Publicidade da casa

O nosso Vega9000 saltou hoje para toda uma página do DN pela mão da Fernanda Câncio. Com fotografia e tudo. Para quem não sabia, além de blogger, o Vega9000 tornou-se um famoso tuiteiro. A assunção da personalidade do Passos Coelho e do respetivo “pensamento” numa conta Twitter é o tema do artigo da Fernanda Câncio.

Malta mais cusca, se quiserem ver com os vossos olhos, toca a comprar o jornal, porque em linha não parece estar acessível. Mas deixo mesmo assim a transcrição do texto:

Desempregado de 39 anos, humorista amador, resolveu começar a ‘ imitar’ o PM. Já foi levado a sério até por um repórter do ‘ Wall Street Journal’.
Na quarta-feira, Edward Harrison, do site de especialistas em economia e finanças Credit Writedowns, citou, no seu Twitter, traduzindo-a para inglês, uma frase atribuída a @ Passos_ PM: “A economia contraiu 3,9% portanto vamos redobrar a austeridade e cortar mais”, imediatamente retuitada (citada) pelo repórter do Wall Street Journal Charles Forelle. Quatro minutos depois, uma seguidora portuguesa avisava-o: “Edward, não sei se sabe mas essa conta é satírica.” Resposta: “É muito satírica porque é muito verdadeira. :-).”

Nuno Salgueiro filiou-se no PS em 2002, depois de Ferro perder as legislativas para Durão. (foto)

Nuno Salgueiro, 39 anos, designer industrial no desemprego e atualmente estudante de Engenharia Mecânica no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, engasga-se a rir ao comentar a ocorrência. Não é a primeira vez que alguém assume que a sua conta satírica Pedro o PM (@ Passos_ PM), em cuja nota biográfica se lê “Oriento a minha vida pelos 5 pês: Pedro, Pai, Primeiro- ministro, Patriota e Pin. Também faço farófias” é mesmo do primeiro-ministro português – há mesmo, diz, quem o insulte pensando que está a insultar Passos Coelho na cara –, mas desde que foi criada, em dezembro de 2012, ainda não tinha sucedido com especialistas estrangeiros de finanças. Certo é que Nuno, que se assina @ Vega9000 no Twitter e no blogue Aspirina B, algumas vezes usa frases “verdadeiras” de Passos (assinalando-as com um asterisco nesse caso). E a ideia de base do seu exercício é mesmo a de ser difícil distinguir os seus tuites “a gozar” daquilo que o primeiro-ministro diz. “‘ Surgiu- me quando estava a ouvir um discurso de Passos e a comentá- lo no Twitter. Disse: ‘ Vou escrever dois ou três tuites em passês’, aquele tipo de discurso em que se começa a dizer uma coisa e se acaba a dizer outra completamente diferente. Aí lembrei-me de criar uma conta especificamente para isso. E é muito fácil de fazer, basta olhar para os discursos dele com olhos de ver. A ideia é desconstruir o que ele diz, que parece sério e pomposo mas é completamente sem sentido. E de vez em quando escrevo mesmo tal qual o que ele disse, assinalando com asterisco, e parece na mesma uma anedota.” A piada vai ao pormenor de a conta @ Passos_ PM só seguir outras duas: a de Merkel e a de Schäuble (o ministro das Finanças germânico).

Mantendo a sátira em balizas éticas – “Nunca uso família a não ser a Laura [ mulher de Passos], mas isso porque o próprio usa” –, Nuno, casado, com dois filhos ( um rapaz e uma rapariga) e militante do PS desde a derrota de Ferro Rodrigues contra Durão (“Eu e a minha namorada, hoje mulher, falávamos de nos inscrevermos e pensámos: ‘ Se há boa altura para o fazer é agora.’”), anota a diferença entre o discurso de ódio, pessoalizado, que existiu contra o Governo de Sócrates e a oposição atual. “Agora, que a situação do País é muito pior, não se vê isso. Ainda bem, mas é uma diferença muito curiosa.” Recorda por exemplo que o blogue onde escreve, o Aspirina B, chegou a ser acusado, até por Pacheco Pereira, de ser pago pelo Governo. “Olho para essas coisas que Pacheco Pereira disse e escreveu e penso ‘ que pena, que desperdício.’ É uma pessoa muito inteligente que se deixou levar para a coisa fácil, para os caminhos do ataque pessoal. É como ver um filósofo brilhante a discutir e a dizer ‘ A tua mãe é isto.”
A propósito de mães, o tweet até agora mais popular do Pedro o PM foi a elas alusivo: “Bom dia da mãe. Para celebrar, decretei q hoje o estacionamento no aeroporto é grátis. Demorem o tempo q quiserem a despedir-se dos filhos.” Mas o autor ficou surpreso com o sucesso de outro, muito mais elitista: “Boa tarde. Devido a uma embalagem suspeita evacuámos o ministério das finanças. Afinal era um livro de Keynes, por isso evacuámos outra vez.”

Tratando Paulo Portas como “o Terceiro” ( por Passos ter dito numa entrevista que o ministro dos Negócios Estrangeiros é a terceira figura do Governo) e usando de uma ironia tão subtil como arrasadora, de que o tweet “Bom dia. É falso que o governo esteja a negociar o segundo resgate. Quando vier, aceitaremos sem qualquer negociação” é um bom exemplo, Nuno Salgueiro pede meças aos humoristas profissionais que têm contas no Twitter. Além de, claro, ao primeiro- ministro.

11 thoughts on “Publicidade da casa”

  1. Parabéns ao Vega9000, sou um fiel leitor, aqui e no 365forte. Quando descobri o Pedro o PM (através do 365forte) passei a seguir fielmente essa conta, e devo dizer que suspeitava ser o Vega o autor, o que agora confirmo – não há assim tanta gente a escrever tão bem e com tanta piada, e com aquele estilo…. Eu e mais 2 amigos, a quem mostrei a conta pela primeira vez, chorámos a rir durante uns minutos com os tuites.

  2. VEGA! Começámos em discordância construtiva faz anos aqui no “aspira” por causa da paralização do país quando da visita do papa, não sei se te lembras; e depois disso sou tua fã. Por isso, vou ver se compro, muito excepcionalmente o DN. Sem favor, és a melhor “aquisição” que o aspirina fez.

    Que não te falte o humor que é inteligência e nos ajuda na maior miséria de que tenho memória aqui no cantinho, tomei nota do teu cansaço e desencanto no outro post. Mas o melhor desabafo é a ironia e a brincadeira corrosiva.Nisso és mestre e ainda bem que nos dá exemplos de como se faz em tempos de crise maior. Não saias dos canais, please.
    here’s to you
    http://www.youtube.com/watch?v=5XWQrt00_NM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.