Ao sonso-mor, segue-se o pantomineiro major

Marcelo é o muitíssimo provável próximo Presidente da República. Está a fazer tudo bem, aparecendo manso, ecuménico. E não irá fazer pior do que Cavaco, mas aqui apenas por tal não ser possível. Acontece é que Marcelo não merece ser o próximo ocupante do Palácio de Belém. Ou melhor, merecíamos muito melhor no topo da hierarquia do Estado do que um inveterado e compulsivo pantomineiro que acumula com ser um dos mais sofisticados praticantes da baixa política.

Mas a esquerda portuguesa, vítima de si própria, merece o castigo.

24 thoughts on “Ao sonso-mor, segue-se o pantomineiro major”

  1. depois de um candidato de direita,do calibre que todos tivemos a infelicidade de conhecer,termos outro de direita, filho e afilhado do antigo regime,só pode ser possivel num país como o nosso.peço a toda a esquerda que nao desperdice o seu voto,para termos a possibilidade de uma segunda volta.marcelo,tem tanto de inteligência,como de golpista.pouco deu à democracia,mas viveu à custa dela como comentador. em 41 anos de liberdade pouco mais de 9 anos esteve ao serviço da politica. (deputado e governante)peço aos portugueses de esquerda, que concentrem o voto no candidato de esquerda melhor colocado.lembrem-se que marcelo quer fazer dois mandatos e para isso acontecer, terá que ter daqui a cinco anos, novamente o voto da direita!

  2. “peço aos portugueses de esquerda, que concentrem o voto no candidato de esquerda melhor colocado.”

    frases destas, de fifi, mostram alguém que não percebe ansolutamente nada da aritmética eleitoral da primeira volta das presidenciais, caraças.

    É triste sermos tão analfabetos, mas tão analfabetos que não percebamos que se Marcelo R. Sousa tiver 51 por cento dos votos à primeira volta tanto faz que o segundo candidato mais votado tenha 49 por cento dos votos como três por cento.

  3. Os superdragões devem chatear o Lopetegui até este falar portunhol.

    E o Jesus deve pôr os que falam espanhol, a falar portunhol ou brasilenho

    Puta que os p….!

    O Zidane e o CR7 dobram a língua para falar com quem lhes paga.

  4. poizé, a aritmética eleitoral tem destas merdas e todos os candidatos presidênciais se apresentam com paleio de esquerda a começar no dótor marcelo e acabando no paulatinoderãsmorais. o problema da direita é a 2ª volta e isso nota-se na fronha do comentador manhólas que está habituado a vender cobertores na feira tvi sem contraditório e acaba por estar de acordo com tudo o que os outros dizem para matar a discussão. ontém com a marisa foi obrigado a concordar com o seu amigo careca sobre o tribunal constitucional.
    http://www.esquerda.net/artigo/marcelo-rebelo-de-sousa-mentiu-sobre-questao-da-inconstitucionalidade-do-oe2012/40466

  5. torres vedro,nao deixas de ter razao,mas deixas de a ter quando entras no insulto! mas há uma verdade que tu esqueceste,e é fatal. ao ver os numeros das sondagens todos chegamos à conclusao que há muita gente que vota na esquerda,a dizer que votar no marcelo para presidente.era a esta gente que eu apelava.

  6. Provavelmente, luta entre Opus Dei e Maçonaria .

    Marcelo é religioso e defensor dos interesses da Igreja Católica, o que desde logo inviabiliza qualquer veleidade de reforma nas relações entre o Estado e a Igreja, maxime, revisão da Concordata .

    É possivel que a Opus Dei tenha interesse na sua candidatura, assim como, pode acontecer que a Maçonaria veja com bons olhos a candidatura de Nóvoa .

    Diz-se que na eleição para a Presidência da AR, ambas se defrontaram, Maçonaria com Fernando Nobre, e Opus Dei com Assunção Esteves .

    Quando daqui a uns anos, um certo candidato se apresentar, irá ter o apoio da Opus Gay .

  7. MARCELO E CAVACO FARINHA DO MESMO SACO.
    Na prática, a esquerda está a fazer tudo para Marcelo ganhar à primeira. Sampaio da Nóvoa é quase um desconhecido, no confronto com a omnipresença do pantomineiro Marcelo, graças a muitos anos de homilias na TV. A única forma de superar aquele fosso enorme era a desistência dos candidatos da esquerda a seu favor. E em tempo útil, para que Sampaio da Nóvoa concentrasse as atenções. Muitos eleitores de esquerda vão votar na cara mais conhecida. Não tenho a minima dúvida. Se a esquerda persistir nos seus múltiplos candidatos, ;Marcelo nem precisa de grande esforço para poder cantar vitória logo à primeira. Como já se percebeu, para António Costa tanto faz Marcelo como Sampaio. Possivelmente, Sócrates pensou o mesmo, quando não se ralou muito ao ver Alegre e Soares esfarrapar o eleitorado da esquerda.
    A esquerda merece Marcelo por dez anos.

