Muitos portugueses percebem, outros só quando lhes chegar ao osso

O deputado do PSD Miguel Frasquilho disse nesta segunda-feira, em Felgueiras, que “os portugueses percebem o caminho que está a ser trilhado pelo Governo e que não havia outra alternativa”.

Comentando o crescimento do desemprego, em 2011, na região do Vale do Sousa, que ultrapassou os 20% face a 2010, Miguel Frasquilho insistiu que só as políticas que o Governo está a executar “poderão proporcionar”, no futuro, “mais crescimento económico e criação de emprego”. “É este Governo que está a desendividar Portugal e que está a transformar estruturalmente a sociedade portuguesa e a tornar o país mais competitivo e mais atractivo”, afirmou.

Para o deputado social-democrata, “o Governo está a corrigir anos de desvario”, um trabalho que, sublinhou, exige “esforço, coragem e empenho”. Ainda a propósito da subida de desemprego no interior do distrito do Porto, com números que admitiu serem “dramáticos”, revelou que o PSD já previa que a situação evoluiria nesse sentido, acrescentando: “Esperávamos um agravamento da situação de 2011 para 2012 e, em termos de desemprego, 2013 poderá ser ainda um ano muito complicado”.

Fonte

__

Ah, como Frasquilho tem razão, como tudo o que diz é a verdade verdadinha. Este Governo está mesmo, mesmo, mesmo a transformar estruturalmente a sociedade portuguesa. Isso é inegável, inquestionável, indisfarçável. Precisaríamos de recuar a 24 de Abril de 74 para encontrar a mesma tristeza no povo, o mesmo desespero nas famílias, a mesma ideologia bolçada pelos soberbos governantes, a qual despreza os pobres, a classe média, os trabalhadores e os considera culpados de todos os vícios, em especial da preguiça e da gula. Ah, o desvario dos últimos anos, quem pode esquecer. Que loucura, que bacanal. Bastava ler os relatórios do Banco de Portugal, do Instituto Nacional de Estatística, do Eurostat, da OCDE, da Comissão Europeia, dali e dacolá. Toda a gente a denunciar a loucura, era uma loucura. Ah, o desvario das Novas Oportunidades, essa irracionalidade de atribuir competências a quem não nasceu para doutor. Ah, o desvario do programa Magalhães, esse desperdício que só serviu para irritar professores e espalhar literacia informática. Ah, o desvario dos investimentos em ciência, tecnologia, energias renováveis, diplomacia económica, renovação do parque escolar, cultura de avaliação nas escolas, rede viária, ligações de transportes, reforma do Estado. Que inacreditável suicídio colectivo esse de acreditar que Portugal poderia crescer através da qualificação e da modernização.

Sim, Frasquilho, o teu PSD, esse partido que nos ofereceu Santana e Menezes, Cavaco e BPN, Jardim e troika, Passos e Relvas vai deixar este país num brinquinho, a brilhar de tanto o lixarem. Convosco não há desvarios, está tudo controlado.

3 thoughts on “Muitos portugueses percebem, outros só quando lhes chegar ao osso”

  1. Macacos me mordam, se não é mesmo assim, Frasquilho dum raio! Mais uns anitos de PSD-BPN e fica tudu uma beleza! O Frasquilho ainda vai tornar-se um grande Frasco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.