Apocalypse Now

Informam-se todos os profetas da desgraça, e os demais videntes do abismo, que o mês de Janeiro de 2011 terminou sem qualquer altercação social – apesar dos cortes nos salários, aumentos nos combustíveis, ataques sujos contra o impoluto candidato Cavaco e a transferência de um famoso atacante da Selecção para um clube estrangeiro. A Gerência pede a vossa compreensão e paciência, fazendo notar que ainda temos mais 11 meses pela frente, período durante o qual poderemos encher as ruas com urros e flores festejando a chegada do FMI, voltar a bloquear as estradas com camionetas de mercadorias ou incendiar o Parlamento e edifícios contíguos.

Se cada um destruir a sua parte, se não vacilarmos no boicote de tudo por causa de todos e no ataque a todos por causa de tudo, se os comunas e os reaças conseguirem unir esforços e caminhar na mesma direcção qual feixe de varas de bétula branca, vamos bem a tempo de dar uma grande alegria aos apóstolos da situação explosiva.

10 thoughts on “Apocalypse Now”

  1. Se o Fmi é assim tão bom e desejado pelos cavaquinhos, bpnês e troca-passos…então porque é que eles não impediram a maior crise económico-financeira mundial de todos os tempos ?!

  2. Eh pá, aguenta aí os cavalos!
    Se a gerência diz que ainda temos 11 meses, é caso para dizer que “a procissão ainda vai no adro”… Lá para Abril a procissão do senhor dos Passos (perdidos?) chegará ao calvário. Para quem tiver fé na ressurreição não haverá problemas. Para quem tiver fezes, também.

  3. É. Parece que o pavio, afinal, era curto e estava todo encharcado… E, já agora, da mesma lavra, aguarda-se alegremente a descida dos juros, já hoje, numa primeira manifestação da grandiosa acalmia dos mercados, por não os termos feito roer nervosamente as unhas com uma acintosa segunda volta! Ah, grande Professor, grande homem do Leme, grande Timoneirinho, que seria de nós sem vós…

  4. Já vencemos uma crise, deixada pelo psd nacional;
    e vamos vencer outra, deixada pela direita internacional!

    Para os patriotas do ‘quanto pior melhor’ as boas notícas são recebidas com azedume e desconfiança, como algo que deva ser rápidamente esquecido e nem ser bom lembrar;
    mas quando as notícias são más para Portugal elas são logo recebidas com alegria, júbilo sádico e satisfação, como um holligan que se delicia com a vítíma no chão e não perde tempo – desferindo-lhe pontapés e murros.

    Em sentido muito próprio:
    o conjunto de ressabiados, invejosos, sonsos e mesquinhos que grassam em particular no psd, as suas atitudes e o seu comportamento quotidiano em que se denotam a dor de cotovelo e o mal-estar por Sócrates estar a vencer com a sua persistência, a sua determinação e a sua coragem;
    tudo isto evidencia no que se tornaram esses “patriotas” do quanto pior melhor: desprezíveis holligans.

  5. É que essa malta toda, que quer destruir Portugal, olha para o socras e puxa de um bloco para tirar apontamentos.

    Quem diria que ps leva-nos até GPS ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.