  8. Ó Maria Abril

    Deixe lá o Marcelo ganhar agora para daqui a 5 anos ser derrotado por um senhor que até esteve preso.
    Isso é que era ! Pagava para ver esse espectáculo supremo !

  9. Ninguém acredita no “efeito Costa”. A estes vencidos comentadores acima, que já estendem o pescoço ao cutelo do Marcelo, e com vontade de franquiar mais da própria anatomia ao castigo,digo-vos : sois uns capados,sem tomates e sem clitóris! Pois se a maioria sociológica na nossa terra é e sempre foi de esquerda,fácil será negociar o apoio a uma candidatura que reúna Nóvoa,Silva e Marisa. Os outros emplastros candidatos é deixá-los… Tão fácil,tão imediato,tão eficaz…

  10. A Maria de Belém ontem disparou um balázio que atingiu em cheio na cara o “impoluto cidadão” Henrique Neto. Atirou-lhe à tromba com a Operação Furacão. Disse que nunca ninguém lhe meteu (a ela) um processo crime por fuga ao fisco. TUMBA ! Gostei.

    E aqui a Marisa e o BE meteram um balázio nas fuças do Prof. Martelo.
    https://www.youtube.com/watch?v=vTmkr8zx8LA

    Ai se não fossem as mulheres …. Estas eleições nem mexiam !

  11. sportinguistateu
    Os superdragões devem chatear o Lopetegui até este falar portunhol.

    E o Jesus deve pôr os que falam espanhol, a falar portunhol ou brasilenho

    Puta que os p….!

    O Zidane e o CR7 dobram a língua para falar com quem lhes paga.

    Concordo consigo é vergonha. No entanto o Lopetegui, como vasco aberto um bocado a outras linguas, di o Jogo, e não ” o partido” e alguma coisinha mais. O homem tenta dizer algo e isso num castelhano ja é muito, essa apertura. A lingua joga um papel de poder no subconscinte do que as pessoas aprenderam. Compreenda que em Espanha além do castelhano há três linguas mais,não comparaveis o português e por tanto mais desprezadas ainda. E um tema de educação,mas também há que dizer que o português falado é dificil para um castelhano que não faça esforço e o que disseram que as linguas dos países mais pequenos aprendessem só o escutar.

    Gosto diste video do Jogador do Deportivo da Coruña, na Galiza, Luisinho que faz as declarações em Portugûes a preguntas dos jornalistas em galego. Fala um português de vagar que entendem todos os galegos de maravilha.
    https://www.youtube.com/watch?v=t_-_papfHAU&index=4&list=PLrlyC_rHzwfzqfaseuphlinOc–_aXFP-

    No entanto também está o gosto dos portugueses por falar o castelhano emquanto puderem. É comum tentar falar em Português mas o ouvir o sotaque castelhano ja vira a conversa para essa lingua. E isso é frustante. E assim Lopetegui, Casillas e outros não precissam falar em Português porque tenhem quem lhes fale em castelhano a diario e assim não precissam.
    Eu tenho dito em Portugal , por favor fale-me em português, gosto da sua lingua que no meu caso é minha também.

  12. Também já reparei isso mesmo ignatz, o marcelo abana a cabeça a dizer que sim a todas opiniões dos outros candidatos e depois confirma ao modo da sua charla tvi o que prenuncia o que ele é e já conhecemos, um charlatão .
    Mas o grande problema está em saber qual o grau de charlatanismo e intriguismo que o homem vai introduzir a partir de Belém.
    Se o mesmo, apenas ele só, criou sucessivamente factos políticos e intrigou sempre de modo a por em polvorosa os políticos e toda a política portuguesa envenenando-a, pense-se o que pode fazer este homem instalado em Belém com uma máquina à ordem de dezenas de assessores experts à volta com acesso institucional a todos os meios de comunicação social, organizações sociais patronais e sindicais, universidades, elites e eminências intelectuais e académicas e, sobre tudo isso, o interrogatório semanal ao PM.
    Imagine-se, com tais meios à mão para manipular, a salada política marcelo-trágico-dramática que um tal chefe maior do Estado pode fazer subir ao palco para abrilhantar a Nação.

