15 thoughts on “À justiça o que é da justiça”

  1. e ao jornalismo o que é do jornalismo…

    Estou a assistir a um directo de Kerson com a população na rua (a que não foi deportada) a festejar. Que falta nos faz o bruno pzp para nos mostrar a “realidade” (a felicidade das populações a seguir ao circo chamado referendos). Isto devem ser encenações dos imperialistas e da nato… e as imagens falsas!

    Rectal, rectal, rectal gritam eles! Será da próstata?!

  2. o manel pinho nunca observou diferenças de comportamento ente homos e heteros? é que são evidentes as diferenças entre esses duas formas de masculinidade. e se são diferentes os comportamentos é porque as mentes são diferentes. não é homofobia , é a constatação de um facto.

  3. bem nos avisaram que o homem mais fanático é aquele que não quer reconhecer que foi enganado.
    tanta azia por aqui com a divulgação de verdades factuais: SÃO OS NOSSOS VALORES!
    encenações no ocidente?! onde já se viu?

  4. atenção, também há diferenças no comportamente entre homos e homos e heteros e heteros. são bastante evidentes mas infelizmente não implicam uma diferente sexualidade, tornando tudo muito mais confuso.

  5. é assim , olinda: não tem amigos homossexuais? eu tenho vários e as conversas são bem diferentes das que tenho com os amigos hetero. futebol e isso , nada. roupa , comida e coscuvilhices ? a potes. a forma de andar , de esticar o mindinho , os trejeitos faciais? tudo diferente.
    se a olinda não fosse homofóbica não se recusaria a ver as diferenças , porque o serem diferentes não significa que uns sejam melhores que os outros. o quererem que os homo se portem ou pareçam heteros é homofobia da mais pura.

  6. não é assim, yo, isso é uma miríade de pensamentos simples perante a complexidade da existência. ademais, eu só perguntei quais sem lhe encomendar qualquer sermão. e, ademais idem, não sei onde e por que razão se há-de estar atento às diferenças quando se está a trabalhar se os resultados, os únicos, que interessam são o exímio trabalho ao qual devemos – assim como deve a nós – dignidade. mas, já agora, se me puder explicar como é que se estica o mindinho de uma forma que não seja esticar, agradeço e rio-me ao mesmo tempo.

  7. olinda,

    a menina desculpe, mas não tinha visto este comentário seu. e sabe porquê? porque o outro ao que a menina respondia não fui eu que escrevi. espero que o malandro tenha tido o ip bloqueado por se ter feito passar por mim. confirmas, guida?

  8. ou terei sido? olhe, agora estou confuso. estava a tentar lembar-me do contexto e acho que o quis dizer é que as diferenças entre homos e homos e heteros e heteros são as mesmas que aquelas entre heteros e homos e homos e heteros. e vice versa. sim, foi isso.
    adiante, podem continuar aquilo que estavam a fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.