A constituição de Poiares Maduro

Ora, deixa cá ver. O Tribunal Constitucional, se continuar a insistir em interpretar a Constituição de acordo com a melhor jurisprudência que for capaz de produzir, estará a pôr em risco a democracia para as gerações futuras. Isto é dito por um marmanjão que representa a cobiça e a traição de um partido que boicotou com mentiras sistemáticas uma solução para Portugal que pretendia evitar o presente retrocesso geracional levado a cabo por fanatismo ideológico e prepotência internacional. Um partido que sacrificou o futuro de milhões de pessoas na sofreguidão de ir ao pote.

Poiares Maduro reclama conhecer os interesses das gerações futuras e ambiciona ter um Tribunal Constitucional que se sujeite à sua interpretação. Maduro quer moldar o presente e ver-se livre do passado. Ao invocar um enigmático “espaço europeu” – que não se sabe o que seja, nem se acredita que ele consiga definir – como bitola para os neurónios dos juízes portugueses, este neófito da elite laranja mostra mais uma vez a sua verdadeira constituição.

4 thoughts on “A constituição de Poiares Maduro”

  1. Qual tribunal constitucional qual país a arder que não tem tribunal que condene qualquer incendiário?

    Somos um país de brincadeira, que não nos levamos a sério.

    Claro que se nos levássemos a sério não passávamos de uns medíocres.

    Nem eramos dignos de um dia ter tido um tribunal plenário!

  2. Aqui na minha terra classifica-se uma tal personagem como “um merdas”. O PSD tem o condom de transformar em merda todos os seus filiados. Deu-nos, até, um merdas de um presidente da república (letra pequena, pois claro).

  3. o avô chamou-lhe chavalo de merda e o neto, paneleiro. isto deve querer dizer qualquer coisa que não é subjectiva. subjectiva é a constituição, esse instrumento tão maleável para alguns.

  4. Mas. não se estará a dar demasiada importância aos bitaites do sem abrigo maduro?
    Como é que um “reputado” jurista se excede perante uma plateia de pequenas cabe-
    cinhas, fazendo as considerações que a comunicação social deu relevo, sobre a actuação
    do Tribunal Constitucional? Algo está errado … ele, não é a “estrela” que foi anunciada
    para substituir o facilitador relvas! Será, quanto muito, um verdadeiro sem abrigo inte-
    lectual procurando singrar na porca … perdão na política, porque para o Direito parece
    não ter jeito!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.