  13. José Neves
    ” Também já reparei isso mesmo ignatz, o marcelo abana a cabeça a dizer que sim a todas opiniões dos outros candidatos ”

    É a estratégia e a táctica escolhida por ele, o não alimentar polémicas nem discórdia e manter um perfil cordato, traduzido por exemplo no dizer ” nisso estamos de acordo “, é o chamado consenso do com-sonso .

    É claro que, Marcelo, ao longo do tempo, e em especial como comentador da TVI, não hesitou em mandar bitaites sobre os mais variados temas e assuntos, tendo, como muitos outros dos demais, errado .

    São os chamados ” especialistas ” e ” bem-informados ” .

    De resto, já conhecemos a história.

  14. Até arrepia imaginar uma pessoa que fala de tudo e nunca se cala a exercer um cargo onde só se deve falar em momentos necessários. Uma criatura que quando foi membro do Governo se designou a si mesmo “secretário de estado para a fabricação de factos políticos”.
    Mas se os comentadores ocupam há muitos anos o horário nobre da televisão em exclusivo e um comentador que sabe de tudo, nunca se cala e é charlatão se candidata a Presidente da República, não vejo como é que o condicionado cidadão português pode escapar ao destino de o colocar em Belém.

  15. Olha Reis, se fosse no Brasil, os Espanhois falavam português/ brasileiro se quisessem que alguem os ouvisse.

    Lá não estão para escrever legendas para ninguém nem para espanhóis , ingleses ou Japoneses e muito menos Argentinos ou Paraguaios.

    Mas nós xemos axim, paxenxa!

    Serrão, chefe dos super dragões tem que atuar mais.

  16. Queridas Massas Populares

    Pensava que já tinha visto tudo, enganei-me. Se me dissessem, há dois ou três meses, que o futuro nos reservava um Marcelo Rebelo de Sousa fofinho, a que nem uma chuva de marretadas em directo e em cheio no focinho conseguiria arrancar um sorriso beatífico firmemente pendurado na tromba, classificaria a hipótese como ideia de doidos (ver debates com Marisa Matias e Edgar Silva). Erro crasso, já que o homem parece tocado, simultaneamente, pela mais pura beatitude cristã e pelo espírito de Buda. Cristão que leva um estaladão, ou dá a outra face ou cristão não é não, mas tal não significa que deva aguentar a provação com um sorriso. Isso só Buda o pode explicar. É claro que beatitude no sorriso tento vê-la eu, alma ainda a transbordar do generoso espírito do Natal, mas admito que o rigor científico de alguns só consiga divisar um esgar idiota. Certo é que, depois de um cata-vento fofinho, já só me falta mesmo ver o célebre porco a andar de bicicleta!

    Um tipo que do esmiuçar do passado e presente dos outros fez durante dezenas de anos profissão “descobre” subitamente, quando lhe esfregam no focinho as gritantes contradições a que a sua alma troca-tintas não consegue fugir, que, quando o passado é o seu, dele não interessa falar, é preciso é discutir o futuro! O programa do troca-tintas, a sua única mensagem, é esta: “Eu sei que sou um aldrabão, eu sei que vocês sabem que sou um aldrabão, eu sei que vocês sabem que eu sei que vocês sabem que sou um aldrabão, mas esqueçam os meus pecados, não os tragam para aqui e não me batam mais, porque toda a gente vê que sou muito simpático e fofinho e o povo não gosta de ver bater em pessoas simpáticas e fofinhas, pelo que o tiro vos pode sair pela culatra.” Como o gajo, se calhar, até tem razão, o que há a fazer é descobrir-lhe a careca com simpatia e fofura equivalentes, para que o sorriso idiota passe a ser apenas isso mesmo.

    Dizia há dias o Louçã que a esquerda comete um erro quando classifica o Marcelo como um Cavaco 2. É possível que tenha razão, mas, tirando as óbvias diferenças de estilo, não posso deixar de notar as semelhanças gritantes entre um e outro, se vamos à substância. Alguém pode negar, por exemplo, a mania que ambos têm de recordar permanentemente, a crentes e descrentes, o que em tempos avisadamente disseram, o que atempadamente alertaram, o que brilhantemente vaticinaram, o que zandingamente auguraram?

    Está bem que um transmite a alegria de um funeral e o outro a do fogo-de-artifício do Funchal. É verdade que um tem a expressividade de um bidé e o outro a histrionia do Herman José. Mas, voltando à substância, diferenças não há entre um e o outro, no que respeita ao modelo sócio-económico que defendem. Se, para desgraça nossa, for eleito o cata-vento fofinho, a única diferença será a de vermos mais uma vez confirmada a tese marxiana de que a tragédia da História se repete sempre como farsa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.