Até tu, João Soares?

Crespo foi hoje para a porqueira exibir o seu avacalhante ar de gozo. Acabava de saber que tinha vencido. Três Ministros, um deles chefe do Governo, um director da SIC e uma vedeta da TV, todos têm de se sujeitar a prestar declarações acerca das suas conversas privadas num caso em que só a calúnia existe como matéria de facto. Crespo calunia e ganha: não ficou a falar sozinho.

Um dos convidados desta noite foi João Soares. É público o seu asco pelas escutas, qualquer escuta. Pois bem, o caso Mário Crespo é um caso de escutas. Como não foram feitas por nenhuma autoridade – pode até nem existir qualquer registo para lá do testemunho de terceiros – todas as manipulações são possíveis e não se tem a certeza de nada. Crespo diz-se a vítima mas é ele quem aparece ao ataque. O sentido que dá às citações implica que Sócrates deva ser demitido pelo Presidente da República, juntamente com os outros dois Ministros presentes. No mínimo dos mínimos, o Parlamento devia instaurar uma comissão de inquérito, pois não é admissível que o Governe atente contra a liberdade de algum jornalista – seja ele quem for, como é óbvio. Qualquer cidadão que expresse a sua convicção de que Sócrates persegue jornalistas está, no mesmo passo, a declarar que Sócrates deve ser destituído. E são muitos os que declaram publicamente que Sócrates persegue jornalistas, pelo que, se calhar, está na altura de os partidos da oposição, ou os jornalistas perseguidos, fazerem frente a essa situação aviltante e ilegal.

Voltemos ao João Soares. Lá vai ele para o talk-show do Crespo, um espectáculo de transformismo vendido como serviço noticioso. Crespo está impante e magnânimo, a classe política divide-se entre aqueles que rastejam a seus pés e os outros que ele humilha e tenta destruir. Crespo é o maior, derrotou o Regime. Pode dizer o que quiser de quem quiser quando quiser e como quiser. Do Portas ao Balsemão, passando por comunas alucinados, recebe louvores e apoios. E se tal não me pode surpreender, ver João Soares contribuir para a satisfação de um pulha deixa-me perplexo: que é feito da sua consciência ética, para quem guarda a indignação?

12 thoughts on “Até tu, João Soares?”

  1. A chicane continua. A nelita Moura Guedes saiu de cena, logo o Sr. Balsemão dispensou outro palhaço para continuar a palhaçada, não vá o pessoal das barracas ter tempo para desviar as atenções do que é secundário para o que é essencial, nas notícias.

  2. Só não ve quem não quer ver; o senhor Belmiro e a sua corte, enriquece na razão inversa do nosso empobrecimento. Esta é que é a verdadeira questão de Estado, mas tenho a certeza que não foi discutida no Conselho, e é por isso que tudo irá continuar como dantes, ou seja os ricos cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres.
    Só não vê quem não quer ver; o sr Crespo sabe que o rei dos alhos tem quatro pessoas que são, até prova em contrário, seus amigos por serem ministros, ora bem, se vivemos num país laico e republicano, democrático e de amplas liberdades, incluindo a liberdade de imprensa e de expressão, porque razão o sr Crespo tão acutilante a atacar certas pessoas e sectores, não trata de saber, no interesse dos pobres explorados e da verdade nua e crua, quem são esses ministros e quais os favores prestados? Sócrates não poderá tomar a iniciativa, porque então provavelmente, será acusado de arranjar argumento para se ir embora.
    Só não vê quem não quer ver; a liberdade de imprensa do sr Crespo acaba quando começam os interesses do sr Balsemão; é tudo uma questão de dinheiro é com ele que se compram os melões e se vive muito bem na Quinta da Marinha, e o sr Belmiro paga, com o nosso dinheiro, em forma de publicidade ou no formato dos melões. É isto não é sr Crespo?

  3. Soares,Seguro e Belem.Adversarios de Socrates no PS.Sao usados por Crespo para dar “credibilidade” ao seu espaco televisivo.A sua subserviencia perante Crespo e o outro convidado quando poem em causa sistematicamente o caracter de Socrates sem que praticamente o defendam diz tudo sobre o seu proprio caracter.Nesta calhandrice Belem e Soares ja se mostraram solidarios com Crespo.Mesmo sem conhecer os contornos do caso.Falta Seguro.Que se for coerente fara o mesmo.Mas este tem muito mais a perder.Quer ser lider.E Roma nao paga a traidores.

  4. Pois é, eu disse aqui há uns dias que algumas “pirsonalidades” do PS animavam com boa vontade os quadros de revista de terceira ordem ligados pelo compére Crespo. O Joãozito é desde sempre uma dessas “pirsonalidades”, subserviente, obgridado,pleno de vacuidade, pronto a desempenhar a contento o papel que lhe é atribuído pelo dito. Fóniz que isto fede cada vez mais.

  5. Sem um pingo de dignidade. Mas isso já era visivel há muito tempo.
    Os “politicos” portugueses são na sua maioria uns cobardes que abanam a cauda perante qualquer jornalista, ao pé deles qualquer mulher que por infortúnio tenha que vender o corpo é uma heroína.

  6. “conversas privadas”

    Não me parece adequado classificar como “privadas” conversas que se têm em locais públicos, como restaurantes e cafés, sem o devido recato.

    Conversas privadas, para merecerem tal classificação, devem ser tidas em locais privados e por detrás de portas fechadas. Ou então, caso tenham lugar em locais públicos, devem ser tidas em voz baixa e olhando por detrás do ombro para ver se ninguém as escuta.

  7. Esta não acompanhei eu! É dramático ver como as jogadas de poder também se estão já a desenhar nas fileiras do PS – veja-se “a proposta” de Candal e mais dois da bancada sobre a publicação dos rendimentos na internet…Não esquecer que Maria de Belém foi apoiante da lista de Manuel Alegre…
    Quando se devia estar a juntar as vontades de todos no denominador comum que é “levar o barco para além do cabo das tormentas”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.