Assombrações

Este estudo – Eleitores fantasma podem dar vitória à direita – foi olimpicamente ignorado, ou diminuído, pela direita. Contudo, se o resultado apontasse para uma perversão eleitoral que favorecesse o PS, estaríamos perante o principal caso da campanha. Teríamos direito a declarações do Presidente da República, audiências várias com Conselheiros de Estado muito preocupados e afrontados, os jornalistas não mais largariam o assunto e ele seria omnipresente das sete da matina à meia-noite em tudo o que fosse bloco noticioso e opinativo. Provar-se-ia, se ainda outras provas fossem precisas, que Sócrates era um super-criminoso, capaz das mais diabólicas manigâncias para se manter no poder e dominar o Estado. O bom povo do PSD e do CDS estaria na rua, uns cortando estradas em Rio Maior e revistando automóveis à procura de propaganda do PS para queimar, outros indo para o Marquês de Pombal acampar com os seus sacos-cama de marca e abastadas provisões de perfume e água-de-colónia, de modo a darem uma lição aos piolhosos no Rossio.

Também teria graça perguntar aos direitolas como que eles explicam o fenómeno do PS estar a oferecer a vitória ao PSD. Seria algo que Hitler, Saddam ou Drácula fizessem calhando ficarem na mesma situação? Receio que estas interrogações não venham a encontrar resposta em tempo útil.

5 thoughts on “Assombrações”

  1. ai…não me digas que em 6 anos o governo socialista do cartão único não conseguiu resolver o problema dos eleitores fantasma ? que raio de incompetência e pouca produtividade e falta de prevenção de problemas . que isso é o governo que há-de corrigir , né? vês , ele há dias que mais valia estar calado.
    ah, e o paulo da admistração interna de eleitores que não conseguiram votar ? esses eleitores favoreceriam quem? sabe-se lá!

  2. Pois. O assunto tem a gravidade que lhe atribuis. O problema é o raciocínio. Se a situação é essa, o Governo já a devia ter resolvido. Não o fez? Então é porque não quis ou não soube. E se não quer ou não sabe, então a questão não se coloca ao nível do altruísmo democrático de Sócrates. Coloca-se ao nível da sua incompetência. Por isso, fazes muito bem em trazer aqui o assunto.

  3. Vamos acabar com a fantasmagoria do senhor dos passos. Eu proponho que se chamem os africanos de sócrates para um comicio de estilo, de preferencia, de moçambique, pá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.