU DEVIAS SER COIMADO, PÁ. ANDASTE A «EMBOBADARE» O PESSOAL.

    TRAQUES MANDA AÍ UM EMBARGO, QUE EU TRATO DO AUTO DE CONTRA-ORDENAÇÃO.

  10. Toutinho, já se percebeu que tens grande admiração pela tomateira do rapaz. Aliás, pouco faltará para a emoldurares.
    Mas calma. Um par de críticas dirigidas à vida e obra do moço não é razão para tamanha histeria. Denota-se, com preocupacação, que a exaltação já te afectou a escrita – os problemas com o CAPS estão de regresso.
    Relativamente a eventuais tareias e fuças apanhadas, passa-se muita coisa dentro dessa cabeça. Essa imaginação vive entre o fértil e o febril. Ou tratou-se apenas de mais uma das tuas exemplares deduções?

  11. pinto,

    Olha para cima e escancara bem essa bocarra. Agora apanha aí com o real produto da minha merda, fertilizada com ómega3. Estás estrumado. Espera um momento e volta a escrever para mim. Algo me diz que agora vais escrever bem e lembrares-te da tua peidorrenta vaidade, dick.

  12. Toute,
    Obrigas-me a corrigir o comentário anterior – A tua imaginação é fértil, febril e fétida. Fica aqui o reparo. Peço desculpa pela descrição incompleta que acima escrevi.
    Relativamente à tua capacidade exemplar de dedução, pelo menos aí acertei em cheio. Continuas a deduzir à grande!!

  13. @toute a ber: Epa vira mas é a boca para lá porque com essa conversa de merda estás a cheirar mal da boca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.