14 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. não, teste, reforça o imperativo de que os maus carácteres têm de ser postos no sítio deles quando no exercício – traem – (d)o bem comum.

  2. O que é que interessa? Costa contratou uma reputada menina da vida e agora finge que achava que ela era virgem :)

  3. a importância política? reforçar a imagem social do político como um poço de corrupção. e que a ética republicana é uma desética.

  4. atenção, José Marques, e quejandos, à cabine de som: resposta ao seu pensamento na Dominguice fresquinha de hoje e regueifa com manteiga. obrigada. !ai! que riso